Accessibility / Report Error
Brazilian Journal of Physical Therapy, Volume: 15, Issue: 4, Published: 2011
  • My manuscript was rejected, and now? Editorial

    Catai, Aparecida M.; Grossi, Débora Bevilaqua; Mancini, Marisa Cotta
  • Transparent reporting of studies relevant to physical therapy practice Review Article

    Costa, Leonardo O. P.; Maher, Chris G.; Lopes, Alexandre D.; Noronha, Marcos A. de; Costa, Lucíola C. M.

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTUALIZAÇÃO: Nas últimas duas décadas, ocorreu um nítido crescimento, de até seis vezes, do número de artigos científicos que são diretamente relevantes para a prática da Fisioterapia. No entanto, junto com esse rápido crescimento, tem-se dado pouca atenção à transparência de como são descritos os métodos e os resultados desses estudos. Mais recentemente, grupos de pesquisadores ao redor do mundo têm feito tentativas bem sucedidas para resolver esse problema por meio da criação de diretrizes que auxiliam os pesquisadores não apenas na preparação dos manuscritos, mas também garantem que detalhes importantes relacionados ao delineamento e à metodologia do estudo sejam devidamente descritos. OBJETIVO: Apresentar quatro diretrizes específicas para descrever artigos científicos, que são mais conhecidas como "recomendações". DISCUSSÃO: Uma rede denominada EQUATOR (Melhorando a Qualidade e a Transparência da Pesquisa em Saúde) foi criada com a missão principal de fornecer os princípios básicos de como escrever artigos científicos de forma clara e fidedigna. A rede EQUATOR engloba, entre outros, as recomendações CONSORT, que estão relacionadas com estudos controlados aleatorizados; as recomendações PRISMA, que estão relacionadas com revisões sistemáticas e meta-análises; as recomendações STROBE, que estão relacionadas com estudos observacionais e as recomendações STARD, que estão relacionadas com a descrição de estudos referentes à precisão de testes diagnósticos. Algumas revistas científicas têm apoiado a utilização dessas recomendações, enquanto, em outras revistas, o uso é obrigatório. O objetivo da utilização dessas recomendações pelas revistas científicas é garantir a tomada rápida de decisões relativas à publicação e à melhor qualidade possível de como o artigo científico foi reportado. Em última análise, essas recomendações irão ajudar os leitores, incluindo fisioterapeutas, a tomarem melhores decisões na prática clínica.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: There was a clear grow, in the last 2 decades, of up to 6 fold in scientific articles that are directly relevant to physical therapy practice. However, along with this fast grow; little attention has been given to transparency when reporting research methods and results. More recently, groups of researchers around the world have made successful attempts to address this issue by creating guidelines that will help researchers not only on the preparation of manuscripts but also on making sure that important details related to design and methodology are controlled and reported. OBJECTIVE: To present four specific reporting guidelines, which are best known as "statements". DISCUSSION: A network named EQUATOR (Enhancing the Quality and Transparency of Health Research) was created with the main mission of providing basic principles for responsible and transparent reporting. The EQUATOR network encompasses, among others, the CONSORT statement which is related to randomized controlled trials; the PRISMA statement, which is related to systematic reviews and meta-analysis; the STROBE Statement, which is related to observational studies; and the STARD statement, which is related to reporting of accuracy of diagnostic tests. Some journals have recommended the use of these statements, while in others their use is mandatory. The goal of the use of these statements by journals is to guarantee fast decisions regarding publication and the best possible quality of reporting. Ultimately, it will help readers, including physical therapists, to make better decisions in clinical practice.
  • Balance and aerobic capacity of independent elderly: a longitudinal cohort study Artigos Originais

    Lima, Giovanna A.; Vilaça, Karla H. C.; Lima, Nereida K. C.; Moriguti, Julio C.; Ferriolli, Eduardo

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar a variação da capacidade aeróbica e do equilíbrio postural em idosos independentes por um período de três anos. MÉTODOS: A capacidade aeróbica dos voluntários foi avaliada por meio do Teste de Caminhada de 6 minutos (TC6); o equilíbrio postural, por meio da Escala de Equilíbrio de Berg (EEB); o número de quedas foi registrado por autorrelato e o nível de atividade física, pelo Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ - versão longa). As avaliações realizadas em 2008 foram comparadas às realizadas em 2005. RESULTADOS: Não houve diferença na pontuação da EEB e no número de quedas dos idosos avaliados (p>0,05). Houve diminuição da distância percorrida entre as duas avaliações, sendo que os voluntários percorreram 52,46±8,4 metros a menos na segunda avaliação. O IPAQ evidenciou aumento de indivíduos considerados ativos na segunda avaliação (83,3%). CONCLUSÃO: O presente estudo demonstrou que o equilíbrio postural, avaliado pela EEB, não se alterou nos idosos independentes e ativos no período de três anos. Nesse mesmo momento, observou-se uma redução da distância percorrida, avaliada pelo TC6.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate the variation in aerobic capacity and postural balance of independents elderly for a period of three years. METHODS: The aerobic capacity of the volunteers was assessed using a six minutes walk test (6MWT), the postural balance was assessed using the Berg Balance Scale (BBS), the number of falls was self-reported and physical activity level was assessed using the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ - long version). Evaluations undertaken in 2008 were compared to those performed in 2005. RESULTS: There were no differences in balance and number of falls between 2008 and 2005 (p>0.05). There was a decrease in aerobic capacity over time of 52.46±8.4 meters walked. The IPAQ showed an increase in physical activity on the second evaluation (83.3%). CONCLUSION: The present study demonstrated that balance, evaluated using BBS did not change in the active independent elderly for a period of three years. However, over the there year period there was a decrease in aerobic capacity evaluated using the 6MWT.
  • Influence of change in lateral decubitus on pulmonary aerosol deposition Artigos Originais

