Brazilian Journal of Botany, Volume: 27, Issue: 1, Published: 2004
  • Ecophysiology

    Lüttge, Ulrich; Scarano, Fabio R.

    Abstract in Portuguese:

    Esta revisão procura delinear ao invés de precisamente definir o significado do termo "ecofisiologia", com base em um breve apanhado histórico do desenvolvimento da instrumentação e de estratégias de amostragem para análises que permitam a descrição de desempenho fisiológico em condições de campo. Ecofisiologia originariamente é auto-ecologia dedicada ao comportamento de plantas individuais, espécies ou táxons superiores, viz. "fisiotipos", em determinados habitats. Exemplos de diversidade ecofisiológica são tratados e ilustram a gradual integração desta disciplina com aspectos referentes ao funcionamento e dinâmica de habitats ou ecossistemas, i.e., uma tendência de pesquisas voltadas para uma "sinecologia fisiológica". Estudos que comparam uma gama de morfotipos e fisiotipos dentro de um dado habitat ou ecossistema ou entre habitats ou ecossistemas são exemplos deste caso. A complexidade e o encantamento da ecologia e da ecofisiologia emergem justamente da necessidade de cobrir todas as condições de existência dos organismos, de acordo com a definição original de "ecologia" de Ernst Haeckel.

    Abstract in English:

    An attempt to delineate rather than to precisely define what we mean by "ecophysiology" is based on a brief historical overview of what eventually led to development of instrumentation and sampling strategies for analyses that allow description of physiological performance in the field. These techniques are surveyed. Ecophysiology originally is aut-ecology dedicated to the behaviour of individual plants, species or higher taxa, viz. "physiotypes", in particular habitats. Examples of ecophysiological diversity are developed, which illustrate gradual merging with more integrative considerations of functions and dynamics of habitats or ecosystems, i.e. a trend of research towards physiological syn-ecology. The latter is exemplified by studies with comparisons of a variety of morphotypes and physiotypes within a given habitat or ecosystem and across a range of habitats or ecosystems. The high demand and complexity as well as the excitement of ecology and ecophysiology arise from the quest to cover all conditions of the existence of organisms according to Ernst Haeckel's original definition of "ecology".
  • Characterisation of macroalgae in the marine communities of Cairuçú Environmental Protected Area, Parati, RJ: bases for future monitoring

    Figueiredo, Marcia A. O.; Barreto, Maria Beatriz B.; Reis, Renata P.

    Abstract in Portuguese:

    As macroalgas podem ser usadas para indicar distúrbios biológicos e físicos do ambiente. Neste estudo, a estrutura das comunidades fitobentônicas serviu para caracterizar a Área de Proteção Ambiental de Cairuçú. Seis locais de coleta representaram diversas condições ambientais dentro da Baía de Parati, RJ. O local mais exposto às ondas foi a Ponta da Cajaíba, seguido pela Praia da Conceição, moderadamente exposta às ondas, e os demais foram protegidos. Coletas quali e quantitativas das macroalgas foram realizadas em quatro épocas do ano. A cobertura destas foi estimada em grupos morfo-funcionais no sublitoral em transectos de 10 m, cada um com 10-30 quadrados aleatórios de 0,04 m². A densidade dos ouriços herbívoros foi estimada em 10 áreas de 0,25 m². Foram acrescidos 15 táxons à flora do Município de Parati, totalizando 136. Na comparação entre floras do sul fluminense, Parati assemelha-se ao grupo da Baía de Sepetiba e o restante da Baía da Ilha Grande. A Ilha Comprida, Saco da Velha, Praia Vermelha e Ponta do Buraco apresentaram comunidades dominadas por algas eretas, coriáceas e calcárias articuladas e menor cobertura de algas calcárias incrustantes. Sargassum dominou em condições ambientais mais estáveise, após senescência, foi substituído por rodofíceas menores, sugerindo competição entre diferentes estratos na comunidade. Locais mais expostos às ondas e/ou herbivoria (Praia da Conceição e Ponta da Cajaíba) foram dominados por algas crostosas e eretas de pequeno porte, concordando com padrões previstos em modelos de abundância de grupos morfo-funcionais de algas em função do grau de distúrbios.

    Abstract in English:

    Macroalgae can be used to indicate biological and physical disturbances in the environment. In this study, the phyto-benthic community structure served to characterise the Cairuçú Protected Area. Six sampling sites represented a variety of environmental conditions inside Parati Bay, RJ. The most wave-exposed site was Ponta da Cajaíba followed by moderately exposed Praia da Conceição, and all the other sites were sheltered. Quali- and quantitative sampling of macroalgae were carried out four times a year. Algal cover was estimated within functional-form groups in the sublittoral zone using 10 m transects, each one with 10-30 random quadrats of 0.04 m². Density of herbivorous sea urchins was estimated within 10 areas of 0.25 m². There were 15 taxa added to the marine flora of Parati district, making a total of 136 taxa. Comparing local floras in southern areas of Rio de Janeiro State, Parati was similar to both Sepetiba Bay and the remaining of Ilha Grande Bay. Ilha Comprida, Saco da Velha, Praia Vermelha and Ponta do Buraco were dominated by corticated, coriaceous and articulated calcareous erect algae showing a lower cover of crustose calcareous algae. Sargassum dominated in more stable environmental conditions being replaced by smaller rhodophytes after its senescent phase, suggesting competition for stratum space. Places more exposed to waves and/or herbivores (Praia da Conceição and Ponta da Cajaíba) were dominated by crustose and small erect algae, in agreement with algae abundance patterns predicted by form and function models dependent on degrees of physical and biological disturbance.
  • Floristic composition and structure of a tree component of a high montane forest in the municipality of Camanducaia, Minas Gerais, Brazil

    França, Glauco S.; Stehmann, João R.

