Força, potência e desempenho dos membros inferiores no skate: um estudo exploratório

Cláudia Tarragô Candotti Jefferson Fagundes Loss Révisson Esteves Silva Mônica de Oliveira Melo Ricardo Barreto Teixeira Gustavo Becker Delwing Matias Noll Sobre os autores

O objetivo deste estudo foi identificar a relação entre a altura atingida ao realizar a manobra Ollie e a força e potência muscular dos membros inferiores de skatistas iniciantes. Dez praticantes da modalidade Street, com no mínimo dois anos de experiência e participantes de competições nas categorias Iniciante, Amador II or Amador I foram submetidos a três testes: (1) contração voluntária máxima dos músculos extensores do joelho e quadril; (2) testes de salto vertical, Counter Movement Jump (CJ) e Squat Jump (SJ) e (3) a altura máxima atingida durante a manobra Ollie. Os resultados demonstram que a manobra Ollie (p <0,05) é explicada pela potência estimada com o CJ (76,3%) e pela força máxima dos músculos extensores do joelho (50,6%). Estes resultados sugerem que a variável potência está fortemente associada com a performance da manobra Ollie.

Desempenho atlético; esportes; skate; manobra Ollie


Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte Universidade de Brasilia - Campus Universitário Darcy Ribeiro, Faculdade de Educação Física, Asa Norte - CEP 70910-970 - Brasilia, DF - Brasil, Telefone: +55 (61) 3107-2542 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: rbceonline@gmail.com