    Alcoforado, Luciana; Pessôa Filho, Luiz C.; Brandão, Daniella C.; Galvão, André M.; Reinaux, Cyda M. A.; Andrade, Armèle Dornelas de

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTUALIZAÇÃO: O decúbito lateral apresenta as maiores mudanças em relação à ventilação pulmonar regional e é utilizado na rotina da fisioterapia respiratória. OBJETIVOS: Avaliar a influência do decúbito lateral na deposição pulmonar de radioaerossol durante a inalação em indivíduos jovens e relacionar os efeitos desse decúbito na rotina terapêutica. MÉTODOS: Em estudo randomizado em duas fases, foram incluídos oito homens voluntários saudáveis, com média de idade de 23,6±2,5 anos. Na primeira fase, inalou-se aerossol durante nove minutos no decúbito lateral sorteado e, após intervalo de cinco a sete dias, realizou-se a segunda fase. Para a cintilografia, inalou-se uma dose média de ácido dietilnotriaminopentacético marcado com tecnécio (DTPA - TC99m), com uma atividade radioativa em média de 25 milicuries (mCi). Ao final da inalação, as imagens foram adquiridas em câmaras de cintilação e analisadas por meio da divisão longitudinal e transversal dos pulmões em regiões de interesse (ROI). Para análise estatística, utilizou-se o teste t de Student pareado, considerando significativo p<0,05. RESULTADOS: A inalação em decúbito lateral direito apresentou, na ROI posterior do pulmão direito, um maior número de contagem (p<0,04) quando comparada à ROI posterior do pulmão esquerdo. No decúbito lateral esquerdo, observou-se um maior número de contagem no pulmão esquerdo (p<0,02) do que na ROI posterior do pulmão direito. CONCLUSÕES: A deposição das partículas de aerossol durante inalação apresentou um comportamento decúbito dependente nas duas fases do estudo, ratificando técnicas e recursos terapêuticos baseados na fisiologia da ventilação decúbito dependente e sugere a utilização do posicionamento corporal na rotina terapêutica.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: The lateral decubitus position leads to the greatest changes in regional pulmonary ventilation and is used in respiratory physical therapy routines. OBJECTIVES: To evaluate the influence of the lateral decubitus position on the pulmonary deposition of inhaled radioaerosol particles in young people and report the effects of the decubitus position on routine therapy. METHODS: Eight healthy male volunteers, mean age 23.6±2.5 years, were included in a randomized study in two phases. In the first phase, aerosol was inhaled for nine minutes in a randomly-selected lateral decubitus position and after an interval of 5 to 7 days, the second phase was conducted. Pulmonary scintigraphy was carried out by inhalation of 25 mCi of 99mTc-DTPA. Following inhalation, images were acquired with scintillation cameras and regions of interest (ROI) were investigated in the longitudinal and cross-sectional divisions of the lungs. Statistical analysis included a paired Student's t-test with a significance level of p<0.05. RESULTS: Inhalation in the right lateral decubitus position presented higher counts (p<0.04) in posterior ROI of the right lung than in the posterior ROI of the left lung. In the left lateral decubitus position, the count was higher in the left lung (p<0.02) than in the posterior ROI of the right lung. CONCLUSIONS: The deposition of aerosol particles during inhalation was position-dependent in the two phases of the study, which confirms the validity of technical and therapeutic resources based on the physiology of position-dependent ventilation and suggests that body positioning can be used to advantage in routine therapy.
  • Functional and morphological changes in the quadriceps muscle induced by eccentric training after ACL reconstruction Originals Articles

