Revista Brasileira de Ciência Política, Issue: 20, Published: 2016
  • Corrupção e participação política no Brasil: diagnósticos e consequências Artigos

    Bonifácio, Robert; Ribeiro, Ednaldo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Investiga-se a relação entre corrupção e participação política no Brasil, a partir de análises sobre padrões de associação pertinentes e sobre a permissividade à corrupção de perfis sociais que combinam categorias de experiência com corrupção e de ativismo político. São realizadas discussões teóricas e análises empíricas, tendo como fonte exclusiva de dados o Barômetro das Américas, rodadas de dados de 2007, 2008, 2010 e de 2012. Como principais resultados, verifica-se a natureza multidimensional da participação política, segmentada em quatro modalidades distintas. Também é destaque a inequívoca associação positiva entre experiência com corrupção e engajamento político. Por fim, identifica-se uma maior permissividade à corrupção (tolerância ao pagamento de propina) entre os indivíduos que possuem experiência com corrupção, independentemente dessa característica estar ou não acompanhada de ativismo político.

    Abstract in English:

    Abstract The relationship between corruption and political participation in Brazil is investigated through analysis of patterns of association and permissiveness to the corruption of social profiles that combine categories of experience with corruption and political activism. Theoretical discussions and empirical analyzes are conducted using the 2007, 2008, 2010 and 2012 rounds of the Americas Barometer as a data source. The main results are the multidimensional nature of political participation, segmented into four different modalities. The positive and unequivocal association between experience with corruption and political engagement is also highlighted. Finally, a greater permissiveness to corruption (tolerance for the payment of bribes) is identified among individuals who have experience with corruption, regardless of whether or not this characteristic is accompanied by political activism.
  • Good-bye, Lenin! Hello, Putin! O discurso geoidentitário na política externa da nova Rússia Artigos

    Ferreira, Marcos Farias; Terrenas, João

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Neste artigo explora-se o processo de co-constituição dos referentes identitários e geopolíticos pós-soviéticos como fundamento discursivo da política externa de Putin. Analisa-se ainda o papel que o discurso geo-identitário desempenha, desde 2000, na justificação da recomposição do espaço pós-soviético e reclamação de uma nova ordem internacional. Metodologicamente, recorre-se à dialética entre “grande” (high) e “pequena” (low) geopolítica com o objetivo de destacar a interdependência entre as narrativas nacionais produzidas pelo poder político e pela sociedade. Conclui-se que a plasticidade e o hibridismo da gramática simbólica russa permitiram definir uma política externa pragmática e assertiva, mobilizada para a recuperação do estatuto internacional da Rússia e a consolidação da coligação de interesses liderada por Putin.

    Abstract in English:

    Abstract In this article we set out to explore the mutual constitution of post-soviet identity and geopolitical referents serving as the discursive ground for Putin’s foreign policy. We further explore the role of the geo-identitarian discourse in justifying the recomposition of the post-Soviet space after 2000 and the promotion of a new international order. Methodologically, we resort to a dialectics of sorts between “high” and “low” geopolitics in order to uncover the interdependence of national narratives produced by political power (top-down) and society (bottom-up). We come to the conclusion that the plasticity and hybridity of the Russian symbolic grammar has allowed Putin to define a pragmatic and assertive foreign policy intent both on regaining international status for Russia and consolidating the domestic coalition of interests led by him.
  • A sociologia durkheimiana e a tradição conservadora: elementos para uma revisão crítica Artigos

    Vares, Sidnei Ferreira de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo propõe-se a discutir a relação entre a teoria sociológica desenvolvida por Émile Durkheim e as ideias conservadoras clássicas. Por um lado, visa-se compreender em que medida o sociólogo francês absorveu elementos conservadores em sua sociologia e, por outro, se essa suposta influência bastaria para atribuir à obra durkheimiana uma rubrica conservadora. Com isso, pretende-se evitar possíveis rótulos ou tipificações, quase sempre reducionistas e incapazes de dar conta de toda a complexidade que envolve uma produção teórica de grande fôlego, como a de Durkheim. A análise empregada é eminentemente bibliográfica e revisionista, assentando-se tanto em fontes primárias quanto em fontes secundárias.

