Accessibility / Report Error

Monstros, Rojões, Bambus, Bolas e o Fundão: encantarias em performances de uma juventude rueira

Monstres, Pétards, Bambous, Balles et le Fond: enchanterie dans les performances d'une jeunesse qui vive la rue

Gustavo Coelho Sobre o autor

Resumo:

O artigo dedica-se a esmiuçar algumas imagens e objetos produzidos em um universo de culturas jovens marginalizadas. Dado o alto fluxo de jovens entre elas, essas práticas são aqui compreendidas como uma rede. Tal rede envolve a piXação, as torcidas organizadas de futebol, as turmas de bate-bola e os bailes funk. Analisa-se, então, com uma abordagem interessada nos estudos do imaginário, e nas suas relações com a antropologia, a filosofia e a psicologia, os monstros que dão nome às equipes de som dos bailes, os bambus usados pelas torcidas, a bola/bexiga dos bate-bolas e o rojão em sua ambivalência arma-alegoria, além da presença constante da imagem do fundo.

Palavras-chave:
Juventude; Epistemologia; Estética; Subjetividade; Imaginário

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Av. Paulo Gama s/n prédio 12201, sala 700-2, Bairro Farroupilha, Código Postal: 90046-900, Telefone: 5133084142 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: rev.presenca@gmail.com