    Brasileiro, Jamilson S.; Pinto, Olga M. S. F.; Ávila, Mariana A.; Salvini, Tania F.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: O propósito deste estudo foi avaliar as contribuições dos fatores funcionais e morfológicos na recuperação da força muscular do quadríceps femoral após reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior (LCA). MÉTODOS: Nove indivíduos (31,3±5,8 anos) foram treinados por meio de contrações excêntricas máximas, duas vezes por semana, durante 12 semanas. A função do quadríceps foi avaliada pela dinamometria isocinética (pico de torque isométrico e excêntrico) e pela eletromiografia (EMG). As alterações morfológicas foram mensuradas por meio de ressonância magnética (RNM). Na avaliação inicial, observou-se significativo déficit no torque extensor do joelho do membro acometido, com hipotrofia muscular de todo o quadríceps e redução na atividade EMG, quando comparado ao membro não-acometido. RESULTADOS: O treinamento excêntrico produziu aumento no torque excêntrico a 30º/s (de 199±51 Nm para 240±63 Nm, p<0,05) e no volume muscular, sendo que maiores hipertrofias ocorreram na região proximal da coxa (de 169±27 para 189±25,8 cm², p<0,01). A atividade EMG do Vasto Medial (VM) aumentou nas primeiras seis semanas de treinamento. O aumento no torque extensor demonstrou correlação positiva com o aumento no volume (r=0,81, p<0,01) e na atividade eletromiográfica (EMG) (r=0,69, p<0,05) nas primeiras seis semanas. Após 12 semanas de treinamento, houve correlação apenas entre o aumento do torque e do volume (r=0,78, p<0,01). CONCLUSÕES: 1) O treinamento excêntrico mostrou-se como potente recurso tanto na recuperação dos fatores morfológicos como funcionais do músculo quadríceps; 2) A contribuição dos fatores neurais e morfológicos varia em função do período de treinamento.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: The purpose of this study was to investigate the contributions of functional and morphological factors in the recovery of the quadriceps muscle after anterior cruciate ligament (ACL) reconstruction. METHODS: Nine subjects (31.3±5.8 years) underwent eccentric exercise sessions twice a week for 12 weeks. Quadriceps muscle function was evaluated using an isokinetic dynamometer (isometric and eccentric peak torque) and electromyography (RMS). Morphological changes were measured using magnetic resonance imaging. RESULTS: The initial evaluation showed a significant deficit in knee extensor torque in the involved limb and significant muscle atrophy along the length of the quadriceps. EMG activity was lower in all tested situations. Eccentric training significantly increased isokinetic torque (from 199±51 to 240±63, p<0.05, respectively) and quadriceps area, with the greatest hypertrophy in the proximal thigh region (from 169±27 to 189±25.8 cm², p<0.01). The EMG activity of vastus medialis increased after the first six weeks of eccentric training. The increased extensor torque was correlated with quadriceps cross-sectional area (r=0.81, p<0.01) and EMG activity (r=0.69, p<0.05). After twelve weeks of training, there was a correlation only between torque and cross-sectional area (r=0.78, p<0.01). CONCLUSIONS: 1) eccentric training proved to be a potent resource for the quadriceps recovery, both morphologically and functionally, 2) the contributions of functional and morphological factors varied according to the length of training.
  • Anthropometric and musculoskeletal assessment of patients with Marfan syndrome Artigos Originais

    Cipriano, Graziella F. B.; Brech, Guilherme C.; Peres, Paulo A. T.; Mendes, Cássia C.; Cipriano Júnior, Gerson; Carvalho, Antônio C. C.

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTUALIZAÇÃO: A Síndrome de Marfan (SM) é uma doença autossômica dominante do tecido conjuntivo que envolve os sistemas ocular, cardiovascular e musculoesquelético, causada por mutações no gene da fibrilina1, gerando flacidez nos ligamentos articulares, favorecendo a hipermobilidade articular e redução na contenção do crescimento ósseo. OBJETIVOS: Avaliar as medidas antropométricas, alterações musculoesqueléticas e a frequência do tratamento fisioterapêutico nos pacientes com SM. MÉTODOS: Participaram deste estudo 26 pacientes, sendo 17 do gênero feminino, com idade de 13,23±2,77 anos, massa corpórea de 51,5±24-68 Kg, altura de 1,70±1,40-1,81 m e envergadura de 1,73±0,12 cm, e nove do gênero masculino, com idade de 14,44±2,18, massa corpórea de 61,0±42-72 Kg, altura de 1,83±1,66-1,97 m e envergadura de 1,93±0,13. Foram obtidas medidas antropométricas, alterações ME de forma padronizada, sendo o pectus e a escoliose, por avaliação radiológica, e a angulação (â) da curva escoliótica, pelo método de Cobb; a aracnodactilia, pelo sinal do polegar e teste de Walker-Murdoch, e a dolicostenomelia, pela envergadura em relação à altura. Os pacientes responderam a um questionário quanto à participação em tratamento de fisioterapia. RESULTADOS: Quando comparados com a estimativa brasileira, a massa corpórea e a altura apresentaram valores maiores no gênero feminino (p=0,001 e p<0,0005) e masculino (p=0,019 e p=0,0001). Das alterações musculoesqueléticas, encontrou-se pectus em 3 (11%), pectus e escoliose em 19 (73%), dolicostenomelia em 11 (42%) e aracnodactilia em 21(80%). Onze (42%) pacientes com SM já haviam realizado tratamento de fisioterapia. CONCLUSÕES: As alterações antropométricas e musculoesqueléticas estão presentes na SM, e o tratamento fisioterapêutico é pouco frequente.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Marfan syndrome (MS) is an autosomic dominant condition of the connective tissue that involves the ocular, cardiovascular and musculoskeletal systems. MS is caused by mutations in the fibrillin-1 gene, leading to joint ligaments flaccidity, joint hypermobility and an overgrowth of the long bones. OBJECTIVES: The aim of the present study was to assess anthropometry, musculoskeletal alterations and the prevalence of physical therapy treatments among patients with MS. METHODS: Twenty-six patients were included in this study [17 females (age: 13.23±2.77 years; body mass 51.5±24-68 Kg; height 1.70±1.40-1.81 m; arm span: 1.73±0.12 m) and 9 males (age: 14.44±2.18; body mass: 61.0±42-72 Kg; height: 1.83±1.66-1.97 m; arm span: 1.93±0.13 m)]. Anthropometric measurements and musculoskeletal abnormalities were determined in a standardized fashion: pectus and scoliosis were assessed through radiography and angulation (â) of the scoliosis curve using the Cobb method; arachnodactyly was assessed through the thumb sign and Walker-Murdoch test and dolichostenomelia was assessed by arm span in relation to height. Patients also responded to a questionnaire addressing participation in physical therapy. RESULTS: In comparison to values estimated for the Brazilian population, mass and height were greater among the patients with MS (females: p=0.001 e p<0.0005 e males p=0.019 e p=0.0001, respectively). The following musculoskeletal abnormalities were found: pectus in 3 patients (11%), pectus and scoliosis in 19 (73%), dolichostenomelia in 11 (42%) and arachnodactyly in 21 (80%). Eleven patients (42%) with MS had previously undergone physical therapy. CONCLUSIONS: Patients with MS exhibit altered musculoskeleto and anthropometry and have infrequent physical therapy treatment.
  • Anti-inflammatory action of the Ovis aries lipidic fraction associated to therapeutic ultrasound in an experimental model of tendinitis in rats (Rattus norvegicus) Artigos Originais