    Abstract in English:

    Abstract This article proposes to discuss the relationship between the sociological theory, developed by Emile Durkheim and the classic conservative ideas. On the one hand, it seeks to understand to what extent the French sociologist absorbed conservative elements in his sociology and, on the other hand, if this supposed influence would suffice to attribute to the Durkheimian work a conservative rubric. With this, it is intended to prevent possible labels or typifications, almost always reductionist and unable to realize all the complexity that involves a theoretical production of great value like the work of Durkheim. The analysis is mostly bibliographic and revisionist and builds both on primary and secondary sources.
  • A política dos afetados pelo extrativismo na América Latina1 Artigos

    Losekann, Cristiana

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Os conflitos socioambientais relacionados a empreendimentos extrativos vêm aumentando na América Latina, na medida em que há, nessa região, um crescente incentivo à extração e à exportação de commodities. Nesse contexto, a ação coletiva de contestação funda-se a partir de um enquadramento que marca uma condição comum entre aqueles que são afetados pela mineração, pelo petróleo e por outros grandes empreendimentos extrativos. Isso abre um processo de contestação específico que reúne certos atores, repertórios e reivindicações, os quais constituem dinâmicas de mobilização do direto, haja vista o uso contundente de estratégias legais e judiciais. Este artigo apresenta uma proposta de caracterização dos atores, dos repertórios e dos enquadramentos insurgentes da política dos afetados pelo extrativismo na América Latina. Apresentamos uma explicação fundamentada em aspectos macro, mas com ênfase em elementos microssociológicos. A pesquisa levantou casos de variados países, empregando uma abordagem qualitativa com análise de materiais documentais e observação participante.

    Abstract in English:

    Abstract The environmental conflicts related to extractive projects are increasing in Latin America as there is an increasing incentive to the extraction and exportation of commodities. In this context, the contentious actions are based on a frame that brands a common condition among those who are affected by mining, oil, and others extractive projects. It opens a specific contentious process that assembles certain actors, repertoires, and claims, which constitute a legal mobilization dynamic. This paper presents a characterization of the actors, repertoires and insurgents frames of mobilizations of people affected by extractive activities in Latin America. We are present an explanation based on macro aspects, but with emphasis on micro-sociological elements. The research raised cases of various countries, using a qualitative approach with analysis of documentary materials and participant observation.
  • O sertão formal da política brasileira de conservação da natureza Artigos

    Fernandez, Annelise Caetano Fraga

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo pretende mostrar como a matriz discursiva da sertanidade, ou dos dilemas do processo civilizatório nacional, inaugurada a partir da obra Os Sertões, de Euclides da Cunha, encontra correspondência na política brasileira de conservação da natureza. O embate entre duas correntes ambientais - o conservacionismo e o socioambientalismo -, conformadas ao longo de diferentes conjunturas políticas e jurídico-institucionais, reproduz, no campo ambiental, os dilemas sobre os rumos do projeto civilizacional brasileiro. O texto faz uso de documentos e bibliografia sobre a constituição das políticas de conservação da natureza e sobre os debates acerca de projetos de nação no Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract This paper aims to show how the discursive matrix of sertanidade, or the national civilization process dilemmas, opened from Os Sertões, written by Euclides da Cunha, finds correspondence in Brazilian policy of nature conservation. The disputes between two environmental conceptions: the conservationism and socioenvironmentalism, shaped along different political, legal and institutional situations, reproduce in the environmental field the dilemmas about the direction of the Brazilian civilizational project. The text makes use of documents and literature on the establishment of nature conservation policies and the debate on national projects in Brazil.
  • Ecologia política e relações internacionais: os desafios da Ecopolítica Crítica Internacional Artigos