    Abstract in Portuguese:

    Investigou-se a composição florística e a estrutura fitossociológica em 0,75 ha de floresta altimontana, a 1.900 m s.n.m., localizada na divisa dos municípios de Camanducaia e Gonçalves, na Serra da Mantiqueira. Essa área situa-se no maior remanescente de mata da região, que abriga diversas nascentes de rios cujas águas abastecem várias cidades do sul de Minas Gerais e de São Paulo. O levantamento fitossociológico foi realizado em 15 parcelas de 5 × 100 m, onde todos os indivíduos com circunferência do tronco à altura do peito (ca. 1,30 m) > 15 cm foram registrados, tendo seus diâmetros medidos e alturas estimadas. O levantamento florístico registrou a presença de 66 espécies arbóreas pertencentes a 29 famílias, muitas delas típicas de formações florestais de altitude do sul e sudeste do Brasil, bem como uma espécie ameaçada de extinção, Dicksonia sellowiana (Dicksoniaceae). As famílias com maior riqueza em espécies foram Myrtaceae e Solanaceae. No levantamento fitossociológico foram amostrados 1.501 indivíduos distribuídos em 58 espécies e 29 famílias. A densidade total calculada foi de 2.001 indivíduos por hectare. As famílias mais importantes foram Myrtaceae, Lauraceae e Meliaceae. As espécies com maior IVI foram Ocotea lancifolia (42,88), Cabralea canjerana (29,53) e Psychotria velloziana (22,95). O índice de diversidade (H') foi de 2,9 (nats.ind.-1). A proteção deste remanescente é de fundamental importância para a conservação da biodiversidade da floresta atlântica de altitude e dos recursos hídricos da região sul de Minas Gerais.

    Abstract in English:

    The floristic composition and phytosociological structure were investigated in an area of 0.75 ha of a montane forest (1,900 m a.s.l.) located between the municipality of Gonçalves and Camanducaia in the Serra da Mantiqueira. This forest belongs to the largest forest remnant in the region, and keep several headwaters of rivers which waters supply many cities in southern Minas Gerais and São Paulo. The phytosociological survey was done on 15 plots of 5 × 100 m where all trees with DBH > 15 cm were recorded. The floristic survey listed 66 species and 29 families. The families with highest species richness were Myrtaceae and Solanaceae. The phytosociological survey recorded 1,501 individuals in 58 espécies, with density of 2,001 individuals per hectare. The most important families were Myrtaceae, Lauraceae and Meliaceae. The species with higher IVI were Ocotea lancifolia (42.88), Cabralea canjerana (29.53) and Psychotria velloziana (22.95). Species diversity (H') was estimated as 2.9 (nats.ind.-1). The floristic inventary showed an important richeness with typical relictual montane species and the presence of an endangered species, Dicksonia sellowiana (Dicksoniaceae). The protection of this remnant is very important as strategy of biodiversity conservation of atlantic tropical montane forest and as water resource to the southern Minas Gerais and São Paulo.
  • New species of Aulonemia and Chusquea (Poaceae: Bambusoideae: Bambuseae) from southeastern Brazil

    Clark, Lynn G.

    Abstract in Portuguese:

    Aulonemia fimbriatifolia e Chusquea longispiculata, duas espécies de bambus lenhosos da mata Atlântica do sudeste do Brasil, são descritas como novas e os seus caracteres diagnósticos são ilustrados. Aulonemia fimbriatifolia é comparada com quatro outras espécies semelhantes do gênero, mas é considerada única dentro do género e, possivelmente, entre os bambus lenhosos neotropicais devido às suas lâminas foliares fimbriadas na base. Chusquea longispiculata compartilha com várias outras espécies brasileiras do gênero as glumas I e II extremamente reduzidas e os ramos basais da inflorescência reflexos. Distingue-se pelas suas espiguetas mais longas, que alcançam aproximadamente 2 cm de comprimento, e também por vários caracteres vegetativos.

    Abstract in English:

    Aulonemia fimbriatifolia and Chusquea longispiculata, two woody bamboo species from the Atlantic forest of southeastern Brazil, are described as new and key characters are illustrated. Aulonemia fimbriatifolia is compared and contrasted with four other similar species, but it is considered unique within the genus and possibly among Neotropical woody bamboos due to its basally fimbriate foliage leaf blades. Chusquea longispiculata shares extremely reduced glumes I and II and reflexed lower inflorescence branches with a number of other Brazilian species of the genus, but is distinguished based on its spikelets that reach nearly 2 cm in length, as well as several vegetative features.
  • Biosystematics of the genus Dahlstedtia Malme (Leguminosae, Papilionoideae, Millettieae)

    Teixeira, Simone P.; Ranga, Neusa T.

    Abstract in Portuguese:

    O gênero Dahlstedtia, segundo alguns autores, é representado por duas espécies; para outros, é considerado monotípico. Este estudo confirma o primeiro posicionamento. As espécies ocorrem preferencialmente na Floresta Atlântica brasileira: D. pinnata nos estados do RJ e SP e D. pentaphylla em SP, PR e SC, não tendo sido observada sobreposição geográfica. Em polinizações interespecíficas, a fertilização em D. pinnata foi evitada pela presença de uma secreção densa na micrópila. D. pentaphylla e D. pinnata provavelmente não trocam pólen na natureza e, caso ocorresse polinização interespecífica, não haveria formação de sementes. Apesar das semelhanças existentes entre as espécies, confirma-se a posição taxonômica adotada por Burkart, na qual Dahlstedtia é constituído por pelo menos duas espécies: D. pinnata e D. pentaphylla.

