Qualidade muscular, mas não espessura, é reduzida em diferentes grupos etários em idosas ativas

Pedro Lopez Regis Radaelli Anderson Rech Eurico Nestor Wilhelm Ronei Silveira Pinto Sobre os autores

Resumo

Comparar a espessura muscular (EM), qualidade muscular (QM), e a funcionalidade entre dois grupos de mulheres idosas. Vinte e sete mulheres idosas (entre 60 e 80 anos) fisicamente ativas foram divididas em dois grupos: Grupo Old (n=15, 60-66 anos) e grupo Older (n=12, 73-80 anos). O pico de torque (PT) isométrico dos extensores de joelho foi obtido por contração isométrica voluntária máxima (CIVM), e seu valor foi normalizado pela EM. A espessura muscular do quadríceps femoral (EMQ) foi definida como o somatório da espessura muscular de todas as porções do quadríceps, e a qualidade muscular foi estimada pela média da Eco Intensidade do quadríceps femoral (EIQ). O grupo Old apresentou maiores valores absolutos de PT (120,3±24,8 N.m) comparado ao grupo Older (99,2±20,9 N.m) (p<0,05), entretanto os valores relativizados por espessura muscular não apresentaram diferenças entre grupos (p≥0,05). A EIQ foi maior no grupo Old (97,1±17,3 u.a.) quando comparado ao grupo Older (80,2±14,9 u.a.) (p<0,05). Não houve diferença significante na EMQ entre os grupos (p≥0,05). O grupo Old realizou um número maior de repetições no teste 30-sit-to-stand (30SS) (14,1±2,3 repetições) comparado ao grupo Older (11,2±1,9 repetições) (p<0,05). O grupo Old realizou um maior número de repetições no teste 30SS quando comparado ao grupo Older, embora ambos os grupos tenham apresentado valores semelhantes de EMQ. A EIQ foi maior no grupo Older, o que sugere que a eco intensidade parece ser uma variável melhor preditora da capacidade funcional do que a massa muscular em mulheres idosas ativa.

Palavras-chave:
Envelhecimento; Idoso; Sistema musculoesquelético; Ultrassonografia

Universidade Federal de Santa Catarina Universidade Federal de Santa Catarina, Campus Universitário Trindade, Centro de Desportos - RBCDH, Zip postal: 88040-900 - Florianópolis, SC. Brasil, Fone/fax : (55 48) 3721-8562/(55 48) 3721-6348 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: rbcdh@contato.ufsc.br