CARBONO ORGÂNICO, NITROGÊNIO E ESTABILIDADE DE AGREGADOS DO SOLO EM ÁREAS DE CONVERSÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR PARA EUCALIPTO EM ALAGOAS

Aldair de Souza Medeiros Thamyris Suelle da Silva Anderson Vitor Lins da Silva Deni Rafaela Silva Barros Stoécio Malta Ferreira Maia Sobre os autores

RESUMO

A conversão de áreas cultivadas com cana-de-açúcar para florestas de eucalipto pode promover melhorias nas propriedades físicas, químicas e biológicas do solo. Neste contexto, objetivou-se com este trabalho avaliar as mudanças nos estoques e teores de carbono e nitrogênio e na estabilidade de agregados do solo em área de transição de cana-de-açúcar para eucalipto em Alagoas. O estudo foi realizado em uma propriedade rural, localizada no município de Atalaia - AL. Os sistemas avaliados consistiram de quatro áreas, sendo uma cultivada com cana-de-açúcar, por aproximadamente 20 anos, tomada como a área de referência do estudo; e três áreas adjacentes, cultivadas com floresta de eucalipto a 1, 3 e 6 anos. Foram determinadas a densidade do solo, os teores e estoques de carbono e nitrogênio e os índices de agregação do solo. A conversão do cultivo de cana-de-açúcar com preparo convencional e queima da palhada para plantações de eucalipto promoveu o aumento dos teores e estoques de carbono e nitrogênio do solo. Também reduziu a densidade do solo e aumentou a estabilidade de agregados em água. Os resultados indicam que a conversão de cana-de-açúcar em eucalipto na região da Mata Atlântica de Alagoas, pode ser uma alternativa para promover o sequestro de carbono e melhorar a qualidade do solo.

Palavras-Chave:
Sequestro de carbono; Qualidade do solo; Plantações de florestas

Sociedade de Investigações Florestais Universidade Federal de Viçosa, CEP: 36570-900 - Viçosa - Minas Gerais - Brazil, Tel: (55 31) 3612-3959 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rarvore@sif.org.br