    Abstract in English:

    Dahlstedtia has been considered a monotypic genus by some authors, but comprising two species according to others. The latter view was supported by our biosystematic study. The two species are Neotropical, mainly occurring in the Brazilian Atlantic Forest, where they are, however, allopatric. Experimental pollinations show that the two species are intersterile. After interspecificcrossings, few pollen tubes reach the ovule, a dense secretion fills the micropyle and no proembryos are formed. Probably, there is no gene flow between species, but if it should occur, no hybrids would be formed. The present work confirms Burkart's taxonomic view, according to which Dahlstedtia comprises at least two species: D. pinnata and D. pentaphylla.
  • Vasculature and identification of Eugenia (Myrtaceae) from the bank of Tibagi river, State of Paraná

    Cardoso, Cristiano M. V.; Sajo, Maria das Graças

    Abstract in Portuguese:

    Com o objetivo de reconhecer caracteres vegetativos que auxiliem na identificação de Myrtaceae, foram estudadas as folhas de 17 espécies de Eugenia, presentes da bacia do Rio Tibagi, PR. Analisando os padrões de nervação das lâminas e as características da bainha perivascular, na região do pecíolo, foi possível separar essas espécies em três grupos distintos. O padrão camptódromo-broquidódromo ocorre em nove espécies; o acródromo em quatro espécies e, nas quatro restantes, observa-se um padrão misto. A bainha perivascular do pecíolo pode ser de natureza parenquimática, esclerenquimática ou mista. Elaborou-se uma chave de identificação usando esses caracteres vegetativos, demonstrando que eles podem, seguramente, auxiliar na identificação das espécies de Eugenia.

    Abstract in English:

    With the objective of recognizing vegetative helpfull characteristics in the Myrtaceae identification, we studied the leaf anatomy of 17 species of Eugenia, from the bank of Tibagi river, State of Paraná. Using leaf blade venation and, the pattern of the petiole vascular bundle sheaths we separated the species in three different groups. The camptodromous-brochidodromous venation pattern occur in nine species, the acrodromous pattern in four species, and a mixed pattern in four species. Depending on the species, the petiole vascular bundle sheaths can be of parenchymatous, sclerenchymatous or mixed nature. A dicotomic identification key was elaborated with these vegetative characters showing that they can surely aid in the Eugenia species identification.
  • Peaches (Prunus persica (L.) Batsch) woolliness: anatomical and ultrastructural studies

    Appezzato-da-Glória, Beatriz; Bron, Ilana U.; Machado, Silvia R.

    Abstract in Portuguese:

    A fim de detectar o período de manifestação dos sintomas de lanosidade e compreender melhor as alterações celulares que acompanham a injúria causada pelo frio, foram analisados dois cultivares de pêssegos: 'Aurora-1' (não sensível ao frio) e 'Dourado-2' (sensível ao frio), durante o armazenamento refrigerado a 3 ºC seguido da comercialização simulada por dois dias a 25 ºC. Foram feitas análises aos microscópios fotônico e eletrônico de transmissão. O mesocarpo dos pêssegos, no momento da colheita, foi anatomicamente similar e apresentou células parenquimáticas túrgidas isodiamétricas de tamanhos variáveis arranjadas com amplos espaços intercelulares. O mesocarpo dos frutos de ambos cultivares permaneceu praticamente inalterado durante o armazenamento a 3 ºC por 7, 14, 21, 28 e 35 dias. Porém, os frutos 'Dourado-2' quando transferidos para a temperatura de 25 ºC por dois dias após o armazenamento refrigerado a 3 ºC apresentaram, a partir do sétimo dia, sintomas típicos da lanosidade, ou seja, separação das paredes celulares adjacentes ampliando os espaços intercelulares que se tornavam preenchidos por substâncias pécticas. A fragmentação nuclear e o processo de macroendocitose com a individualização de endossomos foram descritos pela primeira vez como relacionados ao dano causado pelo frio.

    Abstract in English:

    In order to better understand the critical period and the cellular changes accompaniment chilling injury in peaches, two peaches cultivars were analysed: 'Aurora-1' (chilling non-sensitivy) and 'Dourado-2' (chilling sensitivy) during storage at 3 °C followed by two days at 25 °C (simulated commercialization). Analysis on light and electron microscope were performed. Mesocarp tissue and cell anatomy from freshly harvest peaches were similar and presented turgid isodiametric parenchyma cells with different sizes and conspicuous intercellular spaces. The fruit mesocarp from both cultivars were similar and almost unchanged during storage at 3 °C for 7, 14, 21, 28 e 35 days. But, 'Dourado-2' fruits when transfered to 25 °C for two days after cold storage at 3 °C, showed typical mealiness symptoms like cell walls separation leading to increased intercellular spaces and accumulation of pectic substances in the intercellular matrix. Nuclear fragmentation and macroendocytosis process by endosome individualization were described by the first time as related to chilling injury.
  • Effect of the gibberellic acid and different aminoacids on the activities of glutamine synthetase and glutamate synthase, and on growth of soybean fruits

    Nascimento, Ronaldo do; Mosquim, Paulo R.

