Representações sociais do medicamento genérico por usuários

Social representations of the generic drug by drug users

O artigo objetivou captar as representações sociais do medicamento genérico por usuários de medicamentos no intuito de que seus resultados possam ser utilizados no aprimoramento da política desse tipo de medicamento no Brasil. Utilizou-se a Teoria das Representações Sociais como suporte teórico-metodológico. A pesquisa foi realizada no período de abril de 2002 a fevereiro de 2003, na cidade do Natal/RN, com 116 usuários de medicamentos, abordados em farmácias e/ou drogarias. O instrumento de coleta de dados foi a entrevista semi-estruturada, com uso de gravador. Os dados foram avaliados através do programa ALCESTE 4.5, além da análise de conteúdo preconizada por Laurence Bardin. O ALCESTE isolou 5 classes semânticas e a análise de conteúdo identificou 10 categorias. Para os usuários, o genérico representa um medicamento comercializado a preço mais barato, sem marca, equivalente a outro mais caro, mas que supre as necessidades imediatas de consumo, além do que a palavra genérico encerra uma representação mais ampla, absorvendo e englobado quaisquer produtos que tenham a característica dos medicamentos genéricos, porém com qualidade duvidosa.

Medicamento genérico; Representações sociais; Consumidores; Usuários de medicamentos


Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo Av. Prof. Lineu Prestes, 950 , Caixa Postal 66083 , 05315-970 - São Paulo - SP - Brasil , Tel.: (011) 3091.3804 , Fax: (011) 3097.8627 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjps@usp.br