O nível de condicionamento físico interfere nas respostas psicofisiológicas?

Fabrícia Geralda Ferreira João Carlos Bouzas Marins Sobre os autores

Resumo

Objetivou-se avaliar se o nível de condicionamento físico interfere na resposta psicofisiológica durante a corrida. Quinze atletas (25, 3 ± 2, 4 anos) corredores de fundo (G1) e 15 indivíduos ativos (23, 1 ± 4, 3 anos) não atletas (G2) fizeram uma sessão de corrida de 80 min com intensidade controlada entre 75 e 85% da frequência cardíaca de reserva. A cada 10 min os avaliados responderam a escalas de percepção subjetiva de esforço (PSE), sensação térmica (ST), conforto térmico (CT), sensação de sede (SS), náusea (SN) e plenitude gástrica (PG). Houve diferença significativa (p = 0,020) entre G1 vs. G2 na PSE a partir dos 40 min e no CT após 50 min (p < 0,001). Conclui-se que o nível de condicionamento físico interfere somente na PSE e no CT durante o exercício de corrida.

PALAVRAS-CHAVE
Exercício físico; Aptidão física; Esforço físico; Corrida

Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte Universidade de Brasilia - Campus Universitário Darcy Ribeiro, Faculdade de Educação Física, Asa Norte - CEP 70910-970 - Brasilia, DF - Brasil, Telefone: +55 (61) 3107-2542 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: rbceonline@gmail.com