    Abstract in Portuguese:

    O trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes aminoácidos e do ácido giberélico (GA) sobre a atividade da glutamina sintetase (GS) e da glutamato sintase (GOGAT) e o crescimento de frutos de soja. Frutos imaturos foram cultivados com diferentes concentrações de paclobutrazol (PBZ), inibidor da biossíntese de giberelinas, o qual inibiu o crescimento dos frutos em até 80%. Em seguida foi avaliado o efeito do GA sobre o crescimento dos frutos de soja cultivados com PBZ. O regulador de crescimento restabeleceu o crescimento dos frutos cultivados com 0,034 mM de PBZ. Entretanto, com 0,85 mM de PBZ não se obteve o mesmo efeito positivo, indicando um possível nível fitotóxico. Posteriormente os frutos foram cultivados durante oito dias com glutamina, asparagina ou alantoína, na presença ou não de GA, após o que determinaram-se as atividades enzimáticas. As enzimas de assimilação do nitrogênio foram mais ativas na presença da alantoína. O GA inibiu a atividade da GS e estimulou as da Fd-GOGAT e da NADH-GOGAT. A atividade da Fd-GOGAT foi superior à da NADH-GOGAT, talvez devido à ferredoxina reduzida presente nos frutos cultivados sob iluminação constante, advinda da atividade fotossintética. Os resultados obtidos permitem concluir que giberelinas, provavelmente, estão envolvidas no crescimento de frutos imaturos de soja e na regulação da atividade das enzimas GS e GOGAT nesses frutos.

    Abstract in English:

    The work had as objective to evaluate the effect of different aminoacids and of the gibberelic acid (GA) on the activity of glutamine synthetase (GS) and glutamate synthase (GOGAT) and the growth of soybean fruits. Immature fruits were cultivated with different paclobutrazol (PBZ) concentrations, inhibitor gibberellin synthesis, which it inhibited the growth of the fruits in up to 80%. In a second stage, the effect of the GA was evaluated on the growth of the soybean fruits cultivated with PBZ. The growth regulator reestablished the growth of the cultivated fruits with 0,034 mM PBZ. However, with 0,85 mM PBZ it was not obtained the same positive effect, indicating a possible level phytotoxic. Following fruits was cultivated during eight days, with glutamine, asparagine or allantoine, with or without GA, after which the enzymatic activities were determined. The enzymes of assimilation of the nitrogen went more active under presence of the allantoine. The GA inhibited the GS activity and it stimulated the of Fd-GOGAT and of NADH-GOGAT. The Fd-GOGAT activity went superior of the NADH-GOGAT, perhaps due to reduced ferredoxin in the cultivated fruits under constant illumination, advent of the photosynthetic. The results indicate that, probably, gibberellins are involved in the growth of immature fruits of soybean and in regulation enzymatic activities of the GS and GOGAT in that fruits.
  • Foliar ontogeny of three species of Erythroxylum P. Browne (Erythroxylaceae) from Cerrado

    Bieras, Angela C.; Sajo, Maria das Graças

    Abstract in Portuguese:

    Com o objetivo de descrever a ontogenia foliar e natureza das cicatrizes, encontradas em lâminas adultas de Erythroxylum, foram analisadas as folhas de Erythroxylum campestre, E. nanum e E. tortuosum, em diferentes estágios de desenvolvimento. Para as três espécies, verificou-se a ocorrência de um crescimento foliar marginal do tipo "submarginal mediano". No início do desenvolvimento do órgão, a atividade do meristema adaxial é intensa e leva à formação de uma saliência nessa face, enquanto que a porção laminar se desenvolve de forma involuta, devido à atividade do meristema marginal. Os estômatos se diferenciam junto com as camadas do mesofilo e a expansão final do órgão é dada por um crescimento intercalar. Durante a ontogenia não foi registrado o aparecimento de cicatrizes laminares que, quando presentes, se assemelham a injúrias superficiais, dispostas na face inferior e paralelamente à nervura principal.

    Abstract in English:

    Leaves of Erythroxylum campestre, E. nanum,and E. tortuosum have been studied in different developmental stages in order to describe the leaf ontogeny and the structure of scars found in mature blades of Erythroxylum. The marginal growth of the leaves is of the "median submarginal" type. At early stages, intense activity in the adaxial meristem leads to the formation of a crest on this surface, while the laminar portion has an involuted aspect, due to the activity of the marginal meristem. The stomata develop at the same time as the mesophyll layers and the final expansion of the blade results from an intercalary growth. Blade scars were not observed during ontogeny. When present these scars appear to result from shallow injuries parallel to the midrib on the abaxial surface.
  • In vitro somatic embryogenesis and adventitious root initiation have a common origin in eggplant (Solanum melongena L.)

    Tarré, Erika; Magioli, Claudia; Margis-Pinheiro, Márcia; Sachetto-Martins, Gilberto; Mansur, Elisabeth; Santiago-Fernandes, Lygia D. R.

    Abstract in Portuguese:

    A embriogênese somática em berinjela foi induzida a partir de explantes cotiledonares cultivados em meio MS suplementado com 54 µM de ANA. A análise anatômica do início de formação e desenvolvimento de embriões somáticos foi realizada durante as primeiras quatro semanas. A formação de pré-embriões foi observada após o segundo dia de cultura, diretamente a partir de células perivasculares ou a partir de massas pré-embriogênicas derivadas de massas meristemáticas indeterminadas (IMMs) formadas a partir do tecido vascular. As IMMs também deram origem a primórdios radiculares após 10 dias de cultura. A origem dos embriões é discutida, assim como as similaridades entre a formação de embriões somáticos e raízes adventícias.

    Abstract in English:

    Somatic embryogenesis was induced from cotyledon explants of eggplant cultured on MS medium supplemented with 54 µM NAA. Anatomical analysis of somatic embryo initiation and development was performed during the first four weeks. Proembryo formation was observed after the second day of culture, directly from perivascular cells or via pro-embryogenic masses derived from indeterminate meristematic masses (IMMs) originated in the vascular tissue. Those IMMs also gave rise to root primordia after 10 days of culture. The origin of embryos is discussed as well as the similarities between somatic embryogenesis and adventitious root formation.
  • Cryptogams of the "Parque Estadual das Fontes do Ipiranga", São Paulo, SP. Algae, 18: Chlorophyceae (Volvocales)

    Bicudo, Carlos E. M.

