A noção de tracking e sua aplicação à Educação Física e ao Esporte

Michele Caroline de Souza Cláudia Lúcia de Moraes Forjaz Joey Eisenmann José António Ribeiro Maia Sobre os autores

Resumo

O termo Tracking refere-se à noção de manutenção de posição relativa de valores de um dado grupo de sujeitos em função do tempo. O presente artigo apresenta diversas técnicas de estudo e análise do tracking (i.e., estabilidade e previsibilidade). Os dados utilizados provêm de um estudo longitudinal-misto da Região do Grande Porto, Portugal, compreendendo 486 meninas, divididas em duas coortes que abrangem as faixas etárias dos 12 aos 14 e dos 14 aos 16 anos. A variável eleita para as análises foi o índice de massa corporal (IMC). Os procedimentos estatísticos utilizados para descrever o tracking foram: autocorrelações, gama de Foulkes & Davis e índice de constância de Goldstein. Independentemente da estatística utilizada e face à curta duração do estudo, o tracking do IMC foi moderado a elevado em cada coorte. Contudo, cada procedimento de análise mostrou aspetos distintos das diferenças interindividuais nas mudanças intraindividuais do IMC das meninas. O uso parcimonioso de qualquer um dos procedimentos sugeridos para estudar aspetos da estabilidade e previsibilidade (i.e., do tracking) em estudos longitudinais exige o estabelecimento muito criterioso dos objetivos e hipóteses a serem testados.

Palavras-chave:
Crescimento e desenvolvimento; Estudos longitudinais; Índice de massa corporal; Monitoramento

Universidade Federal de Santa Catarina Universidade Federal de Santa Catarina, Campus Universitário Trindade, Centro de Desportos - RBCDH, Zip postal: 88040-900 - Florianópolis, SC. Brasil, Fone/fax : (55 48) 3721-8562/(55 48) 3721-6348 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: rbcdh@contato.ufsc.br