Accessibility / Report Error

Estudo da atividade antibacteriana de plantas medicinais, aromáticas e corantes naturais

O emprego de recursos naturais como mecanismo auxiliar no tratamento de distintas patologias tem ressurgido, com ênfase, nos útimos tempos. Tendo em vista esta situação, este estudo teve por finalidade investigar a atividade antimicrobiana de algumas plantas medicinais e aromáticas bastantes comuns na cultura brasileira. Foi constatado que, de modo particular, o alecrim-pimenta (Lippia sidoides) levou a uma considerável inibição do crescimento bacteriano. Tambêm plantas como alecrim (Rosmarinus officinalis), cravo (Sysygium aromaticum), noz-moscada (Myristica fragrans), pimenta-da-jamaica (Pimenta dioica) e sálvia (Salvia officinalis) demonstraram constituir fontes eficientes de compostos bioativos antibacterianos.

antibacterianos naturais; atividade antibacteriana; bioatividade; plantas medicinais


Sociedade Brasileira de Farmacognosia Universidade Federal do Paraná, Laboratório de Farmacognosia, Rua Pref. Lothario Meissner, 632 - Jd. Botânico, 80210-170, Curitiba, PR, Brasil, Tel/FAX (41) 3360-4062 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista@sbfgnosia.org.br