Revista Brasileira de Educação Médica, Volume: 46, Issue: 1, Published: 2022
  • Abem Progress Test: consolidating an assessment strategy for medical education Editorial

    Oliveira, Sandro Schreiber de; Postal, Eduardo Arquimino; Afonso, Denise Herdy; Merss, Carlos Eduardo; Cyrino, Eliana Goldfarb; Abreu Junior, André Ferreira de; Batista, Nildo Alves
  • Translation, cross-cultural adaptation to the Portuguese language and validation of the Undergraduate Clinical Education Environment Measure Instrument (Uceem) Original Article

    Costa, Milena da; Boller, Christian; Zagonel, Ivete Palmira Sanson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O ambiente/clima educacional para o ensino clínico destinado a estudantes de Medicina e Enfermagem influencia a percepção deles sobre os aspectos significativos de satisfação no ambiente clínico de aprendizagem. Objetivo: Este estudo teve como objetivos adaptar transculturalmente com validade de face, conteúdo e constructo o instrumento Undergraduate Clinical Education Environment Measure (UCEEM) para o português do Brasil e validar a versão traduzida e adaptada com estudantes de Enfermagem e Medicina que vivenciam o ensino clínico durante a formação. Método: Trata-se de um estudo metodológico para tradução, adaptação e validação transcultural, processo dividido em seis fases propostas por Beaton. As etapas consistiram em tradução, síntese das traduções, retrotradução, revisão pelo comitê de experts, pré-teste e envio da versão final do instrumento adaptado à autora do instrumento. Participaram do processo cinco tradutores bilíngues (três para tradução e dois para retrotradução) e oito profissionais experts que atuam como docentes e possuem título de mestre e/ou doutor. A validação foi realizada em dois momentos. No primeiro, realizaram-se as equivalências semântica, idiomática, cultural e conceitual (pré-teste) com 30 estudantes de Enfermagem e Medicina vivenciando o ensino clínico. No segundo, efetuou-se a validação com avaliação das propriedades psicométricas de 161 estudantes desses mesmos cursos. Resultado: A adaptação transcultural foi realizada por oito profissionais experts da área, além contar com a análise e as considerações da pesquisadora e autora do instrumento original. O resultado dessa etapa conduziu à versão final do instrumento em português, que apresenta 26 itens divididos em duas dimensões e quatro subescalas, as quais foram mantidas conforme original. Após o preenchimento do instrumento por estudantes de Medicina e Enfermagem, a análise de Teoria de Resposta ao Item revelou confiabilidade, determinada pelo alfa de Cronbach, de 0,917. No teste de correlação de Spearman, os resultados apontaram a existência de correlação positiva entre as questões. Conclusão: A versão em português do instrumento UCEEM mostrou-se adequada e útil para avaliar a satisfação com o ambiente educacional no ensino clínico pela percepção dos estudantes de Medicina e Enfermagem.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: The educational environment for the clinical teaching of undergraduate medical and nursing students influences the students’ perception of significant aspects of satisfaction in the clinical learning environment. Objective: To transculturally adapt, with the concept, content and construct validity, the instrument “Undergraduate Clinical Education Environment Measure - UCEEM” into the Brazilian Portuguese language and validate the translated and adapted version; involving medical and nursing students, while experiencing clinical teaching during their undergraduate course. Method: This is a methodology study aimed at the translation, adaptation and transcultural validation process, which is divided into six steps, as proposed by Beaton. The steps consisted in the translation, translation synthesis, back-translation, proofreading by the experts committee, pre-testing and submission of the final version of the instrument to the author. Five bilingual translators participated in this process (three for the translation and two for the back-translation), as well as eight expert professionals who work as academic faculty and have Master’s and Doctoral degrees. The validation was carried out at two moments: the first one by using semantic, idiomatic, cultural and conceptual equivalence (pre-test), involving 30 medical and nursing students going through clinical teaching; and the second moment, the validation and assessment of the psychometric properties with 161 students from these same courses. Result: The transcultural adaptation carried out by eight expert professionals in this area was performed based on the experts’ considerations, in addition to the analysis and considerations of the researcher and author of the original instrument. The result of this phase led to the final version of this instrument in Brazilian Portuguese, which shows 26 items divided into two dimensions and four subscales that were maintained according to its original form. Following the filling out of the instrument by the nursing and medical students, the analysis of the Theory of Response revealed to be reliable, as determined by a Cronbach’s alpha of 0.917. According to Spearman’s correlation test, the results indicate a positive correlation between the questions. Conclusions: The Portuguese version of the UCEEM instrument showed to be adequate and useful to evaluate the satisfaction with the educational environment in clinical teaching according to the perception of medical and nursing students.
  • Time using a computer as a discriminator of obesity, sedentarism and cardiovascular risk factors in university students Original Article

    Guerra, Heloísa Silva; Brugnoli, Adriana Vieira Macedo; Melo, Raiana Rodrigues Costa; Moriguchi, Emílio Hideyuki; Pattussi, Marcos Pascoal; Costa, Juvenal Soares Dias da

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Os universitários apresentam maior risco de adotar o comportamento sedentário em virtude da própria rotina, a qual requer muito tempo dedicado às aulas e a utilização frequente do computador para os estudos. Essa situação tem se tornado preocupante porque o comportamento sedentário tem sido associado a desfechos adversos em saúde, como mortalidade e doenças crônicas não transmissíveis. Objetivo: Este estudo teve como objetivo analisar o tempo despendido com o uso do computador como discriminador da obesidade, do sedentarismo e de fatores de risco cardiovascular em universitários. Método: Trata-se de estudo transversal realizado com 2.275 acadêmicos de cursos da área da saúde de uma fundação pública do estado de Goiás. Os dados foram obtidos por meio da aplicação de um questionário composto por variáveis sociodemográficas, relativas ao curso e a aspectos comportamentais e de saúde. A variável de desfecho foi o tempo utilizando o computador (TC). Identificaram-se o poder discriminatório e os pontos de corte do TC para os desfechos de interesse por meio das curvas Receiver Operating Characteristic (ROC) com IC95%. Resultado: O tempo médio usando o computador para estudos, trabalho ou lazer foi de 3,90 horas/dia para mulheres e 3,82 horas/dia para homens. A área sob a curva ROC entre o TC e o sedentarismo foi de 0,54 (IC95% 0,51-0,58) para mulheres e 0,56 (IC95% 0,50-0,63) para homens. Já para a hipertensão arterial sistêmica (HAS), foi de 0,57 (IC95% 0,50-0,64) para mulheres. Os melhores pontos de corte relacionados a essas condições foram 3,5 e 4,5 horas, respectivamente. Conclusão: O TC apresentou boa capacidade preditiva para discriminar o sedentarismo e a HAS entre universitários. Sugere-se que a diminuição do TC e sua substituição por atividades ativas possam contribuir para a melhoria do perfil de saúde e a qualidade de vida dos acadêmicos.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: University students are at greater risk of adopting a sedentary behavior due to their routine, with a large amount of time being dedicated to classes and studying in front of a computer. This situation has become a matter of concern, because sedentary behavior has been associated with adverse health outcomes such as mortality and chronic non-communicable diseases. Objective: To analyze the time spent using the computer as a discriminator of obesity, sedentary lifestyle and cardiovascular risk factors in University students. Method: This was a cross-sectional study with 2,275 students from courses in the health area of a public institution in Goiás. Data were obtained by applying a questionnaire consisting of sociodemographic, course-related, behavioral and health variables. The outcome variable was time using the computer (TC). The discriminatory power and the cutoff points of time using the computer for the outcomes of interest were identified using the Receiver Operating Characteristic (ROC) curves with 95%CI. Result: The mean time spent using the computer for studying, working, or leisure was 3.90 hours/day for women and 3.82 hours/day for men. The area under the ROC curve between TC and sedentary lifestyle was 0.54 (95%CI 0.51-0.58) for women and 0.56 (95%CI 0.50 - 0.63) for men. As for systemic arterial hypertension (SAH) it was 0.57 (95%CI 0.50 - 0.64) for women. The best cutoff points related to these conditions were 3.5 and 4.5 hours, respectively. Conclusion: The TC showed good predictive capacity to discriminate a sedentary lifestyle and SAH among University students. It is suggested that the reduction of TC and its replacement by active activities can contribute to improving the health profile and quality of life of students.
  • Medical curriculum based on competence and specialization aimed in primary health care performing Artigo Original

    Cuoghi, Heloisa Fukuda; Germano, Carla Maria Ramos; Melo, Débora Gusmão; Avó, Lucimar Retto da Silva de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O curso de Medicina da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) foi criado com o objetivo de formar profissionais generalistas que atendessem à demanda de reestruturação do modelo de assistência proposto pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Assim, optou-se por um currículo orientado por competência, com inserção longitudinal dos estudantes em cenários assistenciais da atenção primária à saúde (APS) do primeiro ao sexto ano e a adoção de metodologia ativa de ensino-aprendizado. Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar em que medida o curso de Medicina implantado na UFSCar, considerando seus aspectos didáticos e organizacionais, resultou na formação de profissionais voltados à atuação na APS. Método: Foram convidados a participar do estudo médicos egressos das turmas I a V da UFSCar. Mediante aceite, encaminhou-se um questionário virtual que contemplava: identificação, análise do perfil profissional e análise de fatores que influenciaram a escolha da especialidade e de fatores que contribuíram ou não para a aproximação da APS. Os resultados foram submetidos à análise descritiva e apresentados como média ± DP ou frequência absoluta (porcentagem), conforme a variável. Resultado: Dos 183 alunos contatados, 77 responderam à pesquisa. Destes, 73 (94,8%) escolheram fazer especialização, e um optou por atuar na APS como médico de família e comunidade. O elemento que mais influenciou, positiva e negativamente, a escolha da especialidade foi o contato com a área médica durante a graduação. Com relação aos fatores que poderiam ter despertado o interesse dos estudantes para atuar na APS, 13 dos 16 elementos avaliados (81,2%) não contribuíram. Conclusão: À semelhança de outros cursos de Medicina do Brasil, os egressos do curso de Medicina da UFSCar optaram por fazer especializações não voltadas à atuação na APS, em dissonância com o modelo de reestruturação da assistência proposto pelo SUS.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: The Federal University of São Carlos (UFSCar) Medical School was created with the aim of training general practitioners, who would meet the demand for knowledge of the care model proposed by the Unified Health System (SUS). Thus, a competency-based curriculum was chosen, with longitudinal insertion of first to sixth year students into Primary Health Care (PHC) settings, and the adoption of active learning methodology. Objective: To evaluate the extent to which the Medical School at UFSCar, considering its didactic and organizational aspects, resulted in the training of professionals focused on practice in PHC. Methods: Physicians who graduated from Classes I to V at UFSCar were invited to participate in the study. Upon acceptance, a virtual questionnaire was sent, including identification, analysis of the professional profile, analysis of factors that influenced their choice of specialty and factors that may or may not have contributed to their focus on PHC. The results were subjected to descriptive analysis and presented as mean ± SD or absolute frequency (percentage), according to the variable. Results: From the 183 students contacted, 77 responded to the survey. Of these, 73 (94.8%) chose to specialize, one of whom chose to work in PHC as a Family and Community doctor. The element that had the most influence, both positive and negative, on the choice of specialty, was contact with a medical field during undergraduate training. Regarding the elements that may have sparked the students’ interest in working in PHC, 13 of the 16 elements evaluated (81.2%) did not contribute in such a manner. Conclusions: As with other medical courses in Brazil, graduates from the UFSCar medical school opted to undertake specializations that were not aimed at working in PHC, in contradiction with the restructured care model proposed by SUS.
  • Flipped classroom for learning clinical examination Original Article

    Patriota, Rodrigo de Lemos Soares; Frias, Luísa Gonçalves de; Silton, Guilherme Afonso Ferreira Coelho; Silva, Marília Araújo da; Duque, Taciana Barbosa; Lorena, Suélem Barros de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: A sala de aula invertida (SAI) é uma metodologia ativa de aprendizagem caracterizada pelo envio antecipado de materiais didáticos aos estudantes, de modo que o momento sala de aula seja inteiramente dedicado a atividades não expositivas. A SAI foi implementada em 2019 para aprendizagem do exame clínico (EC) de alunos da graduação de Medicina em uma instituição de ensino superior da Região Nordeste do Brasil. Objetivo: Este estudo teve como objetivo analisar a implantação da SAI na aprendizagem do EC comparando com a metodologia de miniexposição seguida de prática. Método: Trata-se de análise de intervenção educacional com controle histórico sobre a implantação da metodologia da SAI realizada em três fases. Na primeira, os dois tutores envolvidos na implantação ou que atuaram como docentes foram avaliados por meio de entrevista semiestruturada sobre o processo de implantação da SAI e seu funcionamento inicial. A segunda fase foi a avaliação de 44 estudantes de Medicina, por meio de questionário Likert, sobre a aprendizagem com a nova metodologia. A terceira consistiu na avaliação das notas obtidas por 66 estudantes que vivenciaram o aprendizado com SAI em relação aos 142 discentes que vivenciaram a metodologia anterior. Resultado: Os tutores avaliados conheciam pouco sobre a metodologia antes da implantação e acreditam que sua implantação promoveu ganhos, como uma maior dedicação dos estudantes ao estudo individual. A dificuldade inicial decorreu da elaboração de um extenso banco de questões para o pré-teste que era realizado no início dos momentos presenciais. Os estudantes avaliados relataram que estavam bem adaptados e que concordavam com os benefícios da SAI, como: sentir-se estimulado a estudar, desenvolver a prática com mais facilidade e a presença dos pré-testes que ajudam a aprimorar o estudo individual. Os resultados da comparação das notas mostraram um aumento significativo no desempenho ao compararem os estudantes que vivenciaram a SAI (9,11 - DP 0,45) com os que vivenciaram a metodologia anterior (8,49 - DP 0,91). Conclusão: A metodologia foi implantada de maneira satisfatória, promoveu ganhos na aprendizagem e otimizou o momento presencial para ser totalmente dedicado à aprendizagem prática.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Flipped Classroom (FC) is an Active Learning Methodology characterized by the sending of teaching materials to students in advance, so that the classroom moment is entirely dedicated to non-expository activities. The FC was implemented in 2019 for the teaching of Clinical Examination (CE) aimed at undergraduate medical students at a Higher Education Institution in the Northeast region of Brazil. Objective: To analyze the implementation of FC for CE learning compared to the mini-exposure methodology followed by practice. Method: Analysis of educational intervention with historical control over the implementation of the FC methodology carried out in three phases. In the first, the two tutors involved in the implementation or who acted as teachers were evaluated through a semi-structured interview about the FC implementation process and its initial operation. The second consisted in the assessment of 44 medical students, through a Likert questionnaire, on learning with the new methodology. The third consisted in evaluating the grades obtained by 66 students who experienced learning with FC in relation to 142 students who experienced the previous methodology. Result: The evaluated tutors knew little about the methodology before it was implemented and believe that its implementation promoted gains, such as students’ greater dedication to individual study. The initial difficulty arose from the creation of an extensive database of questions for the pre-test, which was carried out at the beginning of the in-person moments. The evaluated students reported being well adapted and agree with the benefits of FC, including: feeling stimulated to study, developing the practice more easily and the presence of pre-tests that help to improve individual study. The results of the comparison of grades showed a significant increase in performance when comparing students who experienced the FC (9,11 - SD 0,45) with those who experienced the previous methodology (8,49 - SD 0,91). Conclusion: The methodology was satisfactorily implemented, promoted gains in learning and optimized the in-person time to be entirely dedicated to practical learning.
  • Fluctuation of academic performance of medical students selected by affirmative action policies (PIMESP) Original Article

