Estudo de validação das equações de Tanaka e de Kawasaki para estimar a excreção diária de sódio através da coleta da urina casual

José Geraldo Mill Sérgio Lamêgo Rodrigues Marcelo Perim Baldo Deborah Carvalho Malta Celia Landmann Szwarcwald Sobre os autores

RESUMO:

Objetivo:

Validar as fórmulas de Tanaka e Kawasaki para cálculo do consumo de sal pela relação sódio/creatinina na urina casual.

Métodos:

Foram estudados 272 adultos (20 - 69 anos, 52,6% de mulheres) com coleta urinária de 24 h e duas coletas casuais no mesmo dia (em jejum - casual 1 - e fora do jejum - casual 2). Antropometria, pressão arterial e coleta de sangue foram obtidos no mesmo dia. A concordância entre o consumo de sal estimado pela urina de 24 h e pela urina casual foi feita por Pearson (r) e Bland & Altman.

Resultados:

O consumo médio de sal medido pela urina de 24 h foi de 10,4 ± 5,3 g/dia. A correlação entre a excreção de sódio na urina de 24 h e a estimada pela urina casual 1 ou 2, respectivamente, foi apenas moderada, tanto por Tanaka (r = 0,51 e r = 0,55; p < 0,001) como por Kawasaki (r = 0,52 e r = 0,54; p < 0,001). Observa-se subestimação crescente dos valores estimados em relação ao medido com o aumento do consumo de sal pela fórmula de Tanaka e, ao contrário, superestimação ao usar a fórmula de Kawasaki. As fórmulas estimam adequadamente o consumo diário de sal (diferença entre sal medido e estimado de, no máximo, 1 g/dia) somente com consumo entre 9 - 12 g/dia (Tanaka) e 12 - 18 g/dia (Kawasaki).

Conclusão:

A coleta de urina casual estima adequadamente o consumo de sal apenas nos indivíduos próximos à média populacional.

Palavras-chave:
Cloreto de Sódio; Sódio; Urina; Cloreto de sódio na dieta.

Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Dr. Arnaldo, 715 - 2º andar - sl. 3 - Cerqueira César, 01246-904 São Paulo SP Brasil , Tel./FAX: +55 11 3085-5411 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br