    Martins, Marcelino; Maia Filho, Antonio L. M.; Costa, Charllyton L. S.; Coelho, Nayana P. M. F.; Costa, Maricilia S.; Carvalho, Regiane A.

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTUALIZAÇÃO: Estudos demonstram o efeito benéfico da aplicação tópica de ácidos graxos como agentes cicatrizantes. A fração lipídica do Ovis aries apresenta uma ação anti-inflamatória que acelera o processo de cicatrização. O ultrassom aumenta o fluxo sanguíneo bem como a extensibilidade das estruturas de colágeno e tendões. OBJETIVOS: Analisar a ação anti-inflamatória da fração lipídica do Ovis aries associado ao ultrassom terapêutico (UST) pulsado e à fricção em modelo de tendinite induzida. MÉTODOS: Cinquenta ratos Wistar foram distribuídos nos seguintes grupos: controle, gel Ovis aries - uso tópico - UST pulsátil + loção estéril (oil free), UST pulsátil + gel Ovis aries, loção estéril (oil free) - uso tópico. Para induzir a tendinite, utilizou-se uma injeção intratendínea de 10µL de colagenase no tendão do calcâneo direito. O tratamento consistiu em aplicações diárias de ultrassom, com os seguintes parâmetros: modo pulsado 10%, frequência de 1 MHz, pulsátil a 10% com intensidade de 0,5W/cm², durante sete ou 14 dias. RESULTADOS: A variação do número de células inflamatórias, para os animais tratados por 14 dias, com relação aos grupos controle, UST + oil free e UST + Ovis aries, apresentou resultados significativos p<0,001. O grupo Ovis aries + massagem e o grupo massagem + oil free apresentaram resultados significativos, p<0,01. Nos animais tratados por sete dias, observou-se que o grupo UST + Ovis aries, em relação ao controle, é estatisticamente significativo, p<0,05 CONCLUSÃO: Pode-se concluir que o tratamento com UST + Ovis aries é mais efetivo que os outros tratamentos, visto que consegue reduzir o número de células inflamatórias no tempo de sete e 14 dias.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Studies have demonstrated the beneficial effects of topical application of fatty acids as healing agents. The lipid fraction of Ovis aries have an anti-inflammatory action that accelerates the healing process. Ultrasound increases blood flow and the extensibility of collagen structures and tendons. OBJECTIVES: To assess the anti-inflammatory action of the Ovis aries lipid fraction associated to pulsed therapeutic ultrasound and friction in an induced tendinitis model. METHODS: Fifty Wistar rats were divided into four groups: control that consisted of Ovis aries gel for topical use; pulsed ultrasound plus oil free sterile lotion; pulsed ultrasound plus Ovis aries gel; and oil free sterile lotion for topical use alone. To induce tendinitis a 10µL intratendinous injection of collagenase was injected into the right Achilles tendon of rats. Treatment consisted of daily applications of ultrasound using the following parameters: 10% pulsed mode, 10% pulsed frequency of 1 MHz and intensity of 0.5 W/cm² for seven or fourteen days. RESULTS: After 7 days of treatment, only the Ovis aries plus ultrasound group showed statistically significant difference when compared to the control group.The variation in the number of inflammatory cells on animals treated for fourteen days for the control, ultrasound plus oil free, ultrasound plus Ovis aries, Ovis aries plus massage and massage plus oil free groups were statistically significant different, p<0.01. It was observed in animals treated for seven days that the ultrasound plus Ovis aries group was statistically significant better than the control group, p<0.05. CONCLUSION: It can be concluded that treatment using ultrasound plus Ovis aries is more effective than other treatments as it produces significantly better reduction on the number of inflammatory cells at 7 and 14 days.
  • Beliefs about the use of baby walkers Originals Articles