    Marcomini Neto, Atílio; Fucuta, Patrícia da Silva; Brienze, Vânia Maria Sabadotto; Lima, Alba Regina de Abreu; Brienze, Sérgio Luís Aparecido; André, Júlio César

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Depois de quase 20 anos desde o início da materialização das ações afirmativas, ainda há muita discussão sobre a real efetividade dessas medidas, principalmente, no que tange ao desempenho acadêmico, quando se comparam “cotistas” e “não cotistas”, surgindo dúvidas se aqueles conseguem acompanhar estes. Objetivo: Este estudo teve como objetivos traçar um perfil do desempenho acadêmico e compará-lo e os demais aspectos relacionados à vida acadêmica dos alunos “cotistas” (Programa de Inclusão com Mérito no Ensino Superior Público Paulista - Pimesp) com os demais alunos de suas respectivas turmas selecionados via ampla concorrência (AC). Método: Trata-se de coorte retrospectiva de alunos da primeira à terceira série de Medicina, divididos em AC ou Pimesp. Avaliaram-se os seguintes aspectos: média aritmética das notas finais das disciplinas curriculares, situação final de aprovação nas disciplinas (SFA), frequência, títulos emprestados na biblioteca (TEB) e participação em monitorias/centro acadêmico. As variáveis contínuas foram comparadas pelo teste t de Student ou Mann-Whitney, e as categóricas, por qui-quadrado ou exato de Fisher. Valores p < 0,05 foram considerados significantes. Resultado: Participaram do estudo 237 alunos. Todos haviam concluído a primeira série (ingressantes de 2015, 2016 e 2017); 158 alunos (ingressantes de 2015 e 2016), a primeira e segunda séries; e 78 (32,9%) haviam concluído a terceira série (ingressantes de 2015) no momento da pesquisa. Na análise de todos os que haviam concluído a primeira série, dos quais 16% faziam parte do Pimesp, houve diferença nas médias das notas finais e da SFA, maior para alunos AC, e não houve diferença para frequência, TEB, participação em monitorias e centro acadêmico. Na análise dos que haviam concluído a segunda série, dos quais 15,8% faziam parte do Pimesp, não houve diferença entre nenhuma das variáveis estudadas. A análise dos que haviam concluído a terceira série, dos quais 15,4% faziam parte do Pimesp, mostrou novamente diferença entre as médias das notas finais e da SFA, maior para alunos AC, porém com uma diferença menos acentuada, e não houve diferenças significativas para as demais variáveis. Conclusão: Observou-se flutuação do desempenho acadêmico dos estudantes Pimesp, para menor, em relação aos estudantes AC, ao longo dos três primeiros anos do curso de Medicina, mas não para outras variáveis. Não foi observado aumento do índice de evasão, contrariando a literatura.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Almost 20 years since the beginning of affirmative action implementation, there is still much discussion about the real effectiveness of these measures, especially regarding academic performance, comparing “quota holders” to “non-quota holders”, with doubts arising about whether the former can keep up with the latter. Objective: To establish a profile and compare the academic performance and other aspects related to the academic life of “quota holder” students (Inclusion Program with Merit in Public Higher Education in São Paulo - PIMESP) with the other students in their respective classes selected via broad competition (BC). Method: Retrospective cohort of 1st to 3rd-year medical students, divided in BC or PIMESP. The following were assessed: arithmetic mean of the final grades of the curricular subjects; final approval status (FAS) in the subjects; frequency; books borrowed from the library (BBLi) and participation in monitoring/academic center. Continuous variables were compared by Student’s t-test or Mann-Whitney test and categorical by chi-square or Fisher’s exact test. Values p < 0.05 were considered significant. Results: Of the 237 students included in the sample, all had completed the 1st year (2015, 2016 and 2017 entrants), 158 students (2015 and 2016 entrants) the 1st and 2nd years, and 78 (32.9%) had completed the 3rd year (2015 entrants) at the time of the survey. In the analysis of all those who had completed the 1st year, where 16% were PIMESP, there was a difference in mean final grades and FAS, higher for BC students and no difference for attendance, BBLi, participation in monitoring and academic center. In the analysis of those who had completed the 2nd year, where 15.8% were PIMESP, there was no difference between any of the studied variables. The analysis of those who had completed the 3rd year, where 15.4% were PIMESP, once again showed difference between the averages of final grades and FAS, higher for BC students, but with a less marked difference, and there were no significant differences for the other variables. Conclusion: We observed a fluctuation of academic performance among PIMESP students, towards inferior outcomes, when compared to BC students, throughout the first three years of medical school, but not for other variables. No increase in the dropout rate was observed, contrary to what is found in the literature.
  • Prevalence of common mental disorders among medical students during the Covid-19 pandemic Original Article

    Cardoso, Ane Caroline Cavalcante; Barbosa, Larissa Almeida de Oliveira; Quintanilha, Luiz Fernando; Avena, Kátia de Miranda

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Transtornos mentais comuns (TMC) têm sido frequentemente identificados entre universitários na área de saúde, especialmente em Medicina. Acredita-se que características inerentes ao curso exerçam potencial influência na saúde mental do estudante. Quando se adiciona o contexto de pandemia com as restrições sociais inerentes, os determinantes psicológicos relacionados à desconhecida patologia e o temor do rápido alastramento do novo coronavírus, existe a possibilidade de potencialização dos fatores de riscos para o sofrimento psíquico nessa população. Objetivo: Este estudo teve como objetivo estimar a prevalência de TMC entre estudantes de Medicina durante a pandemia da Covid-19, analisando seus principais determinantes nos âmbitos acadêmico, social e econômico. Método: Trata-se de estudo transversal, realizado com 388 estudantes de Medicina em Salvador, na Bahia. Por meio da plataforma Google Forms, coletaram-se dados sociodemográficos e acadêmicos, sobre hábitos de vida, comorbidades e sintomas de transtornos não psicóticos mensurados pelo Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20). Resultado: A prevalência de TMC foi de 39,7% entre os estudantes de Medicina, sendo de 47,4% no ciclo básico, 40,3% no ciclo clínico e 12,3% no internato. Entre os fatores associados ao surgimento de TMC, estão sedentarismo, tabagismo, uso de substâncias que favoreçam o desempenho acadêmico, insatisfação com o próprio rendimento acadêmico, má qualidade de sono, falta de apetite, cefaleia frequente, má digestão, ideação suicida e tristeza. Observou-se maior índice de transtornos mentais não psicóticos entre as mulheres, não havendo diferença quanto ao ciclo acadêmico e à natureza administrativa da instituição de ensino. Conclusão: Durante a pandemia de Covid-19, demonstrou-se uma expressiva prevalência de TMC entre estudantes de Medicina do sexo feminino, brancos, solteiros, que residem com familiares e não possuem renda própria. Apesar de estudos sugerirem aumento da prevalência nos universitários no momento atual, os dados deste estudo permaneceram concordantes com a literatura anterior à pandemia, configurando o próprio curso de Medicina como principal fator de risco para taxas superiores de TMC nessa população. Entretanto, novos estudos acerca do impacto em longo prazo da pandemia na saúde mental dos universitários ainda são necessários.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Common mental disorders (CMD) have been frequently identified among university students in the health area, especially in Medicine. It is believed that characteristics inherent to the course have a potential influence on the student’s mental health. When adding the pandemic context, with its inherent social restrictions, the psychological determinants related to the unknown pathology and the fear of the rapid spread of the new coronavirus, there is the possibility of increasing the risk factors for psychological distress in this population. Objective: To estimate the prevalence of CMD among medical students during the COVID-19 pandemic, analyzing its main determinants in the academic, social and economic spheres. Method: Cross-sectional study, carried out with 388 medical students in Salvador/BA., Data on sociodemographic and academic aspects, life habits, comorbidities and symptoms of non-psychotic disorders were collected using the Google Forms platform, measured by the Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20). Results: The prevalence of CMD was 39.7% among medical students, with 47.4% in the basic cycle, 40.3% in the clinical cycle and 12.3% in the internship period. Among the factors associated with the emergence of CMD are sedentary lifestyle, smoking, use of substances that enhance academic performance, dissatisfaction with one’s academic performance, poor sleep quality, lack of appetite, frequent headaches, poor digestion, suicidal ideation and sadness. There was a higher rate of non-psychotic mental disorders among women, with no difference regarding the academic cycle and the administrative type of the educational institution. Conclusion: During the COVID-19 pandemic, a significant prevalence of CMD was demonstrated among female, white, single medical students who live with family members and do not have their own income. Although studies suggest an increase in the prevalence among university students at the present time, the data from the present study remain in agreement with the literature data prior to the pandemic, showing that the medical course itself is the main risk factor for higher rates of CMD in this population. However, further studies on the long-term impact of the pandemic on the mental health of university students are still necessary.
  • Academic leagues and medical training: validation of an instrument for student assessment and perception Artigo Original

    Misael, Jailton Rocha; Santos Júnior, Claudio José dos; Wanderley, Flávia Accioly Canuto

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: As Diretrizes Curriculares Nacionais de Medicina de 2014 incentivam a utilização de metodologias que privilegiem a participação ativa do aluno na construção do conhecimento e na integração entre os conteúdos, assegurando a indissociabilidade do ensino, da pesquisa e da extensão, sendo as ligas acadêmicas (LA) uma dessas estratégias. Objetivo: Este estudo teve como objetivo validar um instrumento de avaliação da contribuição de LA no processo de formação médica por meio da percepção discente. Método: Trata-se de um estudo metodológico com a adoção das etapas de validação de conteúdo, a partir da construção de um questionário e submissão a um comitê de juízes, que propiciaram a retificação e inclusão de itens, além de avaliarem o grau de concordância entre os especialistas. Por conseguinte, a consistência interna foi analisada por meio das aplicações do instrumento num grupo-piloto, sob o método teste-reteste, analisando a clareza linguística, a fidedignidade e a reprodutibilidade temporal. Resultado: Inicialmente foi proposto um instrumento de 14 itens, agrupados em quatro dimensões. Diante da submissão ao comitê de experts, houve a restruturação e inserção de assertivas. Por meio do Índice de Validade de Conteúdo, duas sentenças foram excluídas, resultando em 19 asserções. Na primeira aplicação no grupo-piloto, preponderou a compreensão de todos os itens pelos estudantes, alçando o coeficiente de α de Cronbach de 0,829. Para a análise da estabilidade temporal, os coeficientes de correlação intraclasse intra e interavaliadores certificaram a excelente reprodutibilidade do instrumento. Por fim, foi possível qualificar a contribuição das LA por meio da estratificação dos escores médios do instrumento. Conclusão: O questionário de avaliação da contribuição de LA no processo de formação médica é um instrumento válido e confiável.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: The Medical Curriculum Guidelines (2014) encourage the use of methodologies that prioritise the active participation of students in knowledge construction and integration between the different course contents, ensuring the inseparability of teaching, research and outreach programs, where the Academic Leagues (AL) is one of those strategies. Objective: To validate an instrument to assess the contribution of AL in the process of medical education through student perception. Method: This is a methodological study, which involved content validation through the steps of constructing the questionnaire and submission to a committee of judges, which enabled the rectification and inclusion of items, in addition to assessing the degree of agreement between the specialists. Therefore, internal consistency was analyzed by applying the instrument in a pilot group, under the test-retest method, analyzing linguistic clarity, reliability and temporal reproducibility. Results: The initial proposal consisted of an instrument with 14 items, grouped in four dimensions. Responding to the expert committee’s review, the instrument was restructured and statements added. Through the content validity index, two sentences were excluded, resulting in 19 statement. In the first application in the pilot group, the students’ understanding of all the items prevailed, with the Cronbach’s α coefficient reaching 0.829. For analysis of the temporal stability, the intra and inter-class correlation coefficients confirmed the excellent reproducibility of the instrument. Finally, it was possible to qualify the contribution of the AL through the stratification of the mean scores of the instrument. Conclusions: The questionnaire to assess the contribution of AL in the medical education process is a valid and reliable instrument.
  • Burnout Syndrome: an analysis of the mental health of medical residents in a teaching hospital Original Article

    Costa, José Augusto; Fasanella, Nicoli Abrão; Schmitz, Beatriz Mendonça; Siqueira, Patrick Cavalcanti

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: A residência médica pode causar a síndrome de burnout, um estado físico, emocional e mental de exaustão extrema. Objetivo: Buscou-se com esta pesquisa descrever e analisar a prevalência de burnout em médicos residentes vinculados a um hospital-escola e verificar se há correlação com dados sociodemográficos e socioeconômicos. Método: Este é um estudo analítico, transversal e quantitativo realizado por meio do Maslach Burnout Inventory (MBI) versão Human Services Survey (HSS), do Critério de Classificação Econômica Brasil (CCEB) da Abep e de perguntas sociodemográficas. Resultado: Dos 221 residentes matriculados, 102 participaram da pesquisa. Destes, 76,47% apresentaram alto nível em pelo menos um dos três domínios do índice de burnout e 21,57% dos residentes exibiram alto nível de burnout. Houve relação significativa entre maior número de filhos e presença de exaustão emocional (p = 0,047), maior frequência de despersonalização para residentes da área cirúrgica (p = 0,013) e reduzida realização profissional com a renda média de R$ 2.965,69 e R$ 10.386,52 (p = 0,006). Não foi encontrada relação significativa entre burnout e as variáveis sociodemográficas e socioeconômicas. Conclusão: Os resultados evidenciam que os médicos residentes estão expostos a situações que contribuem para os altos níveis de estresse e angústia. Ainda são necessários mais estudos sobre o tema.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Medical residency can cause burnout syndrome, a physical, emotional and mental state of extreme exhaustion. Objective: This research sought to describe and analyze the prevalence of burnout in resident physicians linked to a teaching Hospital and to verify whether there is a correlation with sociodemographic and socioeconomic data. Method: This is an analytical, cross-sectional and quantitative study using the MBI (Malasch Burnout Inventory) version HSS (Human Services Survey), the Brazilian Economic Classification Criterion (CCEB) of ABEP and sociodemographic questions. Result: Of the enrolled residents, 102 participated in the survey. Of these, 76.47% showed a high level in at least one of the three domains of the burnout index and 21.57% of the residents showed a high level of burnout. There was a significant relationship between a larger number of children and the presence of emotional exhaustion (P=0.047), a higher frequency of depersonalization for surgical area residents (P=0.013) and reduced professional accomplishment, with an average income of R$ 2,965.69 and R$ 10,386.52 (P=0.006). No significant relationship was found between burnout and sociodemographic and socioeconomic variables. Conclusion: The results show that resident physicians are exposed to situations that contribute to high levels of stress and distress. Further studies on the subject are still necessary.
  • Palliative care in medical education: the students’ perception Original Article

