Escola de Verão em Farmacognosia 2010

Maique W. Biavatti Cid Aimbiré M. Santos

EDITORIAL

Escola de Verão em Farmacognosia 2010

A Escola de Verão é um excelente instrumento que a Sociedade Brasileira de Farmacognosia está utilizando para o ensino, preparo e desenvolvimento de profissionais na área da Farmacognosia. Utilizando os espaços disponíveis das universidades que se encontram em férias de verão, esta Escola tem a capacidade de propiciar um ambiente multidisciplinar que fomenta o debate, a circulação de idéias e a discussão de temas relativos ao universo das plantas medicinais. Ao mesmo tempo, possibilita a interação entre estudantes, profissionais atuantes no estado-da-arte de várias linhas de pesquisa relacionadas ao tema, para que se explore as experiências, as oportunidades de carreira na academia, os desafios e as frustações da investigação científica, acrescentando à formação de jovens pesquisadores a experiência de como é ser um membro de uma comunidade científica que trabalha na vanguarda da ciência.

A SBFgnosia, considerando que o ano de 2010 foi consagrado como o Ano Internacional da Biodiversidade pela Unesco, a elevada sócio-biodiversidade brasileira, as recentes Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos e Política Nacional de Praticas Integrativas e Complementares, a implantação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Inovação Farmacêutica (INCT_if) e sua rede de Produtos Naturais Bioativos, e a necessidade de reduzir a dependência nacional da importação de medicamentos, priorizando o investimento em qualificação da mão-de-obra na area da bioprospecção e exploração da biodiversidade, encontrou na Escola de Verão uma excelente oportunidade para fortalecer e ampliar a atuação da sociedade congregando pesquisadores de todo o país, estudando e aprendendo farmacognosia.

Nossa proposta de "Escola de Verão em Farmacognosia" é num formato itinerante e anual, de modo a contemplar os principais biomas brasileiros: Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga e Amazônia. Pretende-se valorizar e integrar as principais diferenças biológicas e culturais brasileiras, associando discussões a respeito da biodiversidade e sua correta bioprospecção e exploração dos recursos naturais renováveis.

A "Escola de Verão em Farmacognosia 2010" terá como sede a UFSC, em Florianópolis, e acontecerá de 7 a 12 de fevereiro, sendo formada por um conjunto de dez cursos intensivos e sete conferências voltadas para a área de Farmacognosia. A EVF2010 atraiu mais de 300 estudantes de diferentes instituições de ensino e pesquisa de todo o Brasil, utilizando, como ferramenta de divulgação apenas a rede mundial de computadores. Do total de inscritos, cerca de 50% são estudantes de graduação, 40% estudantes de pós-graduação, 10% profissionais atuantes na área.

Esperamos que esta experiência possa mostrar, aplicar e aprofundar o ensino que se recebe nas salas de aula de Farmacognosia no Brasil para uma melhor compreensão do processo científico, de forma a melhorar as habilidades do estudante e aprimorar seu pensamento crítico, incluindo aprender a avaliar as informações científicas.

Mais detalhes sobre a Escola de Verão em Farmacognosia 2010, acesse www.sbfgnosia.org.br/escoladeverão/principal.html.

Maique W. Biavatti e Cid Aimbiré M. Santos

Editores

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    19 Maio 2010
  • Data do Fascículo
    Dez 2009
Sociedade Brasileira de Farmacognosia Universidade Federal do Paraná, Laboratório de Farmacognosia, Rua Pref. Lothario Meissner, 632 - Jd. Botânico, 80210-170, Curitiba, PR, Brasil, Tel/FAX (41) 3360-4062 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista@sbfgnosia.org.br