Percepção Discente sobre o Ambiente Educacional da Disciplina de Semiologia Médica

Student’s Perception of the Educational Environment within the Medical Semiology Subject

Sílvia Cristina Marques Nunes Pricinote Artur Lorenzo Sena Gomes Alberto Monteiro Filho Bruno Leonardo Wadson Silva Reinaldo Elias de Souza Junior Denise Milioli Ferreira Maria do Rosário Ferraz Roberti Marcos Rassi Fernandes Sobre os autores

Resumo:

Introdução:

A Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás (FM-UFG) iniciou um novo processo de mudança curricular em 2014. As disciplinas de Semiologia I e II passaram a adotar metodologias ativas de ensino para adequação às necessidades da reforma curricular. O objetivo deste artigo foi avaliar a percepção dos discentes do primeiro ano da FM-UFG sobre o ambiente educacional das disciplinas de Semiologia I e II.

Método:

Trata-se de um estudo descritivo, do tipo corte transversal, envolvendo 86 alunos. O instrumento de coleta de dados foi o questionário Dundee Ready Education Environment Measure (Dreem), versão em português. Os resultados foram considerados em três níveis: questões individuais, cinco dimensões e Dreem global. Calcularam-se a média, o desvio padrão e os respectivos intervalos de confiança de 95%. Obteve-se a confiabilidade interna do Dreem pelo cálculo do alfa de Cronbach, avaliou-se a distribuição dos dados da amostra pelo teste de Shapiro-Wilk e realizou-se a comparação entre os percentuais da média dos escores dos domínios e do DRREM global pela ANOVA, seguida do teste de Tukey.

Resultados:

A média do Dreem global foi de 134,83/200 ± 17,42, uma percepção mais positiva que negativa. As cinco dimensões tiveram os seguintes resultados: percepção da aprendizagem (32,74 / 48 ± 5,59 / uma visão mais positiva); percepção dos docentes (32,71 / 44 ± 6,23 / na direção certa); percepção dos resultados acadêmicos (20,22 / 32 ± 4,09 / sentimento positivo); percepção do ambiente geral (31,74 / 48 ± 5,69 / atitude positiva); percepção das relações sociais (17,42 / 28 ± 3,83 / não é tão ruim). Foram encontrados alguns pontos problemáticos em relação a fatos memorizáveis, metodologia de ensino prévio e cansaço para cursarem a disciplina. A dimensão com mais áreas fortes foi a percepção dos docentes. Houve significância estatística quando os percentuais da média dos escores dos domínios e do Dreem global foram comparados.

Conclusão:

O ambiente educacional das disciplinas de Semiologia I e II da Faculdade de Medicina da UFG criado pelas inovações metodológicas foi avaliado positivamente pelos discentes participantes, com destaque para o domínio percepção dos docentes.

Palavras-chave:
Avaliação Educacional; Estudantes de Medicina; Educação Médica; Ensino; Instituições de Ensino Superior

Associação Brasileira de Educação Médica SCN - QD 02 - BL D - Torre A - Salas 1021 e 1023 | Asa Norte, Brasília | DF | CEP: 70712-903, Tel: (61) 3024-9978 / 3024-8013, Fax: +55 21 2260-6662 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: rbem.abem@gmail.com