    Castro, Andrea Augusta; Taquette, Stella Regina; Pereira, Caio Assunção Rocha; Marques, Natan Iório

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O envelhecimento populacional, a maior expectativa de vida e o aumento da prevalência de doenças crônicas trouxeram novas demandas em saúde, como os cuidados paliativos (CP). Embora presente no cotidiano clínico, essa temática ainda não foi incluída na maioria das escolas médicas no Brasil. Objetivo: Este estudo teve como objetivo conhecer o ensino-aprendizagem em CP na percepção do estudante de Medicina de escolas que dispõem dessa disciplina. Método: Trata-se de estudo qualitativo realizado por meio de entrevistas com 35 estudantes de Medicina de 14 escolas médicas localizadas nas Regiões Nordeste, Sudeste e Sul do país. Resultado: Os relatos foram classificados em três categorias: concepção sobre CP, transformações percebidas após exposição ao ensino de CP, desafios e estratégias exitosas identificados no ensino de CP. Os estudantes reconhecem o valor do ensino de CP e têm maior compreensão sobre a abordagem em CP e sua indicação precoce às pessoas com condições crônicas complexas. A inserção do tema contribuiu para a superação de medos e tabus ligados à morte, conferindo maior conforto para lidar com o sofrimento humano, agregando competências emocionais. A educação formal em CP possibilitou a compreensão da pessoa na dimensão biopsicossocial e espiritual. Os discentes ressaltaram a importância das habilidades de comunicação de notícias difíceis, do manejo de sintomas, do trabalho em equipe e da abordagem individualizada à pessoa e à família dela. Embora tenham identificado pouca integração teórico-prática no cenário de ensino-aprendizagem de CP, os alunos referiram interesse na temática e apontaram como estratégias aproximações sucessivas ao longo da formação, em um eixo humanista. Conclusão: O ensino de CP traz contribuições à formação médica para além da aprendizagem do tema e reforça o desenvolvimento da empatia e compaixão, reconhecidas como essenciais nessa profissão, assim como a relevância da assertividade no manejo do sofrimento e do cuidado integral de pessoas com doenças avançadas.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Population aging, longer life expectancy and the increase in the prevalence of chronic diseases have brought new health demands, among them, palliative care (PC). Although present in the clinical routine, this topic has not yet been included in most medical schools in Brazil. Objective: To know the teaching-learning process in PC according to the perception of medical students from schools that have this subject. Method: Qualitative method through interviews with 35 medical students from 14 medical schools located in the Northeast, Southeast and South regions of the country. Results: The reports were classified into three categories: conception of PC, changes perceived after exposure to PC teaching, challenges and successful strategies identified in PC teaching. Students recognize the value of teaching in PC and have a greater understanding of PC approach and its early indication for people with complex chronic conditions. The inclusion of the topic contributed to the overcoming of fears and taboos related to death, providing greater comfort to deal with human suffering, adding emotional skills. The formal education in PC allowed understanding the person in their biopsychosocial and spiritual dimension. They stressed the importance of communication skills to communicate difficult news, symptom management, teamwork and an individualized approach to the person and their family. Although they identify little theoretical-practical integration in the teaching-learning scenario in PC, they report an interest in the topic, and indicated successive experiences as strategies throughout the training, in a humanist axis. Conclusion: PC teaching brings contributions to medical training that go beyond the learning of the subject and reinforces the development of empathy and compassion, recognized as essential in this profession, as well as the relevance of assertiveness in the management of suffering and the comprehensive care of people with advanced diseases.
  • Active teaching and learning methodologies: use, difficulties and training among medical course teachers Artigo Original

    Wagner, Katia Jakovljevic Pudla; Martins Filho, Lourival José

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: No Brasil, as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Medicina apontam que a formação médica deverá usar metodologias que privilegiem a participação ativa do aluno na construção do conhecimento, além de preverem a existência de programas de desenvolvimento e aperfeiçoamento docente no interior dos cursos de Medicina. Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar o uso, a dificuldade e a capacitação referentes às metodologias ativas de ensino-aprendizagem (MAP) em docentes do curso de Medicina em dois campi da Universidade Federal de Santa Catarina. Método: Trata-se de estudo transversal com coleta de dados por meio de questionário em formato on-line, em que se pesquisaram variáveis demográficas, de formação acadêmica, de atuação docente e de MAP, incluindo seu uso na prática pedagógica, dificuldades e realização de capacitação no tema. Foram feitas análises estatísticas com o intuito de verificar diferenças entre as variáveis analisadas. Resultado: Participaram 63 docentes, com média de idade de 48,2 anos, maioria do gênero feminino (57,1%), com regime de trabalho de dedicação exclusiva (61,9%) e metade da amostra composta por médicos. Apenas um a cada dez professores referiu que não utiliza e/ou nunca utilizou MAP na sua atuação como docente, e metade mencionou ter dificuldade na sua utilização. Quanto à capacitação pedagógica, 54% referiram ter realizado, dos quais 67,7% mencionaram que ela não foi suficiente para dar densidade teórica ao processo de ensino-aprendizagem com MAP. Estudo de caso e aprendizagem baseada em problemas foram as MAP mais conhecidas e utilizadas dentro da universidade. Conclusão: O uso das MAP foi alto, e pouco mais da metade dos docentes tem alguma capacitação no tema. Considerando que a maioria dos docentes apontou dificuldades no seu uso com os discentes, faz-se necessário planejar a metodologia, a carga horária ou os temas das capacitações que são oferecidas.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: In Brazil, the National Curriculum Guidelines for Medicine courses state that medical training should use methodologies that favor the active participation of the student in the construction of knowledge, in addition to providing for the existence of teacher development and improvement programs within Medical courses. Objective: To evaluate the use, difficulty and training related to Active Teaching and Learning Methodologies (MAP) in teachers of the Medicine course in two campuses of the Federal University of Santa Catarina. Method: Cross-sectional study with data collection through a questionnaire in an online format, researching demographic, academic education, teaching and MAP variables, including its use in pedagogical practice, difficulties and training on the subject. Statistical analyses were performed in order to verify differences among the analyzed variables. Results: 63 teachers participated, with a mean age of 48.2 years, mostly female (57.1%), who worked exclusively for the university (61.9%) and half of the sample population was composed of physicians. Only one in ten teachers reported that they do not use and/or never used MAP in their work as a teacher, and half reported having difficulty in using it. As for the pedagogical training, 54% reported having performed it, and among these, 67.7% reported that it was not enough to give theoretical density to the teaching-learning process with MAP. Case study and problem-based learning were the best-known MAPs and used within the university. Conclusion: The use of MAP was high and just over half of the teachers reported some training in the subject. Considering that most teachers pointed out difficulties in its use with students, it is necessary to plan the methodology, workload or themes of the training that are offered.
  • Perception of advanced access in a basic health care unit Artigo Original

    Soares, Larissa Silva; Junqueira, Marcelle Aparecida de Barros

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Uma das diretrizes da atenção básica à saúde (ABS) no Brasil é o primeiro contato da pessoa no sistema de saúde. O acesso ou a acessibilidade é um atributo essencial da APS que teve avaliação ruim em pesquisas brasileiras. O sistema de agendamento certamente influencia o acesso nas unidades de saúde, e o modelo por acesso avançado (AA) tem sido implantado no Brasil, e vem obtendo melhores resultados que modelos tradicionais de agendamento. Objetivo: Este estudo teve como objetivo compreender a percepção de profissionais que atuam em uma unidade básica de saúde de Uberlândia, em Minas Gerais - MG (Centro de Saúde Escola Jaraguá (Cejar)), sobre a implementação do AA. Método: Trata-se de um estudo qualitativo que utilizou o grupo focal e a análise de conteúdo. Resultado: Foram delimitadas as seguintes categoriais temáticas: Desafios desafios na consolidação da APS e investimento em equipes mínimas; Tensionamentos tensionamentos quanto ao aumento na demanda de atendimentos individuais e sobrecarga de trabalho; Educação educação e saúde: intersecções necessárias entre ensino, serviço, gestão e comunidade. Conclusão: O Cejar apresentou particularidades com a implementação do AA por ser uma unidade de ensino, por não ter Estratégia de Saúde da Família (ESF) consolidada e pela sobrecarga de trabalho advinda com dessa agenda, o que pode contribuir para o planejamento de outras equipes que tenham interesse pelo AA.

    Abstract in English:

    Abstract Introduction: One of the guidelines of Primary Health Care (PHC) in Brazil is the person’s user’s first contact with the health system. Access or accessibility is an essential attribute of PHC that has been poorly assessed in Brazilian surveys. The appointment scheduling system certainly influences access in health units, and the model for advanced access (AA) has been implemented in Brazil, and has been achievinggetting better results than traditional scheduling models. Objective: The objective of the presentthis study is to understand the perception of professionals who work in a basic health unit in Uberlândia-MG (Centro de Saúde Escola Jaraguá) about the implementation of AA. Method: It is a qualitative study that used the focus group methodology and content analysis. Result: The following thematic categories were delimited: Challenges in the consolidation of PHC and investment in minimal teams; Tensions regarding the increasedin the demand for individual careassistance and work overload; Education and health: necessary intersections between teaching, service, management and community. Conclusion: It was concluded that CEJAR presented specific characteristicsparticularities with the implementation of AA as it isfor being a teaching unit, doesfor not haveing a consolidated Family Health Strategy (FHS) and due to thefor the work overload resulting from this scheduleagenda, which can contribute to the planning of other teams that are interested in AA.
  • Remote education at Brazilian university medical school during the pandemic Artigo Original

    Campos Filho, Amadeu Sá de; Ribeiro Sobrinho, João Marcelo Duarte; Romão, Ricardo Fusano; Silva, Carlos Henrique Nascimento Domingues da; Alves, Júlio Cesar Pereira; Rodrigues, Rodrigo Lins

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O processo de ensino-aprendizagem passou por grandes mudanças tecnológicas ao longo das décadas, com importante impacto nos cursos de Medicina. Uma dessas mudanças foi o uso dos ambientes virtuais de aprendizagem (AVA). Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade do processo de ensino-aprendizagem remoto no curso de Medicina durante a pandemia da Covid-19. Método: É um estudo de caráter descritivo com abordagem quantitativa e qualitativa. Seu desenvolvimento foi dividido em quatro fases: revisão da literatura, desenvolvimento do protocolo de avaliação, coleta e análise dos dados. A coleta de dados foi realizada por meio de um formulário on-line, e a análise dos dados, por análise estatística em três eixos: a avaliação do perfil tecnológico, a avaliação da aceitação da tecnologia e a experiência do usuário. Resultado: Foi constatado que a maioria dos estudantes (65%) e docentes (88.2%) possuía infraestrutura para participar do semestre suplementar. A maior parte dos alunos relatou sentir segurança em utilizar as ferramentas tecnológicas e estava satisfeita com o ensino remoto, porém 53% dos alunos relataram não ter um rendimento tão grande quanto teriam em um período presencial comum, além de terem mencionado dificuldades na adaptação ao ensino remoto, e 40,2% citaram uma alta taxa de problemas psicológicos entre eles. Os docentes em sua maioria se sentiam seguros em lecionar on-line e também tiveram uma avaliação em geral bastante positiva do semestre remoto, tendo apenas algumas discordâncias em relação ao tempo para preparação das aulas e da criação de materiais didáticos para seus alunos. Conclusão: Os diversos fatores relacionados à tecnologia, organização e saúde mental dos estudantes e docentes devem ser levados em consideração no planejamento dos próximos semestres, pois, até que a situação de saúde volte ao normal, os próximos semestres letivos terão todos os componentes teóricos do curso de Medicina trabalhados remotamente, ao menos com a maioria na modalidade híbrida. É provável que alunos e professores desenvolvam uma curva de aprendizagem e consequente adaptação, o que pode atenuar algumas das dificuldades observadas. É preciso que o processo de adaptação seja catalisado por normas, orientações e também inovações da universidade.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Introduction: The teaching-learning process has undergone major technological changes over the decades, with a significant impact on medical courses. One of these changes has been the use of virtual learning environments (VLEs). Objective: to evaluate the quality of the remote teaching-learning process in the medical course during the COVID-19 pandemic. Method: This is a descriptive study with a quantitative and qualitative approach. Its development was divided into 4 phases: literature review, development of the assessment protocol, data collection and analysis. Data collection was through an online form and data analysis was by statistical analysis on three axes: assessment of the technological profile, assessment of the acceptance of the technology and the user experience. Result: It was found that most students (65%) and teachers (88.2%) had the infrastructure to participate in the supplementary semester. Most students reported feeling safe in using technological tools and were satisfied with the remote teaching, however, 53% of students reported underachievement in relation to their performance in an ordinary classroom period and reported difficulties in adapting to remote learning, and 40.2% reported a high rate of psychological problems. Most teachers felt secure in teaching online and had a very positive overall evaluation of the remote semester, with only a few disagreements regarding the time to prepare classes and create teaching materials for their students. Conclusion: The various factors related to technology, organization and mental health of students and teachers must be taken into account in the planning of the next semesters, because until the health situation returns to normal, the forthcoming academic semesters will provide all the theoretical components of the medical course remotely, or at least the majority provided in a hybrid modality. It is likely that students and teachers will develop a learning curve and consequent adaptation, which may alleviate some of the difficulties observed. The adaptation process needs to be catalyzed by standards, guidelines and innovations from the university.
  • Video recording and videofeedback in teaching-learning of physical examination skills Artigo Original

    Oliveira, Leonam Costa; Paz, Francisco Lucas Lima da; Medeiros, Ana Andreza Albuquerque; Conceição, Eduardo Pinto; Guimarães, Any Carolina Cardoso; Pinto, Antonione Santos Bezerra

