ESTADO DA ARTE DA LITERATURA CIENTÍFICA SOBRE Hancornia speciosa: TENDÊNCIAS E LACUNAS

LUCIANE MADUREIRA DE ALMEIDA CÁSSIA APARECIDA NOGUEIRA PEDRO PAULINO BORGES ANGÉLICA DAIANE LEMOS DO PRADO PABLO JOSÉ GONÇALVES Sobre os autores

RESUMO

O interesse econômico e científico sobre Hancornia speciosa (mangabeira) vem crescendo nos últimos anos, devido principalmente à comercialização de seu fruto e extração de compostos naturais com alto potencial farmacológico. Neste estudo, foi realizado um levantamento cienciométrico sobre a mangabeira, com o objetivo de fomentar e direcionar futuras pesquisas sobre a espécie. Como resultado, verificou-se a baixa produtividade científica a respeito da espécie, com a publicação de apenas 131 artigos nos últimos 69 anos. Além disso, o presente estudo identificou algumas tendências na produção bibliográfica sobre a mangabeira, com destaque para: o aumento do número de artigos ao longo dos últimos anos; o fato de a divulgação científica ser realizada principalmente em revistas de âmbito nacional; a abordagem experimental ser mais frequente do que a abordagem teórico-descritiva; os trabalhos experimentais serem geralmente associados às populações de distribuição geográfica restrita; e a produção científica ser proveniente, principalmente, de Instituições de Ensino Superior. Por outro lado, este estudo também permitiu a identificação de algumas lacunas no conhecimento sobre a mangabeira, entre as quais se destacam: a dificuldade em descrever e caracterizar as linhagens botânicas; a falta de análise da diversidade genética de populações de ampla distribuição geográfica; a carência de projetos de manejo e de conservação da espécie; a falta de descrição de técnicas de cultivo, coleta e conservação de frutos; e a ausência da identificação dos compostos naturais responsáveis pela atividade de farmacógica. Espera-se que os dados gerados nesta pesquisa possam ser usados para direcionar futuros estudos sobre a planta.

Termos para indexação
mangabeira; frutífera nativa; Cienciometria

Sociedade Brasileira de Fruticultura Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/n , 14884-900 Jaboticabal SP Brazil, Tel.: +55 16 3209-7188/3209-7609 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: rbf@fcav.unesp.br