Composição de espécies e relações biogeográficas da flora sobre afloramentos rochosos no Planalto do Itatiaia, SE do Brasil

O objeto deste estudo foi a flora que se distribui em ilhas de vegetação isoladas sobre a superfície rochosa, no Planalto do Itatiaia (22°21'S e 44°40'W), a 2.400 m de altitude. Foi encontrado um total de 114 espécies vasculares, correspondendo a ca. 20%-25% da flora total atualmente inventariada do Planalto, em 197 pequenas ilhas de vegetação (área total de 0,034 ha). Xerófitas e hidrófitas com freqüência ocorrem lado a lado devido à forte heterogeneidade ambiental em pequena escala espacial, explicando em parte a alta diversidade local. Superfícies rochosas podem abrigar floras muito distintas do entorno em função de fortes filtros ambientais contrastantes, mas no Itatiaia os padrões de distribuição geográfica de plantas rupícolas assemelham-se aos dos campos no entorno, com 15,1% das espécies sendo endêmicas restritas e seis sendo estritamente rupícolas. Destacando a natureza "temperada" do clima de altitude do Itatiaia, a flora estudada foi dominada por espécies de Asteraceae e Poaceae, e o número de espécies CAM (metabolismo ácido das crassuláceas) foi muito baixo. Algumas endêmicas restritas de origem tropical - Pleurostima gounelleana (Beauv.) Men.(Velloziaceae) e Fernseea itatiaiae (Wawra) Baker (Bromeliaceae) - formam tapetes sobre a rocha e são fundamentais para o estabelecimento de ampla gama de espécies. Hemicriptófitas predominam na flora amostrada, enquanto terófitas são excepcionalmente raras e consistem, principalmente, de espécies oportunistas associadas com distúrbio. Os numerosos microhábitats e os marcantes gradientes ambientais nestes afloramentos de altitude elevada criam oportunidades para o estabelecimento de uma flora muito diversificada. Estes ambientes insulares parecem constituir importante refúgio para as espécies dos campos em geral, frente a perturbações como incêndios e outras ações antrópicas.

afloramentos rochosos; biogeografia; campos de altitude; endemismos; Floresta Pluvial Atlântica; plantas rupícolas


Sociedade Botânica de São Paulo Caixa Postal 57088, 04089-972 São Paulo SP - Brasil, Tel.: (55 11) 5584-6300 - ext. 225, Fax: (55 11) 577.3678 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: brazbot@gmail.com