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O ensino de habilidades de exame físico, parte integrante e obrigatória dos currículos de escolas médicas, ocorre, tradicionalmente, com uma abordagem baseada na “demonstração e prática”, e, embora existam outros modelos, não há, até o momento, nenhuma evidência de que um seja superior ao outro. Inovações nessa área são apontadas como caminho para suprir as deficiências de ensino-aprendizagem. Objetivo: Este estudo teve como objetivos descrever a incorporação da videogravação e do videofeedback no ensino-aprendizagem de habilidades de exame físico e avaliar a eficácia desses recursos. Método: Foi realizado um estudo historicamente controlado antes e depois da intervenção com alunos do primeiro ano de um curso de Medicina. O grupo de intervenção, em que se aplicaram a videogravação e o videofeedback, foi constituído de 91 alunos do semestre 2019.2, e o grupo controle contou com 72 alunos do semestre 2018.1. Ambas as turmas realizaram duas avaliações teóricas somativas (T1 e T2) e duas práticas, no formato de um exame clínico objetivo estruturado (OSCE). Na análise estatística comparativa das notas de ambas as turmas, utilizaram-se os testes não paramétricos da soma de postos de Wilcoxon-Mann-Whitney. Resultado: A mediana das notas das avaliações práticas (primeiro e segundo OSCEs) de 2019 foram maiores do que as de 2018. Constatou-se ainda que a turma de 2019 teve uma evolução positiva das suas notas práticas passando de uma mediana de 11,6 no primeiro OSCE para 13,85 no segundo OSCE, o que também ocorreu com as provas teóricas (p < 0,05). Já na turma de 2018, houve queda da mediana das notas da T1 para T2 e do primeiro OSCE para o segundo OSCE, mas sem significância estatística. Conclusão: A incorporação da videogravação e videofeedback no ensino-aprendizagem de habilidades de exame físico entre graduandos do primeiro ano do curso de Medicina, em ambientes simulados, mostrou-se efetiva na melhora do desempenho dos discentes em avaliações teóricas e práticas. Essa abordagem se mostra ainda como meio de desenvolvimento e aplicação de uma aprendizagem motora observacional, reflexiva, experiencial e da metacognição no ensino-aprendizagem de habilidades de exame físico entre estudantes de Medicina.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Physical examination skills, an integral and mandatory part of medical school curricula, are traditionally taught through an approach based on “demonstration and practice”, and although other models exist, there is, to date, no evidence that one is superior to the other. Innovations in this area are pointed out as a way to supply deficiencies in teaching and learning. Objectives: To describe the incorporation of video recording and video feedback in the teaching-learning of physical examination skills and to evaluate the effectiveness of such approach. Method: A historically controlled study was carried out before and after the intervention with students in the first year of a medical course. The intervention group, in which video recording and video feedback was applied, consisted of 91 students from semester 2019.2 and the control group had 72 students from semester 2018.1. Both classes underwent two summative theoretical (T1 and T2) and two practical assessments, in the format of an objective structured clinical examination (OSCE). In the comparative statistical analysis of the grades of both classes, the non-parametric Wilcoxon and Mann Whitney rank test was used. Results: The median of the marks of the practical evaluations (1st and 2nd OSCE) of the 2019 class were higher than those of 2018. It was also found that the class of 2019 showed a positive evolution in its practical marks, with the median score increasing from 11.6 in the 1st OSCE to 13.85 in the 2nd OSCE, which also happened with the theoretical tests (p <0.05). In the class of 2018, there was a drop in the median mark from T1 to T2 and from the 1st OSCE to the 2nd OSCE, but without statistical significance. Conclusion: The incorporation of video recording and video feedback in teaching-learning physical examination skills among first-year medical students, in simulated environments, proved to be effective in improving student performance in both theoretical and practical assessments. This approach is also shown as a means of developing and applying observational, reflective, experiential and metacognition motor learning in the teaching-learning of physical examination skills among medical students.
  • Pedagogical needs from the perspective of curriculum internship supervision in occupational therapy Artigo Original

    Barros, Adriana Reis de; Wyszomirska, Rozangela Maria de Almeida Fernandes; Lucena, Kerle Dayana Tavares de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O estágio curricular é um momento de integração dos discentes com o mundo do trabalho, etapa indispensável no processo de desenvolvimento e aprendizado de competências específicas da atividade profissional, de acordo com os princípios e as diretrizes do Sistema Único de Saúde. Objetivo: Este estudo teve como objetivo compreender as necessidades pedagógicas dos supervisores do estágio supervisionado do curso de Terapia Ocupacional e as características desejáveis em um supervisor de estágio, a partir da visão dos discentes. Método: Trata-se de um estudo transversal e exploratório de natureza qualitativa, com uso de análise temática de conteúdo, compreendida em três etapas: pré-análise, exploração de material e tratamento dos resultados. Participaram do estudo 24 supervisores de estágio e 15 discentes do curso de Terapia Ocupacional que preencheram dois formulários semiestruturados on-line: um para os supervisores e outro para os alunos. Resultado: Para os supervisores, a presença do aluno no serviço contribui para as trocas no cotidiano do trabalho e instiga o preceptor a buscar mais conhecimento, porém esperam maior reconhecimento da atuação do supervisor e consideram importante um fluxo contínuo para a formação em docência dos profissionais do serviço, em especial sobre avaliação de desempenho e práticas inovadoras. Por sua vez, os discentes têm a expectativa de encontrar supervisores que apresentem, de forma segura, contribuições significativas para a aprendizagem por meio da experiência profissional. Conclusão: Este estudo possibilitou compreender as necessidades pedagógicas da supervisão de estágio, a relevância da formação para docência nos serviços e a importância do acolhimento e acompanhamento dos discentes com orientações ao longo do processo de aprendizado. A partir desses pressupostos, foi desenvolvido um desenho de curso para capacitação pedagógica na modalidade a distância para supervisores de estágio.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Curricular internship supervised by professors and professionals from services linked to the Unified Health System. Objective: To understand the pedagogical needs of internship supervisors in the occupational therapy course and the desirable characteristics of an internship supervisor, from the student perspective. Method: Cross-sectional and exploratory study of a qualitative nature, using thematic content analysis, comprising three stages: pre-analysis, exploration of material with treatment of results. Twenty-four internship supervisors and fifteen students from the occupational therapy course participated in the study, using two online semi-structured forms, one for supervisors and one for students. Results and Discussion: For the supervisors, the presence of the student in the service contributes to exchanges in the daily work, and instigates the preceptor to seek more knowledge, but they expect greater recognition of the supervisor’s performance and considered it important to have a continuous flow for training in teaching service professionals, in particular on performance evaluation and innovative practices. Students expect to find supervisors who make significant contributions to their learning in a safe way, through professional experience. Conclusion: The study revealed the pedagogical needs of internship supervision, the importance of training for teaching in services, and the importance of welcoming and monitoring students with guidance throughout the learning process. Based on these assumptions, a course design was developed for remote pedagogical training for internship supervisors
  • Generalist training and the professional practice option according to the student’s perception Original Article

    Silva, Angélica Pedreira da; Azevedo, Lorena Moreira Fagundes de; Cruz, Camila Antunes Ribeiro; Santos, Eligleide Assis dos; Bezerra, Walesca Fernanda Gomes; Wahrhaftig, Katia de Macedo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Desde que foram implantadas as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Medicina com ênfase à formação de profissionais com perfil generalista desconhece-se os fatores que podem contribuir com o interesse pelo exercício profissional. Metodologia: Estudo transversal descritivo e analítico de caráter qualitativo explanatório com 523 acadêmicos dos diversos cursos de medicina da cidade de Salvador-Bahia, que responderam um questionário online após assinatura do TCLE. A amostra foi categorizada em interesse na Especialização Imediata (EI) e entre aqueles que pretendem Atuar como Generalistas (AG). A idade e o período do curso também foram categorizados em grupos. Resultados: A idade da amostra era de 18 a 25 anos em 83,7% (n=438), sendo 72,5% (n=380) do sexo feminino, cursando do 4º ao 9º semestre em 69% (n=363). O grupo Especialização Imediata representou 27,2% (IC95%: 35%-73%) e o grupo que pretende Atuar como Generalista, 72,8% (IC95%: 68%-76%). A formação generalista não influenciou a opção pelo exercício profissional com RR=0,81 (IC95%: 0,55-1,20) p=0,308. Os fatores associados a AG foram: pertencer a instituição pública (p=0,041) acreditar na capacidade de resolubilidade do generalista e nas diretrizes do SUS (p<0,001), o desejo de contribuir com a sociedade (p=0,005) e a credibilidade da sociedade (p=0,044). Conclusão: Os estudantes percebem que a grade curricular contempla a formação generalista, no entanto não influenciou o interesse pelo exercício profissional. O desejo de atuar como generalista está presente em um número expressivo entre eles, movido pelo altruísmo e o desejo de contribuir com a sociedade, respaldados pelas leis orgânicas que fundamentam as Diretrizes do SUS, ao mesmo tempo em que não se sentir valorizado e ter sua credibilidade questionada pela sociedade, estimulam ao exercício profissional apenas de modo temporário.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Since the National Curricular Guidelines for the Medicine course were implemented, with emphasis on the training of professionals with a generalist profile, the factors that may contribute to the interest in professional practice are unknown. Objective: This study aimed to analyze the perception of medical students regarding their generalist training and the factors that influence the desire for professional practice. Methodology: Descriptive and analytical cross-sectional study of qualitative and explanatory character with 523 students from different medical courses in the city of Salvador-Bahia, who answered an online survey after signing the informed consent form. The sample was categorized into interest in Immediate Specialization (IS) and among those who intend to Act as a Generalist (AG). The age and period of the course were also categorized into groups. Results: The age of the sample was 18 to 25 years in 83.7% (n = 438), with 72.5% (n = 380) being female, attending 69% of the 4º to 9º semesters (n = 363). The Immediate Specialization group represented 27.2% (95% CI: 35% -73%) and the group that intends to Act as a Generalist, 72.8% (95% CI: 68% -76%). General training did not influence the option for professional practice with RR = 0.81 (95% CI: 0.55-1.20) p = 0.308. The factors associated with AG were believing in the generalist’s resolution capacity and SUS guidelines (p <0.001), the desire to contribute to society (p = 0.005) and society’s credibility (p = 0.044). Conclusion: Students perceive that the curriculum includes general training, however it did not influence the interest in professional practice. The desire to act as a generalist is present in a significant number among them, driven by altruism and the desire to contribute to society, supported by the organic laws that underlie the SUS Guidelines, while not feeling valued and having its credibility, questioned by society, only stimulates professional practice on a temporary basis.
  • Association between the qualification in Family and Community Medicine and the community orientation of the Family Health Strategy Artigo Original

    Corrêa, Rodolfo Dias; Leite, Isabel Cristina Gonçalves

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: A orientação comunitária apresenta, em estudos de avaliação dos atributos da atenção primária à saúde, baixa performance entre os usuários. Questiona-se, em especial, se a qualificação profissional em Medicina de Família e Comunidade (MFC) contribui para a otimização desse desempenho. Objetivo: Este estudo teve como objetivo verificar a associação entre qualificação profissional em MFC e o grau de orientação comunitária na perspectiva dos profissionais médicos atuantes na Estratégia Saúde da Família de Belo Horizonte. Método: Trata-se de estudo censitário que reuniu médicos de todas as regionais de Belo Horizonte. Variáveis sociodemográficas relativas à formação acadêmica e à situação ocupacional foram obtidas por meio de questionário. Utilizou-se o instrumento PCATool-Brasil para medir o desempenho do atributo. Resultado: A comparação entre desempenho do escore orientação comunitária e variáveis independentes foi feita pelo teste qui-quadrado, com correção de Fischer. O escore médio foi de 7,9 (DP ±1,2). Nenhuma variável independente foi associada com a orientação comunitária satisfatória. Houve correlação entre tempo de conclusão da residência médica em MFC e alto escore para orientação comunitária. Conclusão: A qualificação em MFC não determina, por si só, um alto grau de orientação comunitária. O maior tempo de formação em MFC na modalidade residência médica correlacionou-se com maior desempenho desse atributo derivado.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: In studies evaluating the attributes of Primary Health Care, Community Orientation has shown weak performance among users. In particular, questions remain over whether professional qualification in Family Practice (FP) helps optimize this performance. Purpose: verify the association between professional qualification in FP and the degree of Community Orientation from the perspective of medical professionals working in the Family Health Strategy of Belo Horizonte. Methods: This census study was applied to doctors in Belo Horizonte. Sociodemographic variables related to academic training and occupational status were obtained through a questionnaire. The PCATool-Brasil was used to measure the performance of this attribute. Result: The comparison between the performance of the Community Orientation score and independent variables was made using the chi-square test, with Fischer correction. The average score was 7.9 (SD ± 1.2). No independent variable was associated with a satisfactory level of Community Orientation. There was a correlation between time of completion of medical residency in FP and a high Community Orientation score. Conclusion: Qualification in FP does not itself determine a high degree of Community Orientation. Longer training in FP medical residency was correlated to better performance of this derived attribute.
  • Implementation of mentoring in a medical school - mentors and students’ perceptions Original Article

    Silva, Ester Franco de Souza Freitas; Miyasaki, Maria Cristina de Oliveira Santos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Mentoria, em escolas médicas, tem a importante função de apoiar e complementar a formação do aluno por meio da sua relação com um professor, que fomenta o desenvolvimento global do estudante. Objetivo: Este estudo teve como objetivos avaliar pontos fortes e fragilidades da mentoria de um curso de Medicina de uma instituição privada sob a perspectiva de mentores e mentorados, e identificar, entre os discentes que não fizeram parte do programa, o motivo da ausência, o conhecimento sobre o conceito de mentoria e o desejo de participar no futuro. Método: Trata-se de estudo transversal, descritivo, com abordagem qualitativa. Participaram do estudo mentores, mentorados e alunos que não participavam do programa. Todos os participantes responderam a um questionário semiestruturado, cujas repostas foram analisadas na abordagem qualitativa. Resultados: As respostas foram divididas em duas amplas categorias: pontos fortes – vínculo, exposição de sentimentos/autorrevelação, mentoria como via de mão dupla e espaço de integração – e fragilidades – dificuldades de organização, de horários, de conduzir a dinâmica de grupos e os temas abordados, e de integração entre membros do grupo. Os estudantes que não fizeram parte da mentoria atribuíram a ausência à falta de tempo e relataram que desejam participar no futuro. Conclusão: Os relatos revelaram pontos fortes e fragilidades da mentoria para mentores e mentorados, bem como aspectos a serem aprimorados. Estudos prospectivos de programas de mentoria são necessários para identificar os aspectos que promovem o desenvolvimento dos participantes e reduzem seu sofrimento, bem como o seu impacto sobre a formação médica.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: In medical education, mentoring has the important function of supporting and complementing student’s education through their relationship with a teacher, which fosters student’s global development. Objective: to assess the strengths and weaknesses of a mentoring program in a private school from the perspective of mentors and mentees; to identify, among students who did not participate in mentoring, the reason for not participating, knowledge about the concept of mentoring and the desire to participate in the future. Method: Cross-sectional, descriptive study with a qualitative approach. The study participants included mentors, mentees and students who did not participate in the mentoring program. All participants answered a semi-structured questionnaire and the answers were submitted to a qualitative approach analysis. Results: The answers were divided into two broad categories: strengths - bonding, exposing feelings/self-disclosure, mentoring as a two-way street, space for integration - and weaknesses - organization and scheduling difficulties, conducting group dynamics and addressed topics, of integration between group members. The students who did not participate in mentoring attributed their non-participation to lack of time and reported they wanted to participate in the future. Conclusion: the reports showed strengths and weaknesses of mentoring for mentors and mentees, as well as aspects to be improved. Prospective studies of mentoring programs are needed to identify aspects that promote the development of participants and reduce their suffering, as well as their impact on medical education.
  • Evaluation of the risk behavior of Medical students at a university in Alagoas Artigo Original

