Cantoria Brasileira e Slam: poéticas da performance

Tiago Barbosa Souza Martine Suzanne Kunz Sobre os autores

RESUMO

Este artigo propõe comparar dois gêneros poéticos orais, a cantoria e o slam, sob a ótica da performance, explorando suas semelhanças e diferenças. Com base em estudos da performance e em obras de referência sobre os dois gêneros, pensados como uma poética que se constitui como técnica, propõe-se considerar o empenho do corpo como objeto técnico (Mauss, 2003). Ressalta-se a relevância da improvisação na cantoria e o ineditismo da autoria no slam, ao passo que se procura realçar o caráter cênico dos dois atos poéticos marcados pela velocidade e a contundência no jogo. O texto aponta como resultado a constatação dessa analogia entre os dois gêneros baseada no caráter cênico da sua performance.

Palavras-chave:
Slam; Cantoria; Performance; Literatura Comparada; Corpo

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Av. Paulo Gama s/n prédio 12201, sala 700-2, Bairro Farroupilha, Código Postal: 90046-900, Telefone: 5133084142 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: rev.presenca@gmail.com