Accessibility / Report Error

Friend or foe? When political elites evaluate foreign leaders

Resumo:

Os líderes são um ator chave nas relações internacionais; nos últimos anos, Hugo Chávez e o Papa Francisco tiveram um impacto notável além de suas respectivas áreas de influência tradicionais. Por que esses líderes têm esse tipo de popularidade? Mais importante, como as elites políticas os percebem? Este artigo tem como objetivo identificar, com evidências de dezoito parlamentos latino-americanos, o que determina as avaliações das elites políticas sobre uma variedade de líderes notórios na última década. Para determinar quais fatores estão por trás de suas avaliações, contamos com uma abordagem ‘amigo-inimigo’ da política, medida pela distância ideológica entre o próprio legislador e o líder. Os resultados apontam que essa lógica amigo-inimigo é o principal preditor na avaliação das elites pelas elites no cenário internacional.

Palavras-chave:
Elites; Liderança; Distância ideológica; Presidentes; América Latina

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Av. Prof. Luciano Gualberto, 315 - sala 116, 05508-900 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 3091-4664, Fax: +55 11 3091-5043 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: anpocs@anpocs.org.br