    Pires, Aline Maria Fatel da Silva; Gusmão, Waléria Dantas Pereira; Pureza, Isabele Rejane de Oliveira Maranhão; Gomes, Maria Helena Leitão; Custódio, Rafaella Maria Bezerra Pinheiro; Oliveira, José João Felipe Costa de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Os comportamentos de risco à saúde surgem regularmente nas fases iniciais da vida de uma pessoa e representam um grande catalisador para o desenvolvimento de outras doenças. Nesse sentido, diversos grupos sociais vivenciam diferentes contextos, valores, ambientes e condições de vida que condicionam o estabelecimento de certos comportamentos que podem ser prejudiciais a eles. Objetivo: Este estudo teve como finalidade avaliar o comportamento de risco de graduandos de Medicina de uma universidade de Alagoas. Método: Para tal, aplicou-se o Questionário de Comportamentos de Risco nos Estudantes Universitários (QREU) que consiste em 24 questões que avaliam seis categorias de comportamentos, a saber: uso de tabaco; consumo de álcool e outras drogas; comportamentos sexuais de risco; hábitos alimentares; inatividade física; e direção perigosa. As respostas foram categorizadas e apresentadas como frequências relativas e absolutas; processaram-se e analisaram-se os dados no software SPSS. Resultado: Dos acadêmicos de Medicina matriculados durante o período de coleta, 134 (44,66%) responderam ao questionário. Observou-se diferença estatística entre “tabagismo diário” (p = 0,01), “tranquilizantes sem consentimento médico” (p = 0,03) e “uso de preservativos” (p = 0,01) na análise univariável dos anos de curso. Já em relação ao agrupamento das variáveis sociodemográficas, observou-se diferença estatística em “uso de preservativos” (p = 0,02). Conclusão: Os resultados obtidos com relação ao comportamento de risco no grupo estudado apontam uma alerta de conscientização sobre o uso de métodos preventivos de investigação e a realização de futuros trabalhos que envolvam transformações no comportamento de risco dos jovens brasileiros.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Health risk behaviors often begin in the early stages of a person’s life, and represent a major catalyst for the development of other diseases. In this regard, different social groups experience several contexts, values, environments and living conditions, which lead to the establishment of certain behaviors that can be harmful to themselves. Objective: This study aimed to evaluate the risk behavior of medical students at a university in Alagoas. Methods: The aim of this study was to evaluate the risk behavior of medical students at a university in Alagoas. To this end, the Questionnaire on Risk Behavior in University Students (QREU) was applied. It consisted of twenty-four questions, which assess six categories of behavior, namely: use of tobacco; consumption of alcohol and other drugs; risky sexual behaviors; eating habits; physical inactivity; and dangerous driving. The responses were categorized, presented as relative and absolute frequencies; the data were processed and analyzed using the SPSS software. Results: Of the medical students enrolled during the data collection period, 134 (44.66%) responded to the questionnaires. There was a statistical difference between “daily smoking” (p=0.01), “tranquilizers without medical consent” (p=0.03) and “use of condoms” (p=0.01), in the univariate analysis of the years of course. Regarding the grouping of sociodemographic variables, there was a statistical difference in “condom use” (p=0.02). Conclusion: Therefore, the minor observations verified in relation to the risk behavior in the studied group, indicate a warning to raise the awareness about the use of preventive investigation methods and the execution of future works involving changes in the risk behavior of Brazilian youngsters.
  • Espiritualidade e qualidade de vida em médicos que convivem com a finitude da vida Original Article

    Plauto, Monique Sá e Benevides de Carvalho; Cavalcanti, Catarina Calábria Figueirêdo; Jordán, Arturo de Pádua Walfrido; Barbosa, Leopoldo Nelson Fernandes

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Na área médica, ainda existem lacunas no que tange à concepção de morte e à finitude da vida, muitas vezes entendida como falha da medicina e não como parte integrante da existência. Nesse contexto, a visão da morte como um erro, um insucesso de um tratamento, gera ansiedade e cobrança por parte dos próprios médicos, podendo afetar sua saúde física, mental e espiritual. Objetivo: Este estudo teve como objetivo analisar a relação entre espiritualidade, práticas religiosas e qualidade de vida de profissionais médicos da área de oncologia e cuidados paliativos que convivem diariamente com a finitude da vida em hospital de referência do Nordeste brasileiro. Método: Trata-se de um estudo transversal, analítico e quantitativo com amostra intencional e por conveniência. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário sociodemográfico, e adotaram-se os seguintes instrumentos: World Health Organization Quality of Life-bref (WHOQOL-bref), Escala de Coping (Enfrentamento) Religioso-Espiritual Abreviada (CRE-Breve) e Spirituality Self Rating Scale (SSRS). A análise dos dados utilizou o Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) 13.0 para Windows. O estudo foi aprovado pelo CEP do IMIP sob o Parecer nº 2.890.118. Resultado: Participaram do estudo 20 médicos oncologistas e paliativistas: a maioria sendo mulheres (55%), brancos (60%), católicos (80%) e casados (70%). A SSRS identificou um escore médio de 21,75. Na Escala CRE-Breve, o aspecto positivo ficou com pontuação de 2,64, o aspecto negativo em 1,47 e o aspecto total com 2,04. Houve associação positiva significativa entre os resultados da SSRS e CRE (p = 0,0). Quando se associou a WHOQOL-bref com a CRE-Breve, foi obtida relação direta com significância estatística do domínio psicológico com CRE total (p-valor: 0,01) e com o CRE negativo (p-valor: 0,03). Conclusão: O estudo apontou uma relação entre a espiritualidade e a qualidade de vida, assim como aspectos positivos da fé para o enfrentamento do estresse cotidiano, corroborando com a discussão da importância de incluir a espiritualidade como fator protetor na saúde.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: In the medical field there are still gaps regarding the concept of death and the finitude of life, very often understood as a failure of Medicine and not as an integral part of existence. In this context, the view of death as an error, the failure of a treatment, generates anxiety and demands by doctors themselves, which can affect their physical, mental and spiritual health. Objective: To analyze the relationship between spirituality, religious practices, and quality of life of medical professionals in the field of oncology and palliative care who deal with the finitude of life on a daily basis in a reference hospital in northeastern Brazil. Method: Cross-sectional, analytical and quantitative study with an intentional and convenience sample. Questionnaires were applied to describe the sociodemographic profile, quality of life (WHOQOL - bref) and spirituality using the Brief Religious/Spiritual Coping Scale (Brief RCOPE) and the Spirituality Self Rating Scale (SSRS). Data analysis used the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), version 13.0 for Windows. The study was approved by the REC of IMIP under Opinion 2,890,118. Result: Twenty oncologists and palliative care physicians participated in the study; most were women (55%), of white ethnicity (60%), Catholic (80%) and married (70%). The SSRS scale identified an average score of 21.75. In the Brief RCOPE, the positive aspect scored 2.64, the negative aspect 1.47, and the total aspect 2.04. There was a significant positive association between the SSRS and RCOP results (p=0.0). When associating WHOQOL - bref with Brief RCOPE, a direct relationship with statistical significance of the psychological domain was obtained with total RCOP (p-value: 0.01) and with negative RCOP (p-value: 0.03). Conclusion: The study showed a relationship between spirituality and quality of life, as well as positive aspects of faith for coping with everyday stress, corroborating the discussion of the importance of including spirituality as a protective factor in health.
  • PrevTev: construction and validation of a mobile application for guidelines on venous thromboembolism Artigo Original

    Toledo, Thaís Ramos de Oliveira; Peres, Ângela Lima; Barros, Pedro Edson Lima; Russo, Rafaela Costa; Carvalho, Lúcyo Wagner Torres de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Como o tromboembolismo venoso (TEV) é uma das principais causas de mortes evitáveis em pacientes hospitalizados, é importante a criação de medidas para sua prevenção e seu tratamento. Porém, para a profilaxia de qualidade, a educação e o envolvimento dos pacientes são necessários, e uma das ferramentas para facilitar as atividades educativas em saúde são as tecnologias educacionais. Objetivo: Este estudo teve como objetivos construir e validar um aplicativo móvel sobre orientações para prevenção de TEV em pacientes hospitalizados durante a internação e após a alta hospitalar. Método: Trata-se de um estudo metodológico composto por duas fases (construção e validação), divididas em nove etapas. A fase de validação foi realizada com 11 juízes especialistas e 30 representantes do público-alvo. Utilizaram-se quatro instrumentos de coletas de dados: Suitability Assessment of Materials (SAM), Instrumento de Validação de Conteúdo Educativo em Saúde (IVCES), Instrumento de Avaliação para o Público-alvo e System Usability Scale (SUS), todos interpretados mediante avaliação específica. Resultado: Entre os juízes especialistas, a média da pontuação do SAM foi 89,4%, e a do IVCES, 93,8%. Em relação à opinião do público-alvo, a média de concordância no primeiro instrumento de coleta de dados foi 95%, e a do SUS, 79,5 pontos. Conclusão: O aplicativo móvel foi considerado válido mediante a metodologia aplicada por juízes especialistas e público-alvo.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Venous thromboembolism (TEV) is one of the main causes of preventable deaths in hospitalized patients. Therefore, it is important to create methods for its prevention and treatment. However, for quality prophylaxis, it is necessary to educate and involve patients, and one of the tools to facilitate educational activities in health is educational technologies. Objective: To build and validate a mobile application on guidelines for preventing TEV in hospitalized patients during hospitalization and after discharge from hospital. Methods: Methodological study consisting of two phases (construction and validation), divided into nine steps. The validation phase was carried out with 11 expert judges and 30 representatives of the target audience. Four data collection instruments were used: Suitability Assessment of Materials (SAM), Health Educational Content Validation Instrument (IVCES), Target Audience Assessment Instrument and System Usability Scale (SUS), all interpreted by specific evaluation. Results: Among the expert judges, the average score for the SAM was 89.4% and for the IVCES, 93.8%. In relation to the opinion of the target audience, the average agreement score in the first data collection instrument was 95% and for the SUS, 79.5 points. Conclusion: The mobile application was considered valid according to the methodology applied by the expert judges and target audience.
  • Senses and meanings of medical professionalism for gynecology and obstetrics residents Original Article

    Feitosa, Elaine Saraiva; Catrib, Ana Maria Fontenelle; Brilhante, Aline Veras Morais; Carneiro, Mariana Aroucha; Brasil, Christina César Praça; Peixoto, Raquel Autran Coelho

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Profissionalismo é condição essencial para a atuação do médico. A especialidade de ginecologia e obstetrícia (GO) tem sido marcada por uma demanda crescente de processos disciplinares. Diante dessa realidade, o Colégio Americano de Ginecologia e Obstetrícia (ACOG) recomendou registrar comportamentos destrutivos ou hostis que afetem a segurança do paciente e a qualidade do cuidado, remediá-los e educar o corpo clínico de instituições sobre isso. Apesar da importância do profissionalismo para a formação dos futuros profissionais, a ausência de consenso sobre a definição e os modos de mensuração desse aspecto dificulta a implementação de ações direcionadas voltadas a esse fim. Objetivo: Este estudo teve como objetivo conhecer os sentidos e significados atribuídos pelos residentes de GO ao profissionalismo médico. Método: Realizou-se estudo exploratório, qualitativo, por meio de grupos focais, com 21 residentes de GO de Fortaleza, no Ceará, no Brasil. A análise de conteúdo na modalidade temática respaldou a análise dos dados, e a interpretação amparou-se no interacionismo simbólico. Resultado: Os sentidos e significados atribuídos pelos residentes ao profissionalismo expressaram-se em quatro temáticas: conjunto de condutas em benefício do paciente; relação médico-paciente e com a equipe de trabalho; conjunto de atributos profissionais; e exercício moral e ético da profissão. Conclusão: O profissionalismo é entendido como um conjunto de características que incluem a formação integral do médico, a partir de competências, conhecimentos científicos, valores, habilidades técnicas e raciocínio clínico, possibilitando o exercício da medicina com respeito, moral e ética.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Professionalism is an essential condition for the doctor’s performance. The specialty of Gynecology and Obstetrics (GO) has been marked by a growing demand for disciplinary proceedings. Faced with this reality, the American College of Gynecology and Obstetrics (ACOG) recommended recording destructive or hostile behaviors that affect patient safety and the quality of care, remediate them and educate the clinical staff of institutions about it. Despite its importance for the training of future professionals, the lack of consensus about its definition and measurement methods make it difficult to implement targeted actions aimed at this purpose. Objective: This study´s objective was to know the senses and meanings attributed by Gynecology and Obstetrics (GO) residents to medical professionalism. Method: An exploratory, qualitative study was carried out through focal groups with 21 GO residents from Fortaleza, Ceará, Brazil. The analysis of content in the thematic modality supported the data analysis and the interpretation was supported by Symbolic Interactionism. Results: The senses and meanings attributed to professionalism by the residents were expressed in four topics: set of conducts for the benefit of the patient; doctor-patient relationship and relationship with the work team; set of professional attributes; and moral and ethical exercise of the profession. Conclusion: Professionalism is understood as a set of characteristics that include the comprehensive training of the physician, based on skills, scientific knowledge, values, technical skills, clinical reasoning, enabling the exercise of Medicine with respect, morals and ethics.
  • The meaning attributed by tutors to experiences involving human rights in the academic environment Original Article

    Oliveira, Jamilly Nazário Souza de; Fernandes, Alicia Pereira Banja; Lima, Hugo Vinícius Carvalho de Abreu e; Falbo, Ana Rodrigues; Caminha, Maria de Fátima Costa

