Estudo preliminar do uso de plantas medicinais por benzedores e outros informantes de Santa Teresa, Espírito Santo, Brasil

M.F.T Medeiros H.P. Silva L. Senna-Valle Sobre os autores

Resumos

O presente trabalho foi realizado na área urbana e rural da cidade de Santa Teresa, localizada no município de Santa Teresa, Estado do Espírito Santo, Brasil, com o objetivo de identificar as espécies vegetais medicinais utilizadas por benzedores e outros informantes. Um levantamento qualitativo, por meio de conversas informais e do método de observação participante foi desenvolvido junto à 14 moradores locais, escolhidos de forma aleatória ou pelo método "bola de neve". Considerou-se cinco destes moradores como colaboradores-chave por serem usuários de plantas medicinais, aos quais foram conduzidas entrevistas estruturadas e semi-estruturadas. O material botânico coletado foi depositado no Herbário do Departamento de Botânica do Museu Nacional (R). Registrou-se o uso de 62 etnoespécies, sendo todas Angiospermas e, em sua maioria, de porte herbáceo. Para a cura de enfermidades os benzedores fazem orações e indicam espécies vegetais, cuja forma de preparo mais comum foi a decocção e a parte da planta mais utilizada foram as folhas.


The present work was carried through in the urban and rural area of the city of Santa Teresa, located in the Santa Teresa County, State of Espirito Santo, Brazil, with the objective to identify the medicinal vegetal species used by healers and other informants. A qualitative survey, by means of informal conversation and of the participant observation method was developed together the 14 local inhabitants, chosen of random form or by the "snow ball" method. Five of these inhabitants were considered as keycollaborators for being usuary of medicinal plants, to which structured and semi-structured interviews had been lead. The collected botanical material was deposited in the Herbarium of the Botanical Department of the National Museum (R), Brazil. The use of 62 ethnospecies was registered, being all Angiosperms and, in its majority, herbs. For the cure of diseases the healers make prayers and indicate vegetal species, whose more common form of preparation was the decoction and the more used part of the plant had been the leves.


Estudo preliminar do uso de plantas medicinais por benzedores e outros informantes de Santa Teresa, Espírito Santo, Brasil

Medeiros, M.F.T I,II,* * Autor para correspondência Msc. Maria Franco Trindade Medeiros Departamento de Botânica Museu Nacional Universidade Federal do Rio de Janeiro Quinta da Boa Vista, São Cristóvão CEP 20940-040, Rio de Janeiro, RJ e-mail: mariafrancotm@hotmail.com ; Silva, H.P.III; Senna-Valle, L.IV

IDoutoranda em Ciências Biológicas - Botânica, Museu Nacional/ Universidade Federal do Rio de Janeiro

IIBolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

IIIDepartamento de Antropologia, Setor de Antropologia Biológica, Museu Nacional/ Universidade Federal do Rio de Janeiro

IVDepartamento de Botânica, Museu Nacional/ Universidade Federal do Rio de Janeiro

RESUMO

O presente trabalho foi realizado na área urbana e rural da cidade de Santa Teresa, localizada no município de Santa Teresa, Estado do Espírito Santo, Brasil, com o objetivo de identificar as espécies vegetais medicinais utilizadas por benzedores e outros informantes. Um levantamento qualitativo, por meio de conversas informais e do método de observação participante foi desenvolvido junto à 14 moradores locais, escolhidos de forma aleatória ou pelo método "bola de neve". Considerou-se cinco destes moradores como colaboradores-chave por serem usuários de plantas medicinais, aos quais foram conduzidas entrevistas estruturadas e semi-estruturadas. O material botânico coletado foi depositado no Herbário do Departamento de Botânica do Museu Nacional (R). Registrou-se o uso de 62 etnoespécies, sendo todas Angiospermas e, em sua maioria, de porte herbáceo. Para a cura de enfermidades os benzedores fazem orações e indicam espécies vegetais, cuja forma de preparo mais comum foi a decocção e a parte da planta mais utilizada foram as folhas.

ABSTRACT

The present work was carried through in the urban and rural area of the city of Santa Teresa, located in the Santa Teresa County, State of Espirito Santo, Brazil, with the objective to identify the medicinal vegetal species used by healers and other informants. A qualitative survey, by means of informal conversation and of the participant observation method was developed together the 14 local inhabitants, chosen of random form or by the "snow ball" method. Five of these inhabitants were considered as keycollaborators for being usuary of medicinal plants, to which structured and semi-structured interviews had been lead. The collected botanical material was deposited in the Herbarium of the Botanical Department of the National Museum (R), Brazil. The use of 62 ethnospecies was registered, being all Angiosperms and, in its majority, herbs. For the cure of diseases the healers make prayers and indicate vegetal species, whose more common form of preparation was the decoction and the more used part of the plant had been the leves.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