    Chagas, Paula S. C.; Mancini, Marisa C.; Tirado, Marcella G. A.; Megale, Luiz; Sampaio, Rosana F.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: Conhecer a opinião dos pais sobre o uso do andador infantil e comparar a idade de aquisição da marcha independente entre os lactentes que usaram e os que não usaram o andador. MÉTODOS: Neste estudo qualiquantitativo, realizou-se entrevista com questionário semiestruturado com 26 pais, 14 de lactentes que usaram (GUAI) e 12 dos que não usaram o equipamento (GNUAI) antes da aquisição da marcha. Empregou-se análise de conteúdo, a partir da qual, após extensa leitura, emergiram-se as categorias para interpretação dos resultados. Para triangulação dos dados, a idade de aquisição de marcha foi documentada por contato telefônico semanal e, para comparação entre grupos, usou-se o teste t de Student, nível de significância α=0,05. RESULTADOS: Foram identificadas, nos relatos dos pais, as categorias: a) informações sobre o andador infantil; b) dúvida/decisão em usar versus certeza de não usar; c) crenças sobre o uso do andador infantil e d) benefícios e malefícios do uso. A idade de aquisição da marcha independente não foi diferente entre os grupos (p=0,837): GUAI iniciou a marcha com 376,17 (DP=32,62) dias e GNUAI, com 378,75 (DP= 27,99) dias. CONCLUSÕES: As crenças e sentimentos que permeiam a decisão de usar o andador ilustram racionalidades distintas entre os pais sobre o significado desse equipamento para o desenvolvimento da marcha e ganho de autonomia da criança. O uso do andador infantil não influenciou a idade de aquisição da marcha. Os resultados ampliam o entendimento das escolhas que podem influenciar as práticas maternas no período pré-aquisição da marcha.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: To understand the opinion of the parents about the baby walker and compare the age of gait acquisition between infants that used a walker and those that did not. METHODS: In this quali-quantitative study, an interview involving a semi-structured questionnaire was carried out with 26 parents, 14 of whose infants used the equipment (BWG) and 12 of whose infants did not (NBWG) prior to gait acquisition. After extensive content analysis, categories for interpreting the results emerged. For data triangulation, the age of gait acquisition was documented by weekly telephone contact. Student's t-test was used for comparison between groups with a significance level of α=0.05. RESULTS: The following categories were identified in the parents' reports: a) information about the baby walker; b) doubt/decision to use it vs. certainty about not using it; c) beliefs about the use of a baby-walker; and d) benefits and harm from use. The age of independent gait acquisition did not differ between groups (p=0.837): BWG initiated gait at 376.17 (SD=32.62) days and NBWG did so at 378.75 (SD=27.99) days. CONCLUSIONS: The beliefs and feelings that permeate the decision to use a baby walker illustrate the different rationales adopted by parents about the role of this equipment in the child's development of gait and autonomy. The use of a baby walker did not influence the age of gait acquisition. The results broaden the understanding of choices that influence child-rearing practices prior to gait acquisition.
  • Urinary incontinence and perineal muscle function in physically active and sedentary elderly women Originals Articles

    Virtuoso, Janeisa F.; Mazo, Giovana Z.; Menezes, Enaiane C.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Identificar a presença de incontinência urinária (IU) e comparar a função muscular perineal entre idosas praticantes e não-praticantes de atividade física regular. MÉTODOS: Participaram deste estudo 39 idosas, sendo 28 praticantes (GP) e 11 não-praticantes de atividade física regular (GNP). Foram coletados dados referentes aos fatores de risco para enfraquecimento do assoalho pélvico e presença de IU. A avaliação da função perineal foi feita por meio do esquema PERFECT e da perineometria. Utilizou-se estatística descritiva (frequência simples, porcentagem, medidas de posição e dispersão) e inferencial (teste do qui-quadrado ou Exato de Fisher, quando necessário, e teste de Mann-Whitney). O nível de significância adotado foi de 5%. RESULTADOS: A variável idade (p=0,04) apresentou média superior no GP. A ocorrência de IU na amostra foi de 56,4%. A IU de urgência associou-se com o GNP (p=0,022). Todas as variáveis do esquema PERFECT foram superiores entre as idosas do GP em relação ao GNP, com diferença significativa para a variável repetições (p=0,008) e rapidez (p=0,022). Na perineometria, as funções das fibras de contração rápida (p=0,008) e das fibras de contração lenta (p=0,05) foram superiores no GP. CONCLUSÃO: As idosas do GP apresentam melhor função muscular do assoalho pélvico. Entretanto, a prevalência de IU foi maior nesse grupo, sugerindo influência da variável idade no mecanismo de continência urinária.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To identify the presence of urinary incontinence and compare perineal muscle function among physically active and sedentary older women. METHODS: The sample consisted of 39 elderly women, 28 of whom got regular physical activity (AG) and 11 did not (SG). We collected data on risk factors for pelvic floor weakness and the presence of urinary incontinence (UI). The evaluation of perineal function was performed using PERFECT and perineometry. The data were processed with descriptive (simple frequencies, percentages, measures of position and dispersion) and inferential statistics (Chi-square or Fisher Exact Test, when necessary, and Mann-Whitney) with a significance level of 5%. RESULTS: There was a higher mean age (p=0.04) in AG. The occurrence of UI in the sample was 56.4%. Urge UI was associated with SG (p=0.022). All PERFECT variables were higher in AG than SG, with significant differences for the variables "repetitions" (p=0.008) and "fast" (p=0.022). Perineometry revealed that fast twitch fibers (p=0.008) and slow twitch fibers (p=0.05) were higher in the AG. CONCLUSION: AG had better pelvic floor muscle function. However, the prevalence of UI was higher in this group, which suggested the influence of age on the urinary continence mechanism.
  • Impact of resistance exercise program on functional capacity and muscular strength of knee extensor in pre-frail community-dwelling older women: a randomized crossover trial Artigos Originais