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Os direitos humanos (DH) são inerentes à condição humana, considerando todos os aspectos da vida: o direito à vida, à educação, à liberdade, à religião, à segurança e ao trabalho. Dessa forma, é importante incentivar a cultura dos DH nas instituições de ensino, na intenção de qualificar as dinâmicas interpessoais e o ambiente educacional. O desenvolvimento docente nesse aspecto torna-se fundamental. Objetivo: Este estudo teve como objetivo compreender os significados atribuídos pelos tutores às vivências envolvendo DH no ambiente acadêmico como primeiro passo para instituir o desenvolvimento docente nessa área. Método: Trata-se de um estudo qualitativo, realizado entre dezembro de 2019 e setembro de 2020, que envolveu tutores de uma faculdade do Nordeste do Brasil cuja metodologia de ensino é a Aprendizagem Baseada em Problemas. A coleta se deu por meio de grupos focais com seleção intencional. O roteiro para a discussão foi baseado no Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos, no Caderno de Educação em Direitos Humanos, na Declaração de Direitos Humanos e em artigos referentes ao tema. Utilizou-se a análise de conteúdo de Bardin. O projeto recebeu parecer favorável do Comitê de Ética em Pesquisa: CAAE nº 22696919.3.0000.5569. Resultado: As categorias analíticas estudadas foram: gênero e sexualidade, comunicação e liberdade de expressão, minorias sociais e estigmatização e autoestima do estudante. Durante o processo de reinterpretação das falas, identificaram-se as seguintes subcategorias empíricas: capacitismo, gordofobia, saúde mental, psicofobia e conflitos interpessoais. Os docentes revelaram conflitos envolvendo DH, a exemplo das seguintes situações: opressão de gênero; homofobia por parte de docentes e estudantes; falta de representatividade racial na faculdade; gordofobia no ambiente acadêmico; queda de rendimento de estudantes por problemas de saúde mental. Expressaram insegurança em intervir e dar feedback em tais situações, bem como certo desconhecimento relacionado aos DH. Conclusão: Os docentes relataram episódios que demonstram práticas de violação aos DH no ambiente acadêmico e se mostraram inseguros para intervir nessas situações, sobretudo quando geravam conflito entre os estudantes.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Human Rights are inherent to the human condition, considering all aspects of life: the right to life, to an education, to freedom, to religion, to security and to work. Given that, it is important to nurture a Human Rights culture in educational institutions, aiming at improving inter-personal dynamics and the educational environment. The tutors’ development, in this aspect, becomes fundamental. Objective: To understand the meanings attributed by tutors to their experiences involving Human Rights situations in the academic environment as the first step to implement teacher development in this area. Methods: qualitative study involving tutors from a college located in northeastern Brazil, which employs the Problem-Based Learning methodology, between December of 2019 and September of 2020. The collection was performed through focal groups with intentional selection. The script for the discussion was based in the National Plan for Human Rights Education, The Human Rights Education Manual, The Universal Human Rights Declaration and articles related to the discussion topic. Bardin content analysis was used. The project was approved by the Ethics Committee under CAAE number 22696919.3.0000.5569. Results: The studied analytic categories were: gender and sexuality, communication and freedom of speech, social minorities and student self-esteem and stigmatization. During the process of reinterpreting the collected content, the following empirical subcategories were identified: ableism, fatphobia, psychophobia and interpersonal conflicts. The tutors revealed having experienced conflicts involving Human Rights, as follows: gender oppression; homophobia by students and teachers; lack of racial representativeness among the college student population; fatphobia in the academic environment; decrease in student’s performance due to mental health issues. The participant tutors also expressed insecurity when it came to intervening and giving feedback in such situations, as well as some lack of knowledge about Human Rights. Conclusion: The tutors reported episodes that demonstrated Human Rights violation practices in the academic environment and showed to be insecure about intervening in such situations, especially when these situations led to conflict between the students.
  • Assistive technologies for visual and hearing impairments offered to medical students in Brazil Original Article

    Nascimento, Maria Isabel do; Torres, Rhian Costa; Ribeiro, Klynsman Grisotto Faria

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: As tecnologias assistivas (TA) são produtos, equipamentos, dispositivos, recursos, metodologias e estratégias que podem ser usados na educação para promover o aprendizado com autonomia e o sucesso acadêmico de estudantes que têm algum tipo de deficiência. Objetivo: O objetivo foi analisar as TA disponibilizadas nos cursos de medicina no Brasil para apoiar os estudantes com diminuição de audição e/ou visão. Métodos: Este é um estudo descritivo que usou dados de cursos de graduação em medicina que participaram do Censo do Ensino Superior coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em 2018. As TA para estudantes com deficiência auditiva e/ou visual que eram disponibilizadas nos cursos de medicina foram avaliadas considerando as características da instituição, como a categoria administrativa (pública versus privada), a localização (capital versus interior) e o ano de abertura do curso (a partir do ano 2000 versus antes do ano 2000). Resultados: Em 2018, havia 323 cursos de medicina funcionando no Brasil. A maioria deles (90%) confirmou a oferta de pelo menos um tipo de TA. A disciplina de Língua Brasileira de Sinais foi a TA mais frequentemente ofertada (80%), e o material tátil foi a TA menos ofertada (32%). Houve maior completude de oferta de TA para estudantes de medicina nos cursos de administração privada quando se compararam aos públicos. A localização e o ano de abertura do curso não influenciaram a oferta de TA no Brasil. Os cursos apresentaram melhor completude de TA para apoiar estudantes com deficiência auditiva do que com deficiência visual. Conclusão: A maioria dos cursos de medicina oferta TA para os estudantes com deficiência visual e/ou auditiva, mas de modo incompleto. Apesar de a localização do curso e o tempo em que ele está em funcionamento não terem influenciado a oferta, o estudo revelou desigualdades. Estudantes de medicina com deficiência visual e/ou auditiva encontram TA sobretudo nos cursos de administração privada, adicionando mais barreiras às suas possibilidades financeiras, que já são suficientemente comprometidas pelo fato de terem que suprir as necessidades essenciais comuns às pessoas vivendo com deficiência.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Assistive technologies (AT) are products, equipment, devices, resources, methodologies and strategies that can be used in education to promote autonomous learning and academic success for students who have some type of disability. Objective: The objective was to analyze the AT available in medical courses in Brazil to support medical students with hearing and/or visual impairment. Methods: This is a descriptive study that used data from undergraduate medical courses participating in the Higher Education Census coordinated by Anísio Teixeira National Institute of Educational Studies and Research (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, INEP), in 2018. AT for students with hearing and/or visual impairment that were available in medical courses were evaluated considering the characteristics of the institution, such as the type of administration (public versus private), location (capital versus interior) and the year the course started (from the year 2000 versus before year 2000). Results: In 2018, there were 323 active medical courses in Brazil. Most of them (90%) confirmed the offer of at least one type of AT. The discipline of Brazilian Sign Language (LIBRAS, Linguagem Brasileira de Sinais) was the most frequently offered AT (80%) and tactile material was the least offered AT (32%). There was greater comprehensiveness of AT supply for medical students in courses with a private administration, compared to the public ones. The location and the year the course started did not influence the provision of AT in Brazil. The courses showed better AT comprehensiveness to support students with hearing impairment than those with visual impairment. Conclusion: Most medical courses supply AT for people with visual and/or hearing impairments who are medical students, but incompletely. Although the location of the course and the length of time that the course has been active did not influence AT provision, the study revealed inequalities. Medical students with visual and/or hearing impairments have access to assistive technologies especially in courses with private administration, adding more barriers to their financial possibilities, which are already sufficiently affected by the fact that they have to meet the essential needs common to people living with disabilities.
  • World experiences in preceptorship in medical undergraduate education: an integrative review Review Article

    Nordi, Aline Barreto de Almeida; Kishi, Renata Giannecchini Bongiovanni; Carvalho, Beatriz Barea; Evangelista, Danilo Nogueira; Gaion, João Pedro de Barros Fernandes; Saggin, Julia; Maida, Letícia Bassani; Silva, Majorie Valéria Lopes da

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O preceptor, como médico que facilita o processo ensino-aprendizagem nos cenários de prática, é essencial para o ensino em serviço na graduação em Medicina. A importância desses profissionais na formação de novos médicos expõe a necessidade de compreender a atividade de preceptoria na perspectiva da educação médica. Objetivo: Este estudo teve como objetivo verificar, na literatura científica, as experiências mundiais em preceptoria na graduação em Medicina. Método: Trata-se de revisão integrativa da literatura a partir de descritores padronizados nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) e Scientific Electronic Library Online (SciELO), entre 2009 e 2019. A análise dos artigos foi realizada por meio da técnica de categoria temática. Resultado: A busca nas bases de dados resultou em 274 estudos, dos quais 23 foram analisados e discutidos na íntegra. O detalhamento das experiências mundiais em preceptoria foi sistematizado em duas categorias: aspectos intrínsecos e extrínsecos para o exercício da preceptoria e estratégias educacionais utilizadas pelo preceptor. Conclusão: A análise dos artigos indica a importância da atuação dos estudantes em conjunto com os preceptores para aquisição de competências profissionais. Um fator crítico para o sucesso do acompanhamento de estudantes na prática profissional é a capacidade do preceptor em assumir o papel de educador, de modo a enxergar o estudante na sua singularidade e no desenvolvimento integral. Dessa forma, fica mais evidente a relevância da qualificação dos preceptores.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: The preceptor, as the physician who facilitates the teaching-learning process in practice settings, is essential for in service-training in the undergraduate medical school. The importance of these professionals in the training of new physicians highlights the need to understand the preceptorship activity from a medical education perspective. Objective: To verify, in the scientific literature, global experiences in preceptorship in the undergraduate medical school. Method: Integrative literature review using standardized descriptors in the following databases: LILACS - Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences, MEDLINE - Online System for Analysis and Recovery of Medical Literature and SciELO - Scientific Electronic Library Online, between 2009 to 2019. Analysis of the articles was carried out using the thematic category technique. Results: The search in the databases resulted in 274 studies, of which 23 were analyzed and discussed in full. Detailing of the global experiences in preceptorship was systematized into two categories: intrinsic and extrinsic aspects for the exercise of preceptorship and educational strategies used by the preceptor. Conclusions: The analysis of the articles indicates the importance of the students’ actions together with preceptors for the acquisition of professional skills. A critical factor for the success of monitoring students in professional practice is the preceptor’s ability to assume the role of educator, in order to see the students in their uniqueness and in their integral development. Therefore, the significance of the preceptors’ qualifications becomes more evident.
  • Assessment of graduates in the health area: a review Revisão

    Desiderio, Tamiris Mariani Pereira; Ferreira, Ana Silvia Sartori Barraviera Seabra

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Este trabalho apresenta uma revisão da literatura sobre as experiências de avaliação de egressos de cursos de graduação da área da saúde no Brasil, com o desenvolvimento de processos a partir do protagonismo do egresso e de sua importante atuação na verificação da qualidade do ensino superior. Objetivo: Este estudo teve como objetivo conhecer experiências de avaliação de egressos de cursos de graduação da área saúde no Brasil, de modo a identificar processos e o protagonismo do egresso na verificação da qualidade do ensino superior com foco nos cursos de Medicina e Enfermagem. Método: Foi realizada uma metassíntese, uma modalidade da revisão de literatura, com a finalidade de analisar qualitativamente estudos que tratam da temática da avaliação de egressos do ensino superior. A busca de produções científicas sobre o tema teve como ponto de partida a seguinte questão “Como são avaliados os egressos de ensino superior da área médica no Brasil?”. Optou-se por realizar uma busca nas principais bases de dados da área da saúde: PubMed, Web of Science, LILACS, IBECS e SciELO. Obteve-se um total de 245 trabalhos. Adotaram-se os seguintes critérios de inclusão: 1. trabalho com desenvolvimento de questionário de avaliação de egressos; 2. trabalho com avaliação de egressos; 3. trabalho com participação de egressos; 4. trabalho com indicadores de qualidade na educação superior; 5. desenvolvimento de metodologias de avaliação da educação superior. Selecionaram-se 13 artigos. Cabe ressaltar que para ser incluído no estudo o trabalho deveria se enquadrar em no mínimo três critérios. Resultado: As evidências permitem concluir que o egresso participa do processo de avaliação de forma singular, pois o protagonismo dele fica nítido nos estudos analisados, seja como entrevistado ou sujeito que responde ao questionário desenvolvido com métricas científicas. Conclusão: A avaliação de egressos é uma importante ferramenta estratégica utilizada pela gestão de instituições de ensino, podendo ser considerada uma política pública de significativo impacto. As evidências ratificam a necessidade de incorporação de egressos também como protagonista nos processos de autoavaliação institucional.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: This work presents a literature review on the experiences of evaluating graduates from undergraduate health sciences courses in Brazil with the development of processes centered on the graduate and his/her important role in verifying the quality of higher education. Objective: To understand the experiences of evaluating graduates from undergraduate health sciences courses in Brazil, identifying processes and the protagonism of the graduate in verifying the quality of higher education with a focus on medical and nursing courses. Methodology: A meta-synthesis, a type of literature review, was conducted with the purpose of qualitatively analyzing studies that address the theme of the evaluation of higher education graduates. The search for scientific productions on the subject had as its starting point the following question “How are higher education graduates in the medical field evaluated in Brazil?” We opted to perform a search in the main health databases PubMed, Web of Science, Lilacs, IBECS and SciELO. A total of 245 studies were found. The following inclusion criteria were then applied: 1- Work involving the development of a questionnaire for evaluating graduates; 2- Work involving the evaluation of graduates; 3- Work involving the participation of graduates; 4- Work involving quality indicators in higher education; 5- Development of methodologies for the evaluation of higher education. Following the application of these criteria, 13 articles were selected. It should be noted that in order to be included in the study, the work had to meet at least three criteria. Results: The evidence allows us to conclude that the graduate participates in the evaluation process in a unique way, his role is clear in the studies analyzed, whether he is active as an interviewee or subject who responds to a questionnaire developed with scientific metrics. Conclusion: The evaluation of graduates is an important strategic tool used by the management of educational institutions, and it can be considered a public policy of significant impact. The evidence confirms the need to incorporate graduates also as protagonists in the institutional self-assessment process.
  • Prevalence of binge drinking among medical students in Brazil: A systematic review and meta-analysis Review Article