    Abstract in Portuguese:

    Trabalho é o levantamento florístico da ordem Volvocales na Reserva Biológica do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga situado na cidade de São Paulo, estado de São Paulo, Brasil. Sete gêneros (Carteria, Chlamydomonas, Chlorogonium, Chloromonas, Coccomonas, Pandorina e Pteromonas) e 26 espécies foram identificados. Carteria com nove espécies foi o gênero mais bem representado na área, seguido de Chlamydomonas com sete, Chlorogonium com quatro, Chloromonas e Pteromonas com duas cada e Coccomonas e Pandorina com uma espécie cada. Carteria hiemale Skvortzov, C. lunzensis Pascher & Jahoda, C. plana Pascher, C. wisconsinensis Huber-Pestalozzi, Chlorogonium fusiforme Matvienko e C. gracile Matvienko foram as espécies mais bem representadas do ponto de vista de suas distribuições geográficas, pois cada uma ocorreu em duas localidades no parque.

    Abstract in English:

    Paper is the survey of the order Volvocales in the Parque Estadual das Fontes do Ipiranga Biological Reserve, city of São Paulo, São Paulo State, Brazil. Seven genera (Carteria, Chlamydomonas, Chlorogonium, Chloromonas, Coccomonas, Pandorina, and Pteromonas), with a total of 26 species are identified. Carteria with nine species is the genus with the largest number of taxa in the area, followed by Chlamydomonas with 7, Chlorogonium with 4, Chloromonas and Pteromonas with 2 each, and Coccomonas and Pandorina with a single one. Carteria hiemale Skvortzov, C. lunzensis Pascher & Jahoda, C. plana Pascher, C. wisconsinensis Huber-Pestalozzi, Chlorogonium fusiforme Matvienko and C. gracile Matvienko are the best represented speciesgeographically, occurring in 2 localities each.
  • Thelypteris subg. Meniscium (Thelypteridaceae - Pterophyta) in the state of São Paulo, Brazil

    Salino, Alexandre; Semir, João

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho trata das espécies pertencentes a Thelypteris subg. Meniscium (Thelypteridaceae) no Estado de São Paulo. O grupo está representado no estado por seis espécies e uma variedade: T. angustifolia (Willd.) Proctor, T. chrysodioides (Fée) C.V. Mortonvar. goyazensis (Maxon & C.V. Morton) C.V. Morton, T. longifolia (Desv.) R.M. Tryon, T. macrophylla (Kunze) C.V. Morton, T. maxoniana A.R. Sm., T. salzmannii (Fée) C.V. Morton e T. serrata (Cav.) Alston. São apresentadas descrições do subgênero e das espécies, chave de identificação para as espécies, bem como ilustrações, distribuição geográfica e comentários das espécies.

    Abstract in English:

    This study presents results on the floristic survey of Thelypteris subg. Meniscium (Thelypteridaceae) in the state of São Paulo. Six species and one variety are recognized: T. angustifolia (Willd.) Proctor, T. chrysodioides (Fée) C.V. Mortonvar. goyazensis (Maxon & C.V. Morton) C.V. Morton, T. longifolia (Desv.) R.M. Tryon, T. macrophylla (Kunze) C.V. Morton, T. maxoniana A.R. Sm., T. salzmannii (Fée) C.V. Morton, and T. serrata (Cav.) Alston. Descriptions for the subgenus and species, key for the species, as well as geographical distribution and comments are provided.
  • Morphology and anatomy of the underground system of Smallanthus sonchifolius (Poepp. & Endl.) H. Robinson (Asteraceae)

    Machado, Silvia R.; Oliveira, Denise M. T.; Dip, Marícia R.; Menezes, Nanuza L.

    Abstract in Portuguese:

    Smallanthus sonchifolius (Poepp. & Endl.) H. Robinson (Asteraceae), conhecida como yacon, é uma espécie herbácea de clima tropical de altitude, tendo sido introduzida em diversos países, incluindo o Brasil, devido ao seu potencial alimentício, forrageiro e, principalmente, como substrato para a produção de inulina. Embora aspectos agronômicos e bioquímicos desta planta sejam relativamente conhecidos, pouco se sabe a respeito da morfologia e natureza do sistema subterrâneo, principal fonte de inulina. Verificou-se que o sistema subterrâneo tem natureza mista, sendo constituído por rizóforos e raízes delgadas e tuberosas, ambas adventícias. Canais secretores de substâncias lipídicas estão presentes nos rizóforos e raízes; nestas, os canais originam-se nas camadas corticais internas derivadas da endoderme meristemática.

    Abstract in English:

    Smallanthus sonchifolius (Poepp. & Endl.) H. Robinson (Asteraceae), known as yacon is a high-altitude tropical herbaceous species. It was introduced into several countries, including Brazil, because of its nutritional potential, high yield but mainly as a source of inulin. Although its agronomy and biochemistry are relatively well established, little is known about the morphology and nature of its underground system, the main inulin source. The underground system is heterogeneous in nature, consisting of rhizophores, and adventitious thin and tuberous roots. The rhizophores and roots present secretory ducts of lipid in the inner cortical layers, which is derived from the meristematic endoderm.
  • Floristic of climbers in a seasonal semi-deciduous forest, Rio Claro - Araras, State of São Paulo, Brazil

    Udulutsch, Renata G.; Assis, Marco A.; Picchi, Douglas G.

