INFLUÊNCIA DA SECAGEM NAS PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DA MADEIRA DE ESPÉCIES DE UM SISTEMA AGROFLORESTAL

Elder Eloy Eduarda Bandera Tauana Mangini Laura da Silva Zanchetta Rômulo Trevisan Braulio Otomar Caron Luana Candaten Sobre os autores

RESUMO

O cultivo de espécies nativas e exóticas consorciadas em um sistema agroflorestal eleva o interesse de informações das propriedades da madeira. Portanto, diferentes métodos estão sendo testados com o objetivo de melhorar as propriedades tecnológicas desse material, incluindo a secagem, que provoca alterações nas propriedades físicas e mecânicas da madeira. O presente trabalho investigou a influência da secagem nas propriedades físicas e mecânicas da madeira de espécies arbóreas cultivadas em um sistema agroflorestal. Parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan, Peltophorum dubium (Spreng.) Taub., Eucalyptus grandis W. Hill × Eucalyptus urophylla S.T. Blake (híbrido) e Schizolobium parahyba (Vell.) S.F.Blake foram as espécies selecionadas para o estudo. Três indivíduos de 9 anos de cada uma das espécies foram obtidos em um sistema agroflorestal. Trinta amostras de madeira (2,5 x 2,5 x 41 cm) foram extraídas de cada espécie. As amostras de madeira foram divididas entre tratamentos de temperatura. Para cada tratamento térmico foram utilizadas 6 amostras (controle, 120, 150, 180 e 210 ° C), as quais foram secas por duas horas em estufa (com circulação forçada de ar). Após o tratamento térmico, as propriedades mecânicas das amostras de madeira foram avaliadas através de testes para determinar; os módulos de elasticidade e ruptura, tensão no limite proporcional e força máxima de acordo com a norma ASTM D-143-94 (2000). Por fim, as propriedades físicas de retratibilidade das amostras de madeira foram avaliadas de acordo com a norma NBR 7190 (ABNT, 1997). Os corpos de prova utilizados para analisar essa variável foram provenientes de seções da madeira (dimensões da amostra: 2,5 × 2,5 × 5 cm) não afetadas pelo teste de flexão estática. Os resultados indicam que, para todas as espécies investigadas para o estudo, a secagem altera as propriedades físicas e mecânicas da madeira, com as alterações mais significativas ocorrendo a temperaturas entre 120 e 180 ° C.

Palavras-Chave:
Resistência da madeira; Estabilidade dimensional; Tratamento térmico

Sociedade de Investigações Florestais Universidade Federal de Viçosa, CEP: 36570-900 - Viçosa - Minas Gerais - Brazil, Tel: (55 31) 3612-3959 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rarvore@sif.org.br