Indução de apoptose pelo princípio ativo citotóxico de Espeletia killipii Cuatr. sobre linhagens celulares humanas

Clemencia de Castro Tulia Riveros de Murcia Gustavo Jaimes Alba N. Téllez Alfonso Sobre os autores

O acetato de longipilina, o princípio ativo citotóxico, isolado de Espeletia killipii Cuatr., uma planta endêmica de Colômbia, é uma sesquiterpenlactona que tem a propriedade de induzir apoptose em algumas linhagens celulares de câncer de mama como MCF-7 e CSC-1595 (obtidas do Instituto Nacional de Cancerologia, Bogotá - Colômbia). Reconhecimento morfológico, método de Tunel e citometria de fluxo foram utilizados para avaliar a atividade apoptótica. Os resultados mostraram que a longipilina é um potencial agente antitumoral.

Espeletia killipii; Asteraceae; sesquiterpenlactona; atividade apoptótica


Sociedade Brasileira de Farmacognosia Universidade Federal do Paraná, Laboratório de Farmacognosia, Rua Pref. Lothario Meissner, 632 - Jd. Botânico, 80210-170, Curitiba, PR, Brasil, Tel/FAX (41) 3360-4062 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista@sbfgnosia.org.br