    Abstract in Portuguese:

    Visando caracterizar a composição florística de trepadeiras nas florestas estacionais semidecíduas, foi realizado o levantamento das espécies num fragmento de 230 ha, abrangido pelos municípios de Rio Claro e Araras (22º21'S e 47º28' - 47º29'W, 630 m de altitude). As coletas foram mensais durante o período de setembro de 2000 a abril de 2002, sendo as trepadeiras classificadas como herbáceas ou lenhosas e quanto às suas formas de escalar; em volúveis, com gavinhas ou não preensoras. Foram encontradas 148 espécies, distribuídas em 82 gêneros e 33 famílias. Bignoniaceae (29 espécies), Asteraceae (19), Sapindaceae (12), Malpighiaceae (11) e Convolvulaceae (nove) foram as famílias mais ricas, abrangendo 54% das espécies amostradas. Bignoniaceae apresentou o maior número de espécies e gêneros (16), corroborando outros relatos de que é a família mais rica em trepadeiras nas florestas estacionais semidecíduas e na maioria dos estudos realizados em florestas neotropicais de baixas altitudes. Como em outros estudos realizados em florestas estacionais semidecíduas, as trepadeiras lenhosas representaram aproximadamente 2/3 da riqueza desse componente. Verificou-se a prevalência das espécies volúveis (43%) e das espécies dotadas de gavinhas (39%) em relação às espécies não preensoras (18%). Se, por um lado, a composição de espécies se mostrou bastante distinta em relação a outros estudos conduzidos em florestas estacionais semidecíduas no Estado de São Paulo, as famílias e gêneros mais ricos em espécies são, em grande parte, concordantes.

    Abstract in English:

    This study aimed at characterizing the composition of climbers within a 230 ha fragment in Seasonal Semi-deciduous Forest located between the municipalities of Rio Claro and Araras (22º21'S and 47º28' - 47º29'W, 630 m of altitude). Samples were collected monthly from September/2000 to April/2002, and the climbers were classified into two different groups (herbaceous vines or woody lianas); and according to their climbing patterns they were divided into twines, with tendrils, or scandent. A total of 148 species, distributed in 82 genera and 33 families were identified. Bignoniaceae (29 species), Asteraceae (19), Sapindaceae (12), Malpighiaceae (11), and Convolvulaceae (nine) were the richest families, with 54% of total species. Bignoniaceae presented the greatest number of species, and genera (16) confirming reports that it is the richest climbers family in the Seasonal Semi-deciduous Forest, as it has previously been stated by studies carried out in lowland neotropical forests. Like in other studies carried out in Seasonal Semi-deciduous Forests, woody climbers stood for approximately 2/3 of the diversity of all climbers. It was possible to record the predominance of both twining species (43%) and those with tendrils (39%) over the scandent species (18%). Although the composition of species may be quite distinct, the richest families and genera identified in this study are often identified as having the same relevance in previous studies conducted in Seasonal Semi-deciduous Forest in the state of São Paulo.
  • Anatomy and ultrastructure the primary pulvinus of Pterodon pubescens Benth. (Fabaceae - Faboideae)

    Machado, Sílvia R.; Rodrigues, Tatiane M.

    Abstract in Portuguese:

    A anatomia e ultra-estrutura do pulvino primário de Pterodon pubescens foram estudadas para verificar se os movimentos lentos de suas folhas estão associados às características celulares do pulvino. Amostras de pulvinos provenientes de folhas com folíolos abertos e fechados foram preparadas segundo técnicas usuais em microscopia de luz e eletrônica. O pulvino é constituído por epiderme unisseriada recoberta por cutícula espessa e tricomas tectores, córtex com diversas camadas de células parenquimáticas (ou motoras), feixe vascular central rodeado por bainha de fibras septadas e medula reduzida. As características das células motoras variam de acordo com o grau de turgescência do pulvino, ocorrendo alterações no tamanho e forma das células, na espessura das paredes celulares, na freqüência e organização dos plasmodesmos, no conteúdo e número de vacúolos e na densidade do citoplasma. Fibras septadas ao redor do floema estão sendo descritas pela primeira vez em pulvinos. A ampla ocorrência de plasmodesmos, a ausência de barreiras apoplásticas e a escassez de lignificação (presente unicamente nos vasos do xilema) indicam uma continuidade, simplástica e apoplástica, desde a epiderme até o tecido vascular do pulvino. Em P. pubescens, as características do pulvino primário são compatíveis com as de pulvinos que apresentam movimentos lentos; as características compartilhadas com pulvinos de movimentos rápidos são a presença de vacúolos com substâncias fenólicas nas células corticais e amiloplastos na endoderme. Os movimentos promovidos pelo pulvino primário de P. pubescens estão associados a mudanças nos compartimentos apoplástico (dobramentos das paredes celulares) e simplástico (reorganização vacuolar).

    Abstract in English:

    The anatomy and ultrastructure of Pterodon pubescens primary pulvinus were studied to verify if slow leaf movements are associated with pulvinus cells features. Pulvini samples deriving from leaf with open and closed leaflets were prepared following usual techniques using light and electron microscopy. The pulvinus has a unisseriated epidermis covered by a thick cuticle and many trichomes, cortex with several layers of parenchyma cells (motor cells), a central vascular core surrounded by septate fibers, and a reduced pith. Cortical cells features change with the turgescence degree, showing alteration in the cell size and shape, cell wall thickness, frequency and arrangement of plasmodesmata, vacuole content and number and cytoplasm density. Septate fibers around the phloem were described for the first time in pulvini. The wide occurrence of plasmodesmata, the apoplastic barriers absence and the lignification scarcity (only present in xylem vessels) indicate a continuity, both simplastic and apoplastic, from the epidermis to the vascular tissue of the pulvinus. In Pterodon pubescens, primary pulvinus features are compatible with slow movement pulvini; the features shared to speedy movement pulvini are the presence of vacuoles with phenolic substances in the cortical cells and amiloplasts in the endodermal cells. Movements caused by P. pubescens primary pulvinus are associated with changes in both the apoplastic (wall infoldings) and symplastic (vacuolar reorganization).
  • Vittariaceae (Pteridophyta) from southeastern Brazil

    Nonato, Fabiana R.; Windisch, Paulo G.