    Lustosa, Lygia P.; Silva, Juscélio P.; Coelho, Fernanda M.; Pereira, Daniele S.; Parentoni, Adriana N.; Pereira, Leani S. M.

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTUALIZAÇÃO: Na síndrome de fragilidade em idosos, há diminuição das reservas de energia e resistência aos estressores, com aumento da vulnerabilidade. OBJETIVO: Verificar o efeito do treinamento de força muscular com carga na capacidade funcional e força muscular dos extensores do joelho e sua associação, após treinamento, em idosas pré-frágeis da comunidade. MÉTODOS:Participaram 32 idosas, pré-frágeis, da comunidade. Excluíram-se aquelas com Miniexame do Estado Mental (MEEM) incompatível; cirurgias ortopédicas dos membros inferiores; fraturas; doenças neurológicas; doenças inflamatórias agudas; neoplasias; atividade física regular; uso de medicamento com ação no sistema imunológico e sem marcha independente. Avaliou-se a capacidade funcional (Timed Up and Go - TUG e velocidade de marcha - TC10) e a força muscular dos extensores do joelho (Byodex System 3 Pro®) nas velocidades angulares de 60 e 180(0)/s. Para o fortalecimento muscular, utilizou-se carga de 75% de resistência máxima (1RM), durante dez semanas, três vezes/semana. A análise estatística foi feita pela ANOVA e Spearman (α=5%). RESULTADOS: Após o treinamento, houve melhora estatística do trabalho normalizado em 180(0)/s (F=12,71, p=0,02), na potência, em 180(0)/s (F=15,40, p=0,02) e na capacidade funcional (TUG, F=9,54, p=0,01; TC10, F=3,80, p=0,01). Houve boa correlação negativa significativa do TUG com as medidas de trabalho normalizado em 60 e 180(0)/s (r=-0,65, p=0,01; r=-0,72, p=0,01). CONCLUSÃO: O treinamento produziu melhora da potência muscular e capacidade funcional. A melhora da potência associou-se à melhora funcional, importante variável para a qualidade de vida de idosas pré-frágeis. Artigo registrado no ISRCT register sob o número ISRCTN62824599.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Frailty syndrome in elderly people is characterized by a reduction of energy reserves and also by a decreased of resistance to stressors, resulting in an increase of vulnerability. OBJECTIVE: The aim of this study was to verify the effect of a muscle-strengthening program with load in pre-frail elder women with regards to the functional capacity, knee extensor muscle strength and their correlation. METHODS: Thrity-two pre-frail community-dwelling women participated in this study. Potential participants with cognitive impairment (MEEM), lower extremities orthopedic surgery, fractures, inability to walk unaided, neurological diseases, acute inflammatory disease, tumor growth, regular physical activity and current use of immunomodulators were excluded. All partcipants were evaluated by a blinded assessor using: Timed up and go (TUG), 10-Meter Walk Test (10MWT) and knee extensor muscle strength (Byodex System 3 Pro® isokinetic dynamometer at angular speeds of 60 and 180(0)/s). The intervention consisted of strengthening exercises of the lower extremities at 70% of 1RM, three times/ week for ten weeks. The statistical analysis was performed using the ANOVA and Spearman tests RESULTS: After the intervention, it was observed statistical significance on the work at 180(0)/s (F=12.71, p=0.02), on the power at 180(0)/s (F=15.40, p=0.02) and on the functional capacity (TUG, F=9.54, p=0.01; TC10, F=3.80, p=0.01). There was a good negative and statistically significant correlation between the TUG and work at 60(0)/s, such as the TUG and work at 180(0)/s (r=-0.65, p=0.01; r=-0.72, p=0.01). CONCLUSION: The intervention improved the muscular power and the functional capacity. The increase of the power correlated with function, which is an important variable of the quality of life in the pre-frail elders. Article registered in the ISRCT register under number ISRCTN62824599.
  • High-voltage electrical stimulation improves nerve regeneration after sciatic crush injury Originals Articles

    Teodori, Rosana M.; Silva, Andréia M.; Silva, Meiricris T.; Oliveira, Larissa S.; Polacow, Maria L. O.; Guirro, Elaine C. O.

