Violência por parceiro íntimo entre estudantes de duas universidades do Estado de São Paulo, Brasil

Tânia Aldrighi Flake Claudia Barros Lilia B. Schraiber Paulo Rossi Menezes Sobre os autores

INTRODUÇÃO:

Foram estimados entre universitários a prevalência da violência em relacionamentos íntimos, sofrida ou perpetrada, para os tipos físico, psicológico e sexual, descrevendo-se as sobreposições entre eles. Estudo original com rara produção no Brasil. Foram pesquisados homens e mulheres, com discussão de algumas questões da violência de gênero.

MÉTODO:

O estudo faz parte de pesquisa multicêntrica "Estudo Internacional de Violência no Namoro - IDVS", realizada em 2002 - 2003, usando seu instrumento padronizado. O questionário foi auto-aplicado em 362 alunos de duas universidades, uma pública e outra privada, do Estado de São Paulo, sendo 37% do sexo masculino e 63% do feminino, com idade mediana de 20 anos. Foram descritas as violências sofridas por e perpetradas na vida contra parceiros íntimos.

RESULTADOS:

Entre todos os entrevistados, 75,9% sofreram e 76,4% perpetraram algum tipo de violência na vida. O tipo de violência mais prevalente, tanto sofrida como perpetrada, foi a psicológica, seguida da sexual. A grande sobreposição entre violências sofridas e perpetradas (83,9%) reflete a reciprocidade das agressões, sem diferença entre homens e mulheres. Os resultados do presente estudo estão em consonância com a literatura que analisa a violência no namoro, com alta prevalência de violências sofridas e perpetradas, além da reciprocidade tanto para homens como para mulheres.

CONCLUSÕES:

Ações de intervenção nesta fase dos relacionamentos íntimos podem potencialmente repercutir em situações posteriores de parceria conjugal.

Violência; Violência doméstica; Maus-tratos conjugais; Relações interpessoais; Gênero e saúde; Corte


Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Dr. Arnaldo, 715 - 2º andar - sl. 3 - Cerqueira César, 01246-904 São Paulo SP Brasil , Tel./FAX: +55 11 3085-5411 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br