    Sant’Anna, Fernanda Mello; Moreira, Helena Margarido

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A evolução do debate teórico ambiental na agenda internacional tem sido acompanhada pela inserção do tema nas relações internacionais de acordo com suas lentes teóricas. Dos movimentos ambientalistas que deram origem à Ecologia Política, ao encontro desta com as relações internacionais, o objetivo deste artigo é mostrar como a inserção das discussões propostas pela ecologia política influenciaram e geraram novas abordagens nas relações internacionais que vão além da mera incorporação da temática ambiental nas teorias já existentes. A tentativa de formulação de uma teoria verde das relações internacionais baseada em uma nova ontologia e epistemologia visa jogar luz sobre um dos mais importantes desafios da humanidade neste século XXI, o uso dos recursos naturais e as suas consequências para o planeta e a humanidade. De forma a desenvolver instrumentos mais capazes para compreendermos os novos desafios que se colocam, contamos com abordagens alternativas como a ecopolítica crítica internacional, que busca analisar como as estruturas da política global tem gerado a dominação da natureza e dos seres humanos e a busca da emancipação.

    Abstract in English:

    Abstract The evolution of the theoretical environmental debate on the international agenda has been accompanied by the insertion of this issue on the area of International Relations, according to its theoretical framework. From the environmentalism, which gave rise to Political Ecology, to the encounter of such research area with the International Relations, the main objective of this article is to shed light on how the discussions proposed by Political Ecology influenced and generated new approaches in International Relations that transcend mere incorporation of environmental issues in existing theories. The attempt to formulate a green theory of International Relations based on a new ontology and epistemology aims to highlight one of the most important challenges facing humankind on the 21st Century: the use of natural resources and its consequences for the planet and humanity. In order to develop more capable instruments for the comprehension of the new millennium challenges, there is a set of important alternative approaches such as the International Critical Ecopolitics. This theoretical framework aims at analyzing how the global political structures have generated the domination of nature and human, and searching for social emancipation.
  • O Liberalismo Político e a República dos Modernos: a crítica de Benjamin Constant ao conceito rousseauniano de soberania popular1 Artigos

    Cassimiro, Paulo Henrique Paschoeto

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Partindo da leitura crítica do conceito rousseauniano de soberania do povo, Benjamin Constant irá formular uma teoria que estabelece a existência de uma autoridade social limitada e regulada por instituições constitucionais como condição absoluta da sobrevivência da liberdade conquistada com a revolução. Constant legará ao liberalismo francês um topos central, qual seja, o da incapacidade da liberdade republicana clássica em dar conta de formular uma solução institucional para a complexa sociedade comercial da Europa das luzes, mas também a compreensão de uma interpretação da história como progresso da civilização cujo sentido acentua a premência da dimensão da sociedade civil sobre a dimensão da política. Assim, pretendemos demonstrar como o liberalismo de Constant legitima o regime representativo, por meio de uma crítica ao princípio do republicanismo rousseauniano-jacobino e de uma teoria progressiva da história.

    Abstract in English:

    Abstract Based on the critical reading of Rousseau's concept of sovereignty of the people, Benjamin Constant will formulate a theory that establishes the existence of a limited social authority and regulated by constitutional institutions as an absolute condition for the survival of freedom won with the revolution. Constant will bequeath to the French liberalism a central topos, namely the inability of the classical republican liberty to account to formulate an institutional solution to the complex commercial society in Europe of lights, but also the understanding of the interpretation of history as progress whose sense of civilization emphasizes the urgency of the of the civil despite the size of the political dimension. Thus, we intend to demonstrate Constant liberalism legitimate representative regime and its implications in terms of participation and rights through a critique of the principle of Rousseaunian-Jacobin republicanism and through a progressive theory of history.
  • Não indiferença: nova comunidade ideológica de consciência para o Sul Global? Artigos