    Abstract in Portuguese:

    Um estudo florístico e taxonômico da família Vittariaceae no Sudeste do Brasil é apresentado. Sete dos dez gêneros que compreendem esta família são americanos. Cinco gêneros e nove espécies ocorrem na região estudada: Anetium Splitg. e Hecistopteris J. Sm., com uma espécie cada; Polytaenium Desv. com três espécies; Radiovittaria (Benedict) E.H. Crane e Vittaria Sm., com duas espécies cada. Foram elaboradas chaves para determinação de gêneros e espécies. As espécies tratadas foram descritas e ilustradas, sendo incluídos comentários taxonômicos e ecológicos.

    Abstract in English:

    A floristic and taxonomic study of the family Vittariaceae in southeastern Brazil is presented. Seven of the ten genera, which comprise this family, are American. Five genera and nine species occur in the studied region: Anetium Splitg. and Hecistopteris J. Sm. with one species each; Polytaenium Desv. with three species; Radiovittaria (Benedict) E.H. Crane and Vittaria Sm. with two species each. Identification keys for genera and species are presented. The studied species are described and illustrated, and taxonomic and ecological commentaries were included.
  • An assessment of the morphological characteristics and its taxonomical implication in the genus Polysiphonia sensu lato (Ceramiales, Rhodophyta) from the littoral of São Paulo and Espírito Santo States, Brazil

    Guimarães, Silvia M.P.B.; Fujii, Mutue T.; Pupo, Diclá; Yokoya, Nair S.

    Abstract in Portuguese:

    O gênero Polysiphonia Grev. tem uma circunscrição ampla e é heterogêneo em características vegetativas e reprodutivas. O presente trabalho visa o estudo detalhado e a reavaliação das espécies de Polysiphonia sensu lato que ocorrem nos Estados do Espírito Santo e São Paulo, tendo em vista os critérios taxonômicos recentes, que levaram à subdivisão do gêneroem Polysiphonia e Neosiphonia M.-S. Kim & I.K. Lee. Neste trabalho, são estudadas cinco espécies de Polysiphonia e seis espécies de Neosiphonia, sendo que Neosiphonia ferulacea (Suhr ex J. Agardh) S.M. Guim. & M.T. Fujii, N. gorgoniae (Harv.) S.M. Guim. & M.T. Fujii e N. tepida (Hollenb.) S.M. Guim. & M.T. Fujii são propostas como combinações novas. Neosiphonia harveyi (Bailey) M.-S. Kim, H.-G. Choi, Guiry & G.W. Saunders é referida pela primeira vez para o Atlântico Sul, representando uma ocorrência incomum, por ser integrante da flora temperada fria do Atlântico Norte, enquanto as demais espécies de Polysiphonia sensu lato descritas para o Brasil estão relacionadas a condições tropicais e subtropicais.

    Abstract in English:

    The genus Polysiphonia Grev. has a wide circunscription and is heterogeneous in vegetative and reproductive features. This paper presents a detailed study of the genus Polysiphonia sensu lato occurring at São Paulo and Espirito Santo States, Brazil, and an assessment of its morphological characteristics taking into consideration the recent taxonomic criteria, which led to the subdivision of that genus in Polysiphonia and Neosiphonia M.-S. Kim & I.K. Lee. In the present paper five species of Polysiphonia and six species of Neosiphonia were studied. Neosiphonia ferulacea (Suhr ex J. Agardh) S.M. Guim. & M.T. Fujii, N. gorgoniae (Harv.) S.M. Guim. & M.T. Fujii and N. tepida (Hollenb.) S.M. Guim. & M.T. Fujii are proposed as new combinations. Neosiphonia harveyi (Bailey) M.-S. Kim, H.-G. Choi, Guiry & G.W. Saunders is referred for the first time to the South Atlantic. This represents an uncommon occurrence since this species is considered member of the cold temperate North Atlantic flora and most of the species of Polysiphonia sensu lato so far described to Brazil have been associated to the tropical and subtropical conditions.
  • Ovule development in Borreria verticillata (L.) G. Mey. (Rubiaceae - Rubioideae - Spermacoceae)

    Toni, Karen L. G. de; Mariath, Jorge E. A.

