Efeitos da hidroginástica no alinhamento postural e risco de quedas em idosos: um estudo de intervenção

Camila Costa Ibiapina Reis Marcos Antônio Pereira dos Santos Camila Feitosa da Costa Edna Maria Silva Araújo Luiz Roberto Ramos Sobre os autores

RESUMO

O envelhecimento leva à perdas no controle postural e no equilíbrio. O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos da hidroginástica no alinhamento postural e no risco de quedas de idosos. Um estudo de intervenção quasi-experimental incluiu 49 idosos do Grupo Intervenção (GI) e 34 do Grupo Controle (GC). Um simetrógrafo de prumo foi usado para avaliar o alinhamento da postura e o teste Time Up & Go para determinar o risco de quedas. O GI realizou hidroginástica, duas vezes por semana, durante três meses. Houve melhora significativa no alinhamento postural da maioria dos segmentos corporais avaliados no GI e piora no GC. O baixo risco de quedas no GI aumentou 28% em relação ao GC. Concluímos que a hidroginástica melhorou o alinhamento postural e reduziu o risco de quedas em idosos.

Palavras-chave:
Postura; Idoso; Risco de quedas; Hidroginástica

Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte Universidade de Brasilia - Campus Universitário Darcy Ribeiro, Faculdade de Educação Física, Asa Norte - CEP 70910-970 - Brasilia, DF - Brasil, Telefone: +55 (61) 3107-2542 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: rbceonline@gmail.com