    Nascimento, Maria Isabel do; Costa, Juliana dos Santos; Andrade, Carlos Augusto Ferreira de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Binge Drinking é um padrão de consumo de álcool perigoso para quem bebe e para a sociedade. Estudantes de medicina são expostos a situações estressantes aumentando a propensão para o uso de drogas psicoativas incluindo o uso excessivo de álcool. Objetivo: desenvolver uma revisão sistemática e meta-análise para estimar uma medida sumária de prevalência de binge drinking entre estudantes de medicina no Brasil. Métodos: as buscas foram realizadas de modo padronizado, envolvendo dois pesquisadores, e consultando as bases MEDLINE/PubMed, SciELO e LILACS. A meta-análise foi realizada para estimar a prevalência sumária de binge drinking e os intervalos de confiança (IC) de 95%. Resultados: Nós identificamos 206 registros e incluímos 14 estudos na revisão. A prevalência combinada foi estimada por efeito randômico. Apesar da substancial heterogeneidade entre os estudos, a prevalência combinada indicou que binge drinking é praticado por 47% (IC 95%: 38%; 57%) dos estudantes de medicina como um todo, no Brasil, e por 65% (IC 95%: 50%; 78%) e 47% (IC 95%: 34% a 59%), considerando homens e mulheres, respectivamente. A heterogeneidade foi alta e não explicada na análise de subgrupos. Conclusão: binge drinking é praticada por quase metade do contingente de nossos futuros médicos. Esses resultados fornecem indícios sobre as escolhas e decisões que estes estudantes estão fazendo com respeito ao consumo de substâncias potencialmente perigosas para a saúde humana. A despeito da alta heterogeneidade, a magnitude estimada de beber em binge demanda por um efetivo envolvimento das escolas médicas, no Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Binge drinking consists of an alcohol consumption pattern that is dangerous for the drinkers and for society. Undergraduate medical students are often exposed to stressful situations, increasing the propensity for psychoactive substance use including excessive alcohol consumption. Objective: The aim of this study was to develop a systematic review and meta-analysis to estimate the pooled prevalence of binge drinking practiced by Brazilian medical students. Methods: The search was performed in a standardized way, involving two researchers, and by consulting the PubMed/Medline, SciELO and LILACS databases. A meta-analysis was carried out to estimate the pooled prevalence of binge drinking and 95% Confidence Intervals (95% CI). Results: We identified 206 records and included 14 studies in the review. The combined prevalence was estimated by the random effect method. Despite the substantial heterogeneity among the studies, the pooled analysis indicated that binge drinking is practiced by 47% of medical students as a whole, in Brazil (95% CI: 38%; 57%), and by 65% (95% CI: 50%; 78%) and 47% (95% CI: 34% to 59%), considering men and women, respectively. Conclusion: Binge drinking is practiced by almost half of the contingent of our future doctors. These results provide insights as to the choices and decisions that these students make regarding the consumption of potentially dangerous substances for the human health. Despite the high heterogeneity, the magnitude of the binge-drinking problem estimated in this meta-analysis demands an effective involvement of medical schools in Brazil.
  • Caring for caregivers: encouraging intervention activities as a learning strategy in medical internship Experience Report

    Gomes, Ana Vitória Teixeira de Medeiros; Florentino, Erika Denise de Vasconcelos; Oliveira, Myrlla Soares de; Silva, Thaiany Rego; Souza, Jucimara Alves de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Este trabalho descreve a experiência de estruturação de um grupo terapêutico com cuidadores informais que apresentavam sinais de sobrecarga e que atuavam na prestação de cuidados a pessoas acamadas acompanhadas em visita domiciliar pela equipe de saúde da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Relato de Experiência: O grupo foi estruturado e desenvolvido por duas alunas do período de Internato do curso de Medicina no rodízio de Medicina de Família e Comunidade (MFC) junto a médica residente do segundo ano do Programa de Especialização em MFC, a preceptora do Programa e a enfermeira da equipe na unidade escola Josefa de Souza Silva, bairro Pedra Linda, em Petrolina-Pernambuco, a partir da identificação de um problema na comunidade e como parte do projeto de intervenção. Discussão: Foram realizados sete encontros semanais com doze cuidadores, no período de maio a julho do ano de 2019. Cada encontro foi dividido em acolhida, apresentação da proposta do dia com a vivência de uma prática de autocuidado e finalizado com a sugestão de uma atividade para casa, a ser desenvolvida até o próximo encontro. Para o desenvolvimento das atividades foram utilizadas a abordagem comunitária e recursos como Educação Popular e Práticas Integrativas e Complementares em Saúde. Conclusão: Foi observada a diminuição do estresse e sobrecarga nos cuidadores, a partir da prática do autocuidado e do fortalecimento das redes de apoio na comunidade. Paralelamente, foi percebida a potencialidade do projeto de intervenção como estratégia de aprendizado no processo de formação médica na ESF: as alunas puderam experimentar o estabelecimento da relação médico-paciente, o uso de tecnologias leves para o cuidado, a coordenação de um grupo terapêutico, compreender o significado de equidade, integralidade e longitudinalidade na prática da MFC, se reconhecerem como cuidadoras e a importância de cuidar de si para cuidar do outro.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: This work describes the experience of structuring a therapeutic group with informal caregivers who showed signs of overload and who worked providing care to bedridden people followed through home visits by the health team of the Family Health Strategy (FHS). Experience Report: The group was structured and developed by two students of the Internship period of the medical course during the rotation in Family and Community Medicine (FCM) together with the second-year resident physician of the Specialization Program in FCM, the preceptor of the Program, and the team nurse at the Josefa de Souza Silva school unit, Pedra Linda neighborhood, in Petrolina, state of Pernambuco, based on the identification of a problem in the community and as part of the intervention project. Discussion: Seven weekly meetings were held with twelve caregivers, from May to July 2019. Each meeting was divided into welcoming activities, presentation of the day’s proposal with the experience of a self-care practice and ended with the suggestion of a home activity, to be developed until the next meeting. For the development of activities, the community approach and resources such as Popular Education and Integrative and Complementary Practices in Health were used. Conclusion: The reduction of stress and overload on caregivers was observed, from the practice of self-care and the strengthening of support networks in the community. At the same time, the potential of the intervention project was perceived as a learning strategy in the process of medical training in the FHS: the students were able to experience the establishment of the doctor-patient relationship, the use of light technologies for care, the coordination of a therapeutic group, understanding the meaning of equity, integrality and longitudinality in the practice of FCM, recognizing themselves as caregivers and the importance of taking care of themselves to take care of others.
  • “Count on Me” Project: tackling violence against women at university games Experience Report

    Pereira, Ana Laura de Queiróz; Sottomaior, Carla Larissa Cunha; Batista, Raquel Aziz; Batista, Sara Torres y Moreno; Rubim, Renata Orlandi

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: A universidade é instrumento de mudança social capaz de levar à comunidade novos pensamentos e análises críticas. Com a expansão do movimento feminista no Brasil, a discussão a respeito das relações de gênero se expandiu, com reivindicações por relações simétricas, justapondo os espaços universitários a tais demandas. Nesse contexto, nos jogos universitários entre Faculdades de Medicina (Intermed), evidenciou-se a violência contra as mulheres, havendo necessidade de um núcleo capaz de prover proteção às estudantes e promover mudanças na condução de tais eventos. A partir dessa realidade, surgiu a ideia do projeto “Conte Comigo”. Relato de experiência: Na organização do “Intermed” de 2017, um grupo de mulheres se propôs a estruturar um ambiente em que as participantes conseguissem salvaguarda em um contexto opressor. Foi criada uma tenda de apoio na qual seriam acolhidas queixas de transgressões que ocorressem durante o evento. Para otimizar a abordagem de queixas específicas, promoveu-se capacitação na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher para as voluntárias do projeto, além da elaboração de uma rede para atuar durante o evento com: escala de pronto atendimento na tenda; livro-ata para registro das queixas e dos adornos para identificação das voluntárias. Em 2018, as participantes do “Conte Comigo” ajudaram na redação do estatuto que rege a organização do “Intermed”, atribuindo punições a alguns tipos de violência. Além disso, nesse documento, foi formalizada a obrigatoriedade de um espaço físico para o projeto em todas as edições. Discussão: Em poucos anos, o “Conte Comigo” se estabeleceu como aparelho para a segurança e o bem-estar das participantes. Como a violência contra a mulher é um problema de saúde pública, essa medida inovadora se contrapôs a comportamentos machistas. Conclusão: Mesmo com a implementação do “Conte Comigo” podendo ser considerada um sucesso, múltiplas ações ainda são necessárias para tornar o ambiente universitário justo para todos os estudantes, o que depende de engajamento das voluntárias com capacitações frequentes, educação dos estudantes homens quanto à causa e coordenação das escolas médicas que têm o dever de prover o melhor ambiente possível a todos os estudantes.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: The university is an instrument of social change, capable of bringing new thoughts and critical analyses to the community. With the expansion of the feminist movement in Brazil, the discussion about gender relations has increased, with demands for symmetrical relations, juxtaposing university spaces to such demands. In this context, in the university games between medical schools (Intermed), violence against women has become evident, with the need for a center able to provide protection to students and promote changes in the accomplishment of such events. Based on this reality, the idea of the “Count on Me” project has emerged. Experience report: At the organization of “Intermed” 2017, a group of women proposed to construct an environment where the participants could find safeguard in an oppressor context. A support tent was created, in which complaints of transgressions that occurred during the event would be heard. To optimize the approach to specific complaints, training was carried out together with the Special Police Force for Women’s Assistance for the project volunteers, in addition to the creation of a network of which function during the event was: to provide an emergency care shift in the tent; Minute Book for the recording of complaints and ornaments to identify the volunteers. In 2018, the participants of “Count on Me” project helped in the drafting of the statute that regulates the organization of “Intermed”, assigning punishments to some types of violence. Additionally, this document formalized the requirement for a physical space for the project in all editions. Discussion: In a few years, the “Count on Me” project established itself as an apparatus for the safety and well-being of the female participants. As violence against women is a public health problem, this innovative measure showed to be effective in confronting sexism. Conclusion: Even though the implementation of “Count on Me” project can be considered a success, multiple efforts are still necessary to make the university environment a fair one for all students, which depends on the volunteers’ engagement with frequent trainings, the education of male students regarding the cause, to the coordination of Medical Schools that have the obligation to provide the best possible environment for all students.
  • Singular Therapeutic Project in the management of complex cases: experience report in PEW-Health Interprofessionality Experience Report

    Ferreira, Maynara Guaripuna; Ferreira, Kathleen Hanna Gonçalves; Souza, Cibelle Regina Piani de; Ortiz, Priscila Cherley de Araújo; Almeida, Rodrigo Guimarães dos Santos; Silva, Adélia Delfina da Motta

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) surgiu em 2008, numa parceria entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação, com o propósito de fomentar a integração ensino-serviço-gestão-comunidade e oportunizar vivências para profissionais, estudantes, professores e usuários dos serviços, em consonância com as necessidades do SUS. A nona edição (2019-2021) do programa teve como tema a interprofissionalidade. Este relato objetiva compartilhar a aprendizagem interprofissional a partir da experiência de um Projeto Terapêutico Singular (PTS) para um caso complexo dentro das atividades do PET-Saúde de uma universidade da Região Centro-Oeste, realizado em uma unidade de saúde da família (USF), em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul (MS). Relato de experiência: Participaram desta experiência acadêmicas de um grupo tutorial do PET-Saúde Interprofissionalidade, preceptoras, profissionais do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Primária (Nasf-AP), e tutora, docente de uma Faculdade de Medicina. O PTS foi desenvolvido com paciente idosa, com polifarmácia, com as seguintes condições crônicas: diabetes mellitus (DM), depressão (DEP) e hipertensão arterial sistêmica (HAS). A paciente foi acompanhada durante o período de agosto de 2019 a fevereiro de 2020, anterior à pandemia da Covid-19, em uma USF, em Campo Grande-MS, selecionada pela equipe em virtude da complexidade do caso. Discussão: Por meio do PTS, o grupo teve a oportunidade de avaliar, auxiliar e executar práticas para fortalecer o “projeto de felicidade” da paciente. O PTS permite a intersubjetividade entre equipe e paciente, centrando-se não apenas nas doenças, mas também no indivíduo. As visitas domiciliares realizadas proporcionaram momentos de escuta para a condução do cuidado em conformidade às necessidades sentidas e não sentidas pela usuária. Na prática do PTS, presta-se cuidado integral, focado no indivíduo, de modo a apresentar as potencialidades na educação permanente e no trabalho em equipe interprofissional, compartilhar saberes, aprimorar a sustentabilidade do cuidado e, consequentemente, qualificar a assistência em saúde, corroborando os resultados obtidos nesta experiência. Conclusão: A participação no programa permitiu vivências antes ausentes na graduação, como o contato com os diferentes cursos da saúde, a prática nos cenários reais do SUS e a aplicação dos conceitos vistos apenas na teoria, como o atendimento humanizado e olhar integral, além da comunicação com a equipe e paciente.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: The Program Education through Work for Health (PEW-Health) was created in 2008 as a partnership between the Ministries of Health and Education, promoting the teaching-service-management-community integration, providing opportunities for professionals, students, teachers, and service users, in line with the needs of SUS, and having the topic of interprofessionality for its ninth edition (2019-2021). This report aims to share interprofessional learning based on the experience of a singular therapeutic project (STP) for a complex case within the PEW-Health activities of a university in the Midwest region, carried out in a Family Health Unit (FHU) in the municipality of Campo Grande, Mato Grosso do Sul (MS). Experience report: Students from a tutorial group of PEW-Health Interprofessionality participated in this experience, as well as preceptors, professionals from the Extended Nucleus of Family Health and Primary Care (ENFH-PC), and a tutor, who was a teacher in a Medical School. The STP was developed with an elderly patient with polypharmacy and the following chronic conditions: diabetes mellitus (DM), depression (DEP) and systemic arterial hypertension (SAH), monitored during the period from August 2019 to February 2020, prior to the COVID-19 pandemic, in a FHU in Campo Grande-MS, selected by the team due to the complexity of the case. Discussion: Through the STP, the group had the opportunity to evaluate, assist and perform practices to strengthen the patient’s “happiness project”. The STP allows team-patient intersubjectivity, focusing not only on the diseases, but on who they are. The carried-out home visits provided moments of listening for the performance of care in accordance with the needs, perceived and not perceived by the user. In the practice of STP, comprehensive care is provided, focused on the individual, showing the potential in continuing education and interprofessional teamwork, sharing knowledge, improving the sustainability of care and, consequently, qualifying health care, corroborating the results obtained in this study. Conclusion: Participation in the program allowed experiences that were previously absent during undergraduate school, such as contact with different health courses, practice in real SUS scenarios and application of concepts seen only in theory, such as humanized care and a comprehensive view, as well as communication with the team and the patient.
  • Storytelling - experiences and memories Relato De Experiência