    Abstract in Portuguese:

    O uso de caracteres embriológicos tem-se mostrado promissor para relacionar subfamílias, tribos, gêneros e espécies de Rubiaceae. A partir da ginosporogênese (megasporogênese) e formação do rudimento seminal (óvulo) de Borreria verticillata (L.) G. Mey. este trabalho visa enquadrar a espécie nas propostas evolutivas já existentes para Rubiaceae, além de disponibilizar informações para a taxonomia do gênero. A espécie possui ovário ínfero, bilocular e bicarpelar, com um rudimento seminal por lóculo, que, em seu desenvolvimento completo, é anátropo, unitegumentado e tenuinucelado, disposto em placentação axial. O primórdio seminal possui três camadas: dérmica, subdérmica e central. O início da formação do rudimento se dá por divisões não preferenciais da camada central. Em seguida, células derivadas da camada dérmica originam o tegumento e a epiderme nucelar. O arquespório é composto por uma a cinco células arquesporiais e a epiderme nucelar por duas a três células. Do conjunto de células arquesporiais, de uma a três se desenvolvem em células-mãe de ginósporos (células-mãe de megásporos), cuja meiose origina uma tétrade linear, sendo funcional o ginósporo (megásporo) calazal. Comparando os resultados obtidos com a literatura especializada enquadra-se B. verticillata no tipo Mitracarpus, devido à presença de remanescentes do tegumento externo, inclusão do nucelo na calaza, ao número reduzido de células alongadas na epiderme nucelar e ao incremento das células arquesporiais.

    Abstract in English:

    The structural characteristics of the ovule formation are an important tool for the systematics of the Rubiaceae family. This paper describes the ovule ontogeny and ginosporogenesis (megasporogenesis) of Borreria verticillata (L.) G. Mey. in order to classify this species based on the evolutive diagrams proposed for the Rubiaceae family. The studied species presents an inferior, bicarpellate, bilocular ovary, with one ovule per loculus. The ovule is anatropous, unitegmic, and tenuinucellate, with axial placentation. The ovule primordia present three distinct layers of cells: dermal, subdermal and central. The integument, nucellar epidermis and ovule primordia originate respectively by divisions in the dermal, subdermal and central layers. The archesporium is constituted by one to five cells, while the nucellar epidermis has two to three cells. One to three ginospore mother cells, originated by divisions in archesporial cells, undergo meiotic divisions developing a linear tetrad. Only the chalazal ginospore remains and becomes functional. The remnant cells from the external integument, the inclusion of the nucellus in the chalaza, the occurrence of few elongated cells in the nucellar epidermis and the increased number of archesporial cells classify the ovule formation of B. verticillata in the Mitracarpus type.
  • Sabicea cinerea Aubl. (Rubiaceae): distyly and pollination in a fragment of Atlantic rain forest in Pernambuco, Northeast of Brazil

    Teixeira, Luciana A. G.; Machado, Isabel C.

    Abstract in Portuguese:

    O estudo foi desenvolvido no Parque Estadual de Dois Irmãos, um fragmento de Floresta Atlântica, em Recife - PE, no período de maio/1998 a dezembro/2000. Sabicea cinerea é uma espécie lianescente encontrada na borda da mata, que produz flores por todo ano, com pico de floração na estação seca (setembro a fevereiro). Apresenta flores distílicas, actinomorfas, tubulosas, com pétalas brancas e antese iniciando por volta das 5:00 h, quando o néctar já está disponível; a produção de néctar estende-se até às 16:00 h. O volume médio diário de néctar foi de 8,0 µL e a concentração média de açúcares, de 24%, em ambos os morfos florais. As flores brevistilas possuem a corola e os grãos de pólen maiores em relação às flores longistilas, não havendo, entretanto, diferenças na quantidade dos grãos produzidos entre os dois morfos. Como visitantes florais, foram observados Phaethornis ruber, um dos principais polinizadores, e Amazilia sp., um pilhador. Além desses beija-flores, várias espécies de abelhas Apidae, Anthophoridae e Halictidae, borboletas Hesperiidae e Nymphalidae e moscas Syrphidae, visitavam as flores. A auto-incompatibilidade foi constatada através dos testes de polinização controlada, que resultaram na formação de frutos apenas nos cruzamentos intermorfo. A análise do crescimento dos tubos polínicos confirmou a ocorrência da auto-incompatibilidade esporofítica. A eficiência no transporte de pólen entre os morfos florais é a principal e mais importante função desempenhada pelos polinizadores para que ocorra a manutenção dos agrupamentos de indivíduos de S. cinerea, principalmente por esta espécie apresentar um sistema reprodutivo do tipo xenógamo obrigatório.

    Abstract in English:

    The breeding system and pollination biology of Sabicea cinerea were studied at "Parque Estadual Dois Irmãos", a fragment of Atlantic forest, in Recife, State of Pernambuco, Brazil, from May/1998 to December/2000. Sabicea cinerea is a vine found in the forest border and which produces flowers throughout the year, with the flowering peak occurring in the dry season (September to February). It presents distylous, actinomorphic, tubular flowers, with white petals. Anthesis begins about 5.00 a.m. nectar production continues until 4.00 p.m.; the daily mean average volume was 8.0 µL and sugar concentration 24%, in both floral morphs. Short-styled (thrum) flowers possess larger corolla and pollen grains in relation to the long-styled (pin) flowers, but there are no differences in the amount of grains between the morphs. Two species of hummingbird visited S. cinerea flowers, Phaethornis ruber, the main pollinator, and Amazilia sp., a nectar thief. Several species of Apidae, Anthophoridae and Halictidae bees, Hesperiidae and Nymphalidae butterflies and Syrphidae flies were also observed visiting Sabicea cinerea flowers. The self-incompatibility of the species was verified through experiments of controlled pollination in field; fruit set was observed only in the intermorph crossings. The occurrence of the sporophytic selfincompatibility was confirmed with the analysis of pollen tubes growth in both floral morphs. The efficiency in pollen transfer among the floral morphs is the main and more important function carried out by the pollinators in order to maintain the S. cinerea populations, mainly because it presents an obligatory xenogamous reproductive system.
Sociedade Botânica de São Paulo Caixa Postal 57088, 04089-972 São Paulo SP - Brasil, Tel.: (55 11) 5584-6300 - ext. 225, Fax: (55 11) 577.3678 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: brazbot@gmail.com