Comportamento erosivo de um sistema pedológico de Umuarama, noroeste do estado do Paraná

Erosive behavior of a pedological system of Umuarama, northwest of Paraná

J. E. Cunha S. S. Castro F. X. T. Salomão Sobre os autores

Resumos

O município de Umuarama, noroeste do estado do Paraná, apresenta solos de textura arenosa e média, associados aos arenitos da Formação Caiuá do Cretáceo Superior. Além da fragilidade natural desses solos, o desmatamento, o uso e a ocupação generalizados contribuíram para a intensificação dos processos erosivos. Uma vertente próxima à área urbana foi escolhida para estudo em toposseqüência, visando à caracterização pedológica macro e micromorfológica, acompanhada de caracterização físico-hídrica dos horizontes pedológicos. Os dados permitiram chegar a algumas conclusões importantes, quanto ao comportamento dos materiais, dos fluxos hídricos e quanto à dinâmica erosiva dos solos, bem como permitiram distinguir os setores inferiores da vertente como os de maior risco à erosão linear.

arenito Caiuá; textura arenosa e média; erosão; comportamento físico-hídrico; micromorfologia


The town of Umuarama, Northwest of Paraná, presents sandy and medium-textured soil, derived from Cretaceous Caiuá Formation Sandstone. Besides the natural fragility of these soils, deforestation, use and generalized occupation have contributed to the identification of erosive processes. A slope next to the urban area was selected for a toposequence study aiming at a macro and micromorphological pedologic characterization followed by a physico-hydric characterization of the pedologic horizons. The data allowed to reach some important conclusions concerning material behavior, hydric flows, and soil erosion dynamics, making it possible to distinguish slope sections of greater or smaller erosion risks.

Caiuá formation sandstone; sandy and medium texture; erosion; physico-hydric behavior; micromorphology


SEÇÃO VI - MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA

Comportamento erosivo de um sistema pedológico de Umuarama, noroeste do estado do Paraná(1 (1 ) Parte da Tese de Mestrado do primeiro autor, submetida à Universidade de São Paulo (SP) em dezembro de 1996. Trabalho financiado pelo CNPq e pelo convênio UEM-DGE/SUCEAM. )

Erosive behavior of a pedological system of Umuarama, northwest of Paraná

J. E. CunhaI; S. S. CastroII; F. X. T. SalomãoIII

IProfessor do Departamento de Geografia, Universidade Estadual de Maringá. CEP 87050-900 Maringá (PR). E-mail: mtnobrega@cybertelecom.com.br. FAX (044) 261-4290

IIProfessora do Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo (USP). CEP 05508-900 São Paulo (SP). FAX (011) 818-3159 e do Instituto de Estudos Sócio-Ambientais, Universidade Federal de Goiás. Caixa Postal 131. CEP 74001-970 Goiânia (GO). E-mail: selma@iesa.ufg.br. Fax (062) 821-1170

IIIProfessor do Departamento de Geologia Geral, Universidade Federal do Mato Grosso - ICET. CEP 78060-900 Cuiaba (MT). E-mail: salmig@zaz.com.br

RESUMO

O município de Umuarama, noroeste do estado do Paraná, apresenta solos de textura arenosa e média, associados aos arenitos da Formação Caiuá do Cretáceo Superior. Além da fragilidade natural desses solos, o desmatamento, o uso e a ocupação generalizados contribuíram para a intensificação dos processos erosivos. Uma vertente próxima à área urbana foi escolhida para estudo em toposseqüência, visando à caracterização pedológica macro e micromorfológica, acompanhada de caracterização físico-hídrica dos horizontes pedológicos. Os dados permitiram chegar a algumas conclusões importantes, quanto ao comportamento dos materiais, dos fluxos hídricos e quanto à dinâmica erosiva dos solos, bem como permitiram distinguir os setores inferiores da vertente como os de maior risco à erosão linear.

Termos de indexação: arenito Caiuá, textura arenosa e média, erosão, comportamento físico-hídrico, micromorfologia.

SUMMARY

The town of Umuarama, Northwest of Paraná, presents sandy and medium-textured soil, derived from Cretaceous Caiuá Formation Sandstone. Besides the natural fragility of these soils, deforestation, use and generalized occupation have contributed to the identification of erosive processes. A slope next to the urban area was selected for a toposequence study aiming at a macro and micromorphological pedologic characterization followed by a physico-hydric characterization of the pedologic horizons. The data allowed to reach some important conclusions concerning material behavior, hydric flows, and soil erosion dynamics, making it possible to distinguish slope sections of greater or smaller erosion risks.

Index terms: Caiuá formation sandstone, sandy and medium texture, erosion, physico-hydric behavior, micromorphology.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

AGRADECIMENTOS

Os autores agradecem a Maria Teresa de Nóbrega e Carlos Roberto Espíndola, pelas sugestões, e à Maria Suzete Casellato, pela revisão do texto.