    Meneghel, Stela Nazareth

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Este texto é um relato de experiência que mescla memórias e histórias narradas em contextos de ensino, pesquisa e extensão no campo da saúde coletiva. O objetivo é mostrar a capacidade de histórias fazerem sentido aos interlocutores, despertando emoções e produzindo empatia. Relato de experiência: Apresentam-se histórias escolhidas a partir de uma perspectiva interseccional, que inclui gênero, raça e classe social. Três subseções apresentam essas histórias: “Falando em gênero e a história do general”, “Haiti e a história da revolução negra” e “Como trabalhar com o povo?”. Discussão: A discussão rememora os contextos, os itinerários e as histórias contadas, assim como os efeitos produzidos pelas narrativas nos ouvintes. Conclusão: Ressaltam-se a potência e os efeitos das histórias nos ouvintes e interlocutores.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: This text is an experience report that combines memories and stories narrated in contexts of teaching, research and community outreach in the public health field. The objective is to show the ability of stories to make sense to interlocutors, arousing emotions and producing empathy. Experience report: The stories presented have been chosen from an intersectional perspective, which includes gender, race and social class. The text was divided into three sections: talking about gender and the story of the General; Haiti and the history of the black revolution and how to work with the people? Discussion: The discussion recalls the contexts, itineraries and stories told, as well as the effects produced by the narratives on listeners. Conclusion: The power and effects of stories on listeners and interlocutors are highlighted.
  • Breaking bad news in medical student training: an experience using Psychodrama Relato De Experiência

    Carvalho, Maria Dulce Santiago de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Caracterizada como uma das tarefas mais difíceis enfrentadas pelos profissionais de saúde, a comunicação de notícias difíceis se revela como um assunto indispensável na formação do médico, tanto no que se refere às habilidades técnicas como essencialmente às competências humanas. Nesse contexto desafiador, surge a questão: “Em que medida os estudantes de Medicina estão preparados para lidar com essa temática?”. Relato de experiência: Tomando o protocolo SPIKES como manejo técnico associado à metodologia psicodramática, o estudo apresenta uma situação hipotético-prática na formação médica em uma instituição do interior de Minas Gerais, objetivando relatar e analisar a experiência da utilização da metodologia psicodramática na educação médica. Discussão: O deslocar-se de seu papel para experimentar o outro lado - o papel de paciente - fez com que os estudantes vivenciassem maior sensibilidade na relação profissional, ao mesmo tempo que facilitou a assimilação de estratégias adequadas no manejo da comunicação de uma notícia difícil. Conclusão: Os estudantes foram conduzidos a uma maior reflexão do papel do Médico, incorporando técnicas para além das habilidades biomédicas e se encontrando mais bem preparados para lidar com questões desafiadoras em sua prática profissional.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: Considered as one of the most challenging tasks faced by health professionals, breaking bad news proves to be an indispensable subject in the training of doctors, both in terms of technical skills and essentially human skills. In this challenging context, the question arises: are medical students prepared to deal with this issue? Experience report: Taking the SPIKES protocol as technical management associated with psychodramatic methodology, the study presents a hypothetical-practical situation in medical training at an institution in Minas Gerais, aiming to report and analyze the experience of using psychodramatic methodology in medical school. Discussion: The shift from their role to experience the other side - the role of the patient - exposed the students to an experience of greater sensitivity in the professional relationship, while facilitating the assimilation of appropriate strategies in handling the breaking of bad news. Conclusion: Students were led to reflecting more deeply on the role of the Physician, incorporating techniques beyond biomedical skills and finding themselves better prepared to deal with challenging issues in their professional practice.
  • Remote conversation circles: teaching-learning and experience of health promotion in the Covid-19 pandemic Relato De Experiência

    Marquez, Leticia Verri; Hernandes, Rafael Araújo; Rodrigues, Amanda Sousa Dias; Raimondi, Gustavo Antonio; Paulino, Danilo Borges

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: Com a pandemia da Covid-19, foi necessário adaptar o ensino da promoção da saúde para o ambiente on-line. Dessa forma, parte do componente curricular de Saúde Coletiva de uma universidade federal foi realizada em formato de rodas de conversa remotas. O objetivo deste artigo é relatar essa experiência de adaptação ao ambiente on-line, mantendo a coerência entre o aprendizado e a vivência da promoção da saúde durante a pandemia. Relato de experiência: A primeira unidade do componente curricular de Saúde Coletiva consistiu em quatro rodas de conversa sobre promoção da saúde, que foram realizadas em grupos de aproximadamente 15 estudantes. As sessões eram separadas em dois momentos: um assíncrono, de preparação individual, e um síncrono, de discussão em grupos. Assim, os alunos discutiram tópicos sobre a saúde mental e o estresse relacionado à pandemia, além de estratégias de autocuidado e de promoção da própria saúde. Ao final do encontro, cada grupo elaborava suas necessidades de aprendizagem para a próxima sessão. Discussão: As rodas de conversa são pautadas essencialmente no diálogo entre os participantes e permitem a criação de um espaço aberto de troca de narrativas. No caso da experiência relatada, as rodas de conversa foram organizadas de forma a ensinar não somente a promoção da saúde, mas também a promoção do autocuidado no contexto de pandemia. Observa-se, portanto, a coerência no processo de ensino e vivência da promoção da saúde, bem como a preocupação com o bem-estar dos alunos. As principais limitações da experiência foram as dificuldades de acesso às plataformas de ensino remoto e o controle da participação dos estudantes nas atividades, uma vez que foi dada aos alunos a liberdade de ligar ou não a câmera. Conclusão: A realização de rodas de conversa foi uma excelente alternativa para possibilitar a adaptação do componente curricular ao ambiente remoto. Por meio das sessões, os estudantes puderam compartilhar seus sentimentos em relação ao momento atípico vivenciado, além de aprenderem na prática acerca do funcionamento de grupos operativos.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: The COVID-19 pandemic led to the need to adapt the teaching of health promotion to the online environment. Therefore, part of the Public Health module of a federal university was executed in the form of remote conversation circles. The purpose of this article is to report this experience of adaptation to the online scenario, without losing compatibility between learning and exposure to the experience of health promotion during the pandemic. Experience report: The first unit of the Public Health module consisted of four conversation circles on health promotion, which were held in groups of approximately 15 students. The sessions were separated into two moments, one asynchronous, for individual preparation, and one synchronous, for group discussion. Thus, the students discussed topics about mental health and stress related to the pandemic, as well as self-care and health promotion strategies. At the end of the meeting, each group defined their learning needs for the next session. Discussion: The conversation circles are essentially based on the dialogue between the participants and allow the creation of an open space for the exchange of narratives. In the case of the reported experience, the conversation circles were organized in order to teach not only health promotion, but also the promotion of self-care in the context of a pandemic. Hence, the main goals of the module would be achieved, considering both learning and the experience with health promotion, without losing sight of the students’ wellbeing. The main limitations of the experience were the difficulties in access to remote teaching platforms and the control of students’ participation in activities, since they were given the choice to turn the camera on or off. Conclusion: We can conclude that the conversation circles constituted an excellent alternative method to enable the adaptation of the discipline to the remote environment. Through the sessions, the students were able to share their feelings about the atypical moment experienced, and to learn in practice the functioning of operative groups.
  • Therapeutic itineraries in medical education: a device for teaching Public Health in times of pandemic Experience Report

    Possa, Lisiane Bôer; Meneguelli, Diogo Henrique; Costa, Fernanda Coloniese Dala; Righi, Liane Beatriz; Heinzelmann, Ricardo Souza

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: A implementação de estratégias pedagógicas inovadoras na formação médica é o tema deste relato de experiência. O objetivo deste relato é apresentar a sistematização de itinerários terapêuticos (IT) e a produção de projetos terapêuticos singulares (PTS) de usuários do Sistema Único de Saúde como dispositivo de aprendizagem para o ensino da saúde coletiva. Relato de experiência: Este relato foi produzido com base na vivência dos docentes e monitores implicados com essa formação na graduação em Medicina da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no Brasil, entre os anos de 2017 e 2019. Os IT foram considerados inicialmente numa perspectiva restrita à descrição e análise da organização da rede de atenção à saúde (RAS), do acesso e dos fluxos nos serviços. A partir dos debates, dos conteúdos e da produção dos PTS, os IT foram revisitados com o intuito de contribuir para a compreensão dos estudantes sobre a relação entre a estrutura social mais ampla e a singularidade das pessoas, de suas necessidades e dos processos de cuidado voltado à saúde. Discussão: A experiência, como proposto na sua formulação, viabilizou a articulação dos campos teóricos e práticos, e foi uma ferramenta que articulou os diferentes conteúdos programáticos propostos na disciplina de Saúde Coletiva II. Tornou-se, também, uma estratégia pedagógica viável nas condições reais da oferta da disciplina, num contexto em que a saúde coletiva pode estar mais presente na formação profissional. Conclusão: O processo de ação-reflexão-ação possibilitou, num primeiro momento, o reconhecimento da RAS, componente estrutural do sistema. A partir da construção do PTS e do debate sobre as linhas de cuidado integral, foi possível qualificar a análise. A sistematização de IT é uma abordagem teórico-metodológica consolidada na pesquisa em saúde e foi um dispositivo que se mostrou potente para ensino da saúde coletiva e para o aprendizado sobre as práticas e a reconfiguração do trabalho dos docentes e monitores da disciplina; portanto, trata-se de uma estratégia de educação permanente tanto para os estudantes quanto para os responsáveis pela formação.

    Abstract in English:

    Abstract: Introduction: The implementation of innovative pedagogical strategies in medical training is the discipline of this experience report. It aims to present the systematization of Therapeutic Itineraries (TI) and the production of Singular Therapeutic Projects (STP) for users of the Brazilian Unified Health System as a learning tool for the teaching of Public Health. Experience report: created based on the experience of teachers and monitors involved with this training in the undergraduate Medical School of Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil, between the years 2017 and 2019. The TIs were initially considered from a perspective restricted to the description and analysis of the organization of the health care network (HCN), the access and flows in the services. Based on the debates, contents and production of the STPs, the TIs were revisited in order to contribute to students’ understanding of the relationship between the broader social structure and the individuality of people, their needs and the health care processes. Discussion: The experience, as proposed in its formulation, allowed the articulation of theoretical and practical fields and was a tool that articulated the different programmatic contents proposed in the Discipline of Public Health II. It has also become a viable pedagogical strategy in the real circumstances of offering the discipline, in a context in which Public Health can be more present in professional training. Conclusion: The action-reflection-action process allowed, at first, to recognize the Health Care Network, a structural component of the system. Based on the construction of the STP and the debate on the lines of comprehensive care, it was possible to qualify the analysis. The systematization of TI is a theoretical-methodological approach consolidated in health research and was a tool that showed to be effective for the teaching of Public Health and for learning about the practices and reconfiguration of the work of teachers and monitors on the discipline and, therefore, a permanent education strategy for both students and those responsible for their training.
  • Curriculum integration in the formative assessment of distance continuing medical education: the use of integrative activities Experience Report

    Wander, Brenda; Fernandes, Alessandra Tavares Francisco; Daudt, Carmen Vera Giacobbo; Gomes, Marta Quintanilha; Pinto, Maria Eugênia Bresolin

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Introdução: O artigo descreve o desenvolvimento e a implementação de atividades integradoras como avaliação formativa de um curso a distância de especialização de preceptoria em medicina de família e comunidade (MFC) e discute como a utilização dessa atividade é capaz de integrar e avaliar diferentes conhecimentos, práticas e o desempenho dos alunos nessa modalidade de ensino. O currículo do curso envolve unidades com módulos em três áreas: MFC, preceptoria e clínica, permitindo que se abordem os temas essenciais para a prática do preceptor da especialidade, que vão além do estudo dos aspectos pedagógicos. Relato da experiência: O aluno era instigado a realizar uma produção textual baseada em problemas contextualizados na preceptoria na atenção primária à saúde, orientada pelo tutor, de forma a refletir criticamente sobre os conteúdos de cada unidade de ensino. Foram utilizadas situações ilustradas no enunciado da atividade, na forma de história em quadrinhos, o que qualificava a interpretação do contexto abordado na atividade e promovia maior aproximação com a realidade vivenciada pelo aluno. A contextualização da atividade e o exercício de se colocar no lugar do preceptor foram considerados pontos positivos pelos tutores. Discussão: A interação aluno-tutor é parte fundamental da atividade, pois permite a construção do conhecimento a partir de uma perspectiva interacionista da educação, que é a base da proposta pedagógica do curso. A atividade permitiu a identificação de lacunas e potencialidades na aprendizagem dos alunos e a realização de intervenções pedagógicas singulares. Conclusão: Esse tipo de atividade garante dimensões importantes do trabalho avaliativo em cursos de longa duração: o caráter processual e interdisciplinar. O modelo de atividade integradora pode ser utilizado em cursos a distância com diferentes disciplinas, com o objetivo de integrá-las, proporcionando uma abordagem mais aprofundada e aproximando os conteúdos educacionais da realidade do aluno.

    Abstract in English:

    Abstract Introduction: The article describes the development and implementation of integrative activities as a formative evaluation of a distance-learning course of preceptorship specialization in Family and Community Medicine and discusses how the use of this activity is capable of integrating and assessing different knowledges, practices and performance of students in this modality of education. The course curriculum involves units with modules in three areas: family and community medicine, preceptorship and clinical practice, allowing the approach of essential topics for the practice of the specialty preceptor, which go beyond the study of pedagogical aspects. Experience report: The student was encouraged to carry out a textual production based on contextualized problems in the Primary Health Care preceptorship, guided by the tutor, aiming to critically reflect on the contents of each teaching unit. Illustrated situations were used in the activity statement, shown in comic strip format, which qualified the interpretation of the context addressed in the activity and promoted greater approximation with the reality experienced by the student. The contextualization of the activity and the exercise of putting oneself in the preceptor’s place were considered positive points by the tutors. Discussion: The student-tutor interaction is a fundamental part of the activity, as it allows the construction of knowledge from an interactionist perspective of education, which is the basis of the pedagogical proposal of the course. The activity allowed the identification of gaps and potentialities in the students’ learning and the implementation of particular pedagogical interventions. Conclusions: This type of activity ensures important dimensions of evaluative work in long-term courses: the procedural and interdisciplinary features. The integrative activity model can be used in distance courses with different disciplines, aiming at integrating them, providing a more in-depth approach and bringing the educational contents closer to the student’s reality.
  • ERRATUM IN: Brazilian Journal of Medical Education, volume 45, issue 1 Errata

Associação Brasileira de Educação Médica SCN - QD 02 - BL D - Torre A - Salas 1021 e 1023 | Asa Norte, Brasília | DF | CEP: 70712-903, Tel: (61) 3024-9978 / 3024-8013, Fax: +55 21 2260-6662 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: rbem.abem@gmail.com