Avaliação de substratos na emergência de plântulas de araticum-de-terra-fria (Annona emarginata (Schltdl.) H. Rainer)

Daniel Baron Gisela Ferreira Carmen Sílvia Fernandes Boaro Martha Maria Mischan

A escolha do substrato é fator determinante para o produtor de mudas e, portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes tipos de substratos na emergência de plântulas de araticum-de-terra-fria (Annona emarginata (Schltdl.) H. Rainer). O experimento foi conduzido em casa de vegetação, em delineamento experimental de blocos ao acaso, com três tratamentos e cinco repetições de 72 sementes por parcela. Os tratamentos foram constituídos pelos substratos: fibra de coco; vermiculita e PlantMax® Cítrus. A contagem do número de plântulas emergidas foi realizada semanalmente durante 105 dias. Foram obtidos dados de altura de plântulas e calculados o índice de velocidade de emergência, o tempo médio e a porcentagem de emergência ao longo do tempo e total. Os dados de porcentagem de emergência média total, altura de plântulas, índice de velocidade de emergência (IVE) e tempo médio de emergência (TME) foram submetidos à análise de variância, e as médias, comparadas pelo teste de Tukey, a 5% de probabilidade. As curvas da porcentagem de emergência ao longo do tempo foram ajustadas pela equação logística de crescimento, para cada tratamento, e as médias de cada parâmetros (A,B,C), comparadas pelo teste de Duncan, a 5% de probabilidade. O substrato vermiculita foi o que proporcionou os maiores valores de porcentagem de emergência, diferindo do PlantMax® cítrus, mas não da fibra de coco, porém a vermiculita promoveu maior velocidade de emergência e maior altura de plântulas em menor tempo, sendo, portanto, recomendada para o desenvolvimento inicial de plântulas de araticum-de-terra-fria (Annona emarginata (Schltdl.) H. Rainer).

Annonaceae; sementes; plântulas; equação logística de crescimento; viveiro


Sociedade Brasileira de Fruticultura Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/n , 14884-900 Jaboticabal SP Brazil, Tel.: +55 16 3209-7188/3209-7609 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: rbf@fcav.unesp.br