CARACTERIZAÇÃO DE SEMENTES, PLÂNTULAS E CRESCIMENTO INICIAL DE JACARANDA MIMOSIFOLIA D. DON. (BIGNONIACEAE)

Jamille Rabêlo de Oliveira Clark Alberto Souza da Costa Antonio Marcos Esmeraldo Bezerra Haynna Fernandes Abud Eliseu Marlônio Pereira de Lucena Sobre os autores

RESUMO

Objetivou-se nesta pesquisa fazer a caracterização biométrica das sementes, morfologia das plântulas de Jacaranda mimosifolia D. Don. e avaliar o crescimento inicial das mudas em dois ambientes distintos com diferentes níveis de luminosidade. Para a biometria de sementes, utilizou-se 100 sementes sem as partes aladas para a mensuração do comprimento, largura e espessura. Para a morfologia das plântulas, semeou-se 100 sementes em tubetes de 300 cm3, registrando-se os eventos do processo germinativo através de fotos digitais e dispondo-as de forma sequenciada de acordo com a idade das plântulas. A análise de crescimento inicial foi realizada em sol pleno e estufa agrícola durante nove épocas num esquema de parcelas subdivididas, em delineamento inteiramente casualizado. As variáveis respostas foram: número de folhas, altura da planta, diâmetro do coleto, comprimento da raiz, massa seca da parte aérea e raiz, bem como, o índice de qualidade de Dickson (IQD). O comprimento das sementes variou de 7,09 a 9,26 mm, a largura de 6,74 a 9,39 mm e a espessura de 1,11 a 1,89 mm. A germinação é do tipo fanerocotiledonar hipógea, com o surgimento da raiz primária ao sexto dia após a semeadura. O jacarandá-mimoso apresentou maiores valores de diâmetro do coleto, massa seca da raiz e IQD no transcorrer do tempo em sol pleno. Conclui-se que a caracterização biométrica de sementes e morfológica de plântulas de jacarandá-mimoso possibilita o reconhecimento da espécie em campo. As plantas produzidas em sol pleno apresentam melhor desenvolvimento. Após 36 semanas de desenvolvimento as mudas mantidas em sol pleno podem ser destinadas a recomposição vegetal e recuperação de áreas degradadas.

Palavras-Chave:
Morfobiometria; Tipos de germinação; Qualidade de mudas

Sociedade de Investigações Florestais Universidade Federal de Viçosa, CEP: 36570-900 - Viçosa - Minas Gerais - Brazil, Tel: (55 31) 3612-3959 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rarvore@sif.org.br