Atividade antioxidante de Maytenus imbricata Mart., Celastraceae

A atividade antioxidante, poder redutor (RP) e a atividade coletora de radicais livres (FRS) usando 2,2-difenil-1-picrilhidrazil (DPPH), e a concentração de substâncias fenólicas totais dos extratos e substâncias isoladas das folhas, caules e raízes de Maytenus imbricata Mart. (Celastraceae) foram avaliados. Alguns extratos, a mistura de compostos fenólicos e epicatequina mostraram alto poder redutor e atividade antioxidante (DPPH) em comparação com o padrão butilhidroxianisol (BHA) e ácido gálhico (GA) utilizados no ensaio. O extrato acetato de etila das folhas mosraram alto teor de substâncias fenólicas e alto poder redutor e atividade antioxidante em relação aos outros extratos. Este fato indica haver alguma relação entre a concentração de substâncias fenólicas e o poder redutor. O solvente usado no processo de extração influencia a composição química dos extratos e, consequentemente, as atividades redutoras e antioxidantes.

Atividade antioxidante; poder redutor; Maytenus imbricata; Celastraceae


Sociedade Brasileira de Farmacognosia Universidade Federal do Paraná, Laboratório de Farmacognosia, Rua Pref. Lothario Meissner, 632 - Jd. Botânico, 80210-170, Curitiba, PR, Brasil, Tel/FAX (41) 3360-4062 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista@sbfgnosia.org.br