LITERATURA CITADA

Recebido para publicação em outubro de 1997

Aprovado em maio de 1999

  • (1
    ) Parte da Tese de Mestrado do primeiro autor, submetida à Universidade de São Paulo (SP) em dezembro de 1996. Trabalho financiado pelo CNPq e pelo convênio UEM-DGE/SUCEAM.
    • BIGARELLA, J.J. & MAZUCHOWSKI, J.Z. Visão Integrada da problemática da erosão. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE CONTROLE DE EROSÃO, 3., Maringá, 1985. Anais. Maringá, ABGE, ADEA, 1985. 322p.
    • BLAKE, G.R. & HARTGE, H.K. Bulk density. In: KLUTE, A., ed. Methods of soil analysis. Part 1: physical and mineralogical methods. 2.ed. Madison, ASA/SSSA, 1986. p.363-375.
    • BREWER, R. Fabric and mineral analysis of soils. 2.ed. New York, KRIEGER R.E., 1976. 482p.
    • BOULET, G.R.; CHAUVEL, A.; HUMBEL, F.X. & LUCAS, Y. Analyse structurale et pédologie. Prise em compte de l'organisation bidimensionelle de la couverture pédologique: les études de toposéquences et principaux apports à la connaissance des sols. Cah. ORSTOM, ser. Pedol., 19:309-322, 1982.
    • CAMARGO, O.A.; MONIZ, A.C.; JORGE, J.A. & VALADARES, J.M.A.S. Métodos de análise química, mineralógica e física de solos do Instituto Agronômico de Campinas. Campinas, Instituto Agronômico, 1986, 94p. (Boletim Técnico, 106)
    • CASTRO, S.S. Micromorfologia de solos: pequeno guia para interpretação de lâminas delgadas. São Paulo, IPT-CAPES X COFECUB p/DG-USP, 1989a. 87p. (não publicado)
    • CASTRO, S.S. Sistemas de transformação pedológica em Marília. SP: B Latossólicos e B texturais, São Paulo, Universidade de São Paulo/FFLCH, 1989b. 274p. (Tese de Doutorado)
    • CASTRO, S.S. & CURMI, P. Bandas onduladas em solos Podzólicos da formação Marília: estruturas de transformação pedológica. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 15., Campinas, 1987. Anais. Campinas, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1987. p.82.
    • DERPSCH, R.; ROTH, C.H.; SIDIRAS, N. & RÓPKE, U. Controle da erosão no Paraná, Brasil: Sistemas de cobertura do solo, plantio direto e preparo conservacionista do solo. Eschborn, GTZ, 1991. 272p.
    • EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos. Manual de Métodos de Análises de Solos. Rio de Janeiro, 1979, 228p.
    • KERTZMAN, F.F. Modificações na estrutura e no comportamento de um Latossolo Roxo provocadas pela compactação. São Paulo, Universidade de São Paulo/FFLCH, 1996. 152p. (Tese de Doutorado)
    • KÖEPPEN, W. Climatologia. Con un estudio de los climas de la tierra. México, FCE, 1948. p.145-378.
    • KRONEN, M. A erosão do solo de 1952 a 1985 e seu controle no Paraná. Londrina, IAPAR, 1990. 53p. (Boletim Técnico, 30)
    • LEMOS, R.C. & SANTOS, R.D. Manual de descrição e coleta do solo no campo. Campinas, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos. 1985. 36p.
    • NÓBREGA, M.T.; GASPARETTO, N.V.L. & NAKASHIMA, P. Metodologia para cartografia de Umuarama-PR. B. Geog., 10:5-10, 1992.
    • PARANÁ. Secretaria do Estado da Agricultura e do Abastecimento. Instituto de Terras, Cartografia e Florestas. Atlas do estado do Paraná. Curitiba, 1987. 73p.
    • SALOMÃO, F.X.T. Processos erosivos lineares em Bauru, SP: Regionalização cartográfica aplicada ao controle preventivo urbano e rural. São Paulo, Universidade de São Paulo, 1994. 200p. (Tese de Doutorado)
    • SANTOS, L.J.C. Estudo morfopedológico da Toposseqüência da Esperança, em Bauru, SP: subsídios para a compreensão da gênese, evolução e comportamento atual dos solos, São Paulo, Universidade de São Paulo, 1995. 71p. (Tese de Mestrado)
    • STOOPS, G. & JONGERIUS, A. Proposal for a micrommor-phological classification in soil materials. I. A classification of the related distribuitions of coarse and fine particles. Geoderma, 13:189-200, 1975.
    • SUGUIO, K.; BARCELOS, J.H.; GUEDES, M.G. & VERDIANI, A.C. Canal de Pereira Barreto, local de transição entre os arenitos Caiuá, Santo Anastácio e Adamantina, R. Inst. Geo., 5:25-37, 1984.

    (1 ) Parte da Tese de Mestrado do primeiro autor, submetida à Universidade de São Paulo (SP) em dezembro de 1996. Trabalho financiado pelo CNPq e pelo convênio UEM-DGE/SUCEAM.

    Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      06 Out 2014
    • Data do Fascículo
      Dez 1999

    Histórico

    • Recebido
      Out 1997
    • Aceito
      Maio 1999
    Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Secretaria Executiva , Caixa Postal 231, 36570-000 Viçosa MG Brasil, Tel.: (55 31) 3899 2471 - Viçosa - MG - Brazil
    E-mail: sbcs@ufv.br