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTUALIZAÇÃO: Lesões nervosas periféricas provocam limitação funcional prolongada, sendo um desafio para a clínica identificar recursos que acelerem sua recuperação. OBJETIVOS: Investigar a influência da estimulação elétrica de alta voltagem (EEAV) sobre a morfologia e a função do nervo regenerado após esmagamento em ratos. MÉTODOS: Vinte ratos Wistar foram divididos nos grupos: controle (CON) - sem lesão e sem EEAV; desnervado (D) - esmagamento do nervo isquiático; desnervado + EEAV (EEAV) - esmagamento do nervo e EEAV; SHAM - sem lesão, porém submetido à EEAV. Os grupos EEAV e SHAM foram estimulados (100 Hz, tensão mínima de 100 V; 20 μs e 100 μs interpulso) 30 min/dia, 5 dias/semana. O índice funcional do ciático (IFC) foi avaliado antes da lesão, nos 7º, 14º e 21º dias pós-operatório (PO). Componentes neurais, densidade de área de tecido conjuntivo, de vasos sanguíneos e macrófagos foram analisados. RESULTADOS: O diâmetro axonal foi maior no grupo EEAV que no grupo D, atingindo quase 80% dos valores-controle após 21 dias (p<0,05). O diâmetro das fibras e espessura das bainhas de mielina foram maiores no grupo EEAV que no D (p<0,05), alcançando 96,5% e 100% dos valores-controle, respectivamente. A recuperação funcional no 14º dia PO foi melhor no grupo EEAV. A densidade de área de macrófagos e tecido conjuntivo foi menor no grupo EEAV, enquanto o número de vasos sanguíneos não diferiu entre os grupos. CONCLUSÕES: A EEAV acelerou a recuperação funcional, potencializou a maturação das fibras nervosas regeneradas e promoveu diminuição da densidade de área de macrófagos e tecido conjuntivo no nervo, sugerindo aceleração do reparo neural.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Peripheral nerve injury causes prolonged functional limitation being a clinical challenge to identify resources that accelerates its recovery. OBJECTIVES: To investigate the effect of high-voltage electrical stimulation (HVES) on the morphometric and functional characteristics of the regenerated nerve after crush injury in rats. METHODS: Twenty Wistar rats were randomly allocated into 4 groups: Control (CON) - without injury and without HVES; Denervated (D) - sciatic nerve crush only; Denervated + HVES - sciatic nerve crush and HVES; SHAM - without injury but HVES. The HVES and SHAM groups were stimulated (100 Hz; minimum voltage of 100 V, 20 μs, 100 μs interpulse interval) for 30 min/day, 5 days/week. The sciatic functional index (SFI) was evaluated before the injury and at the 7th, 14th and 21st postoperatory (PO) days. Neural components and the area density of connective tissue, blood vessels and macrophages were analyzed. RESULTS: Axonal diameter was higher on the HVES than on D group, reaching almost 80% above the control values after 21 days (p<0.05). Fiber diameter and myelin sheath thickness were higher on the HVES than on D group (p<0.05) reaching 96.5% and 100% of the control values, respectively. Functional recovery at the 14th PO day was better on group HVES. The macrophages and connective tissue area density was lower on the HVES group, while blood vessels number did not differ among groups. CONCLUSIONS: The HVES accelerated the functional recovery, potentiated the nerve fibers maturation and decreased macrophages and connective tissue area density, suggesting acceleration of neural repair.
  • Upper extremity joint stresses during walkerassisted ambulation in post-surgical patients Originals Articles

    Mcquade, Kevin J.; Finley, Margaret; Oliveira, Anamaria S.