    Brussi, Antônio José Escobar

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O artigo apresenta a noção de não indiferença, a mais importante inovação da política externa brasileira desde o primeiro governo Lula, como uma reação anti-hegemônica nesse contexto de crise mundial capitalista. Por relativizar o princípio de soberania, a versão brasileira da não indiferença abre-se ao engajamento solidário em situações de crise humanitária ou política, desde que solicitado. Juntamente com os complementos de desenvolvimento econômico compartilhado e de completo compromisso com os valores democráticos, a não indiferença apresenta-se não apenas como proposta bem sucedida de estreitamento da cooperação latino-americana, mas mostra-se especialmente integrada à “família” de atividades antissistêmicas por exteriorizar propósitos humanitários e pacifistas associados a uma longa tradição diplomática de tolerância e de negociação, traços incomuns no atual sistema interestatal. Essa virtuosa associação pode servir como referência para a construção de uma verdadeiramente nova comunidade ideológica de consciência para o Sul Global.

    Abstract in English:

    Abstract This paper intends to show the notion of non-indifference, the main innovation of the Brazilian foreign policy since the first term of Lula presidency, as an anti-hegemonic reaction in the current crisis of the world capitalism. By relativizing the principle of sovereignty, the Brazilian version of non-indifference is open to the supportive engagement in those situations of humanitarian or political crises, providing it has been invited to participate. Because of its association to mutual economic development and deep commitment to democratic values, non-indifference has become quite supportive in promoting Latin American cooperation, showing especial connection to the “family” of antisystemic practices due to its humanitarian and pacifist components together with a long diplomatic tradition of tolerance and negotiation, an uncommon set of behavior within the interstate system. Because of such peculiarities, the notion of non-indifference may become the basis of the building up of a truly new ideological community of conscience of the Global South.
  • Análise de valências, debate acadêmico e contenda política Artigos

    Feres, João

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este é o quarto artigo de um debate com Luis Felipe Miguel sobre a MAV e, como tal, responde às objeções feitas pelo autor em texto anterior, intitulado Uma Resposta. Miguel argumenta que a MAV é utilizada pelo site Manchetômetro com propósitos de intervenção pública, e não com fins acadêmicos. Mostro que, na sociedade de hoje, é comum metodologias acadêmicas serem usadas para subsidiar o debate público. Ele também critica a cientificidade e a acurácia da MAV. Em resposta, mostro que a MAV foi empregada muitas vezes no Brasil em estudos de mídia e é fartamente aplicada na academia de língua inglesa, inclusive nos jornais mais prestigiosos da área de ciência política. Por fim, comparo a MAV à análise de enquadramentos, metodologia fartamente utilizada na academia nacional, para mostrar que a determinação de valências de textos é operação mais simples, e, portanto, muito menos sujeita à variação, do que a interpretação de complexas construções semânticas que são os enquadramentos.

    Abstract in English:

    Abstract This is the fourth article in a series of exchanges with Luis Felipe Miguel about the methodology of Sentiment Analysis (SA). In his last piece, simply entitled An Answer, Miguel argues that SA is employed in the website Manchetômetro as a political intervention and not as academic work. I respond to that objection showing that academic methodologies are currently employed in several initiatives aimed at intervening in public debates. Miguel also claims that SA is not scientific or accurate. I then show that SA has been abundantly employed by Brazilian and English speaking scholars working on media and politics and that the most prominent political science periodicals frequently publish articles that use that methodology. Finally, through a hypothetical experiment I compare SA with frame analysis, a commonly used methodology in Brazilian media studies, to show that the latter must necessarily produce less accurate results than the former.
Universidade de Brasília. Instituto de Ciência Política Instituto de Ciência Política, Universidade de Brasília, Campus Universitário Darcy Ribeiro - Gleba A Asa Norte, 70904-970 Brasília - DF Brasil, Tel.: (55 61) 3107-0777 , Cel.: (55 61) 3107 0780 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: rbcp@unb.br