Accessibility / Report Error

Experiência social e crítica em André Gorz e Axel Honneth

Social experience and critique in André Gorz and Axel Honneth

Expérience sociale et critique dans André Gorz et Axel Honneth

Neste artigo debatemos a centralidade do conceito de experiência em Axel Honneth e André Gorz. Tal centralidade nem sempre é explicitada, mas subjaz às suas formulações teóricas. Em seu livro Reification, Honneth parte de sua teoria do reconhecimento para propor uma elaboração contemporânea do conceito de reificação na forma de esquecimento do reconhecimento. André Gorz, em Metamorfoses do trabalho e O imaterial, adota como ponto de partida as ideias de racionalidade não econômica e intelecto geral, respectivamente, para postular a existência de experiências de um potencial utópico. Em ambos há elementos da categoria adorniana do não idêntico, bem como entrecruzamentos com a fenomenologia de Heidegger e Sartre. Em ambos é recuperado o problema da "experiência" para os debates em teoria crítica.

Experiência; Teoria crítica; Não identidade; Emancipação; Capitalismo


Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Av. Prof. Luciano Gualberto, 315 - sala 116, 05508-900 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 3091-4664, Fax: +55 11 3091-5043 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: anpocs@anpocs.org.br