  • *
    Autor para correspondência
    Msc. Maria Franco Trindade Medeiros
    Departamento de Botânica
    Museu Nacional
    Universidade Federal do Rio de Janeiro
    Quinta da Boa Vista, São Cristóvão
    CEP 20940-040, Rio de Janeiro, RJ
    e-mail:
    • 1 Chiarellom, A.G. Effects of fragmentation of the Atlantic Forest on mammal communities in South-eastern Brazil. Biological Conservation; v.89, p.71-82, 1999.
    • 2 Thomaz, L.D. Florística e Fitossociologia da Floresta Atlântica na Estaçăo Biológica de Santa Lúcia, Santa Teresa, Espírito Santo Tese de Doutorado. Rio Claro: Universidade Estadual de Săo Paulo, 1996: 321p.
    • 3 Mendes, S.L.; Padovan, M.P. A Estaçăo Biológica de Santa Lúcia, Santa Teresa, Espírito Santo. Boletim do Museu de Biologia Mello Leităo (N. Série), n. 11/12, p.35-48, 2000.
    • 4
      Instituto de Pesquisas do Espírito Santo (IPES). Informações Municipais do Estado do Espírito Santo, 1994 - 1998, Santa Teresa. Vitória: Governo do Estado do Espírito Santo, 2000: 34p.
    • 5
      Prefeitura Municipal de Santa Teresa. Santa Teresa: Beijaflor do Espírito Santo Santa Teresa: Prefeitura Municipal de Santa Teresa, 2003.
    • 6 Pilla, M.A.C. A obtençăo e o uso das plantas medicinais no distrito de Martim Francisco, Município de Mogi Mirim - SP Trabalho de Conclusăo de Curso. Rio Claro: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", 2002: 61p.
    • 7 Lima, C.B. Plantas medicinais utilizadas em duas localidades no Município de Bandeirantes - PR Botucatu: Dissertaçăo de Mestrado. Universidade Estadual de Săo Paulo, 2000: 103p.
    • 8 Medeiros, M.F.T.; Fonseca, V.S.; Andreata, R.H.P. Plantas medicinais e seus usos pelos sitiantes da Reserva Rio das Pedras, Mangaratiba, RJ, Brasil. Acta Botanica Brasilica, v.18, n.2, p.391-399, 2004.
    • 9 Chamas, C.C. Espécies com potencial ornamental da Estaçăo Biológica de Santa Lúcia / Santa Teresa - ES Monografia de Especializaçăo. Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, 1995: 164p.
    • 10 Di Stasi, L.C.; Hiruma-Lima, C.A. Plantas medicinais na Amazônia e na Mata Atlântica 2. ed. Săo Paulo: Editora UNESP, 2002.
    • 11 Pinheiro, C.U. Técnicas e métodos antropológicos aplicados na Etnobotânica Belém, 2003.
    • 12 Alexiades, M.N. Selected guidelines for ethnobotanical research: a field manual New York: The New York Botanical Garden Press, 1996.
    • 13 Fidalgo, O.; Bononi, V.L.R. Técnicas de coleta, preservaçăo e herborizaçăo de material botânico Săo Paulo: Instituto de Botânica, 1984.
    • 14 Albuquerque, U.P.; Andrade, L.H.C. Conhecimento botânico tradicional e conservaçăo em uma área de caatinga no estado de Pernambuco, Nordeste do Brasil. Acta Botânica Brasilica, v.16, n.3, p.273-285, 2002.
    • 15 Begossi, A. Etnobotânica em comunidades caiçaras. Pp. 108-119 In: V.S. da Fonseca, I.M. Silva & C.F.C. de Sá (eds.). Etnobotânica: bases para a conservaçăo Seropédica: EDUR, 1998.
    • 16 Diegues, A.C. O mito moderno da natureza intocada Săo Paulo: NUPAUB, 1994.
    • 17 Ming, L.C. Levantamento de Plantas Medicinais na Reserva Extrativista "Chico Mendes"- Acre. Botucatu: Tese de Doutorado. Universidade Estadual de Săo Paulo, 1995: 180p.

    * Autor para correspondência Msc. Maria Franco Trindade Medeiros Departamento de Botânica Museu Nacional Universidade Federal do Rio de Janeiro Quinta da Boa Vista, São Cristóvão CEP 20940-040, Rio de Janeiro, RJ e-mail: mariafrancotm@hotmail.com

    Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      16 Set 2008
    • Data do Fascículo
      2004
    Sociedade Brasileira de Farmacognosia Universidade Federal do Paraná, Laboratório de Farmacognosia, Rua Pref. Lothario Meissner, 632 - Jd. Botânico, 80210-170, Curitiba, PR, Brasil, Tel/FAX (41) 3360-4062 - Curitiba - PR - Brazil
    E-mail: revista@sbfgnosia.org.br