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTUALIZAÇÃO: Um andador é um dispositivo frequentemente prescrito para auxiliar a marcha de indivíduos com dificuldades de equilíbrio ou para reduzir demandas à extremidade inferior após cirurgia ou lesão. O uso prolongado de um andador impõe significante demanda para a extremidade superior do paciente, o que pode levar a um risco aumentado de desenvolver condições secundárias, como dor no punho, cotovelo e ombro. OBJETIVO: Descrever a cinemática articular, forças e momentos do punho, cotovelo e ombro de uma amostra de 20 pacientes que faziam uso de um andador após cirurgia de substituição articular do joelho ou quadril. MÉTODOS: A cinemática tridimensional foi registrada usando um sistema de captura de movimento sincronizado com o registro de transdutores de força, que mediam a força transmitida através do andador. RESULTADOS: Este estudo revelou forças de até 20% do peso corporal nos transdutores, com forças compressivas maiores do lado do membro inferior não operado, no punho e no cotovelo. CONCLUSÃO: Os achados indicam que demandas no membro superior associadas ao uso de andador como dispositivo auxiliar da marcha são grandes, e mais estudos são necessários para averiguar relações de causa-efeito entre as reais sobrecargas articulares e o desenvolvimento de queixas musculoesqueléticas no membro de pacientes em condições de debilidade.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: A walker is a common device prescribed for ambulatory assistance for individuals with balance difficulties or to reduce lower extremity demands following injury or surgery. The long-term use of a walker imposes significant demands on the patient's upper extremities that may lead to increased risk for development of secondary conditions such as wrist, elbow or shoulder pain. OBJECTIVE: To describe the joint kinematics, forces and moments of the wrist, elbow and shoulder in a sample of twenty patients that were using a walker as a result of total joint surgery of the hips and knees. METHODS: Three-dimensional upper extremity kinematics were recorded using a motion capture system synchronized with forces and torques transmitted through a walker instrumented with force transducers in the handles. RESULTS: Compressive forces were found to be nearly 20% of the body weight at each of the upper extremity joints, both surgical and non-surgical sides, being the greatest force at the wrist and decreasing proximally. Compression forces were greater in the non-surgical side limb at the wrist and at the elbow. CONCLUSION: Our findings indicated that loads on upper extremity joints associated with the use of a walker for assisted ambulation are high and further studies are needed to address the cause-effect relationship between the actual joint loading and the development of secondary musculoskeletal upper extremity complaints in more frail patients.
  • Functional electrical stimulation training on functional capacity and blood pressure variability in a centenarian woman: case study Case Study

    Eibel, Bruna; Sbruzzi, Graciele; Dipp, Thiago; Casali, Karina R.; Plentz, Rodrigo D. M.

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTUALIZAÇÃO: A estimulação elétrica funcional (EEF) é uma forma de reabilitação que pode reverter alterações provocadas pelo envelhecimento, como diminuição da capacidade funcional e modificações na variabilidade da pressão arterial (VPA). OBJETIVOS: Avaliar os efeitos do treinamento com EEF sobre a capacidade funcional e a VPA em uma idosa centenária. MÉTODOS: Paciente do sexo feminino, 101 anos e sem patologia prévia. O treinamento com EEF foi realizado durante 12 semanas, sendo três sessões/semana e tempo máximo de aplicação de 40 min/sessão. A EEF foi aplicada com frequência de 20 Hz, largura de pulso de 0,5 ms, tempo de contração de 5 s, tempo de repouso de 10 s, intensidade máxima tolerável e aplicação de sobrecarga progressiva. A capacidade funcional foi avaliada por meio do teste de caminhada de 6 minutos (TC6) e do teste de sentar e levantar (TSL). A VPA foi mensurada pelo registro contínuo da pressão de pulso e calculada pela análise espectral. Todas as variáveis foram mensuradas pré e pós-treinamento. RESULTADOS: Após treinamento, houve um aumento de 70% na distância percorrida no TC6 e aumento de 300% no número de repetições no TSL. Observou-se redução de 8 mmHg na pressão arterial sistólica (PAS) e de 4 mmHg na pressão arterial diastólica (PAD) e na pressão arterial média (PAM), havendo ainda uma redução na variabilidade da PAS (11,8 mmHg²), da PAD (2,3 mmHg²) e da PAM (6,0 mmHg²). CONCLUSÕES: O treinamento com EEF durante três meses proporcionou aumento da capacidade funcional e melhora da VPA em uma idosa centenária.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Functional electrical stimulation (FES) is a rehabilitation method that can revert alterations provoked by aging, such as reductions in functional capacity and modifications on blood pressure variability (BPV). OBJECTIVES: To evaluate the training effects of FES on functional capacity and BPV in a centenarian woman. METHODS: A 101-year-old woman without previous disease underwent FES training for 12 weeks, with three 40 min sessions/week. FES was applied at a frequency of 20 Hz with a 0.5 ms pulse, 5 s contraction time, 10 s relaxation time, the maximum tolerable intensity and with progressive overload. Functional capacity was assessed with a six-minute walk test (6MWT) and proximal lower limb strength was assessed with a sit-and-stand test (STST). BPV was measured by continuous recording of pulse pressure and calculated by spectral analysis. All variables were measured before and after FES training. RESULTS: After training there was a 70% increase in distance walked in the 6MWT, a 300% increase in the number of STST repetitions, an 8 mmHg reduction in systolic blood pressure (SBP) and a 4 mmHg reduction in diastolic blood pressure (DBP) and mean blood pressure (MBP). Reductions in SBP (11.8 mmHg²), DBP (2.3 mmHg²) and MBP (6.0 mmHg²) variability were also observed. CONCLUSIONS: Three months of FES training improved functional capacity and BPV in a centenarian woman.
Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Rod. Washington Luís, Km 235, Caixa Postal 676, CEP 13565-905 - São Carlos, SP - Brasil, Tel./Fax: 55 16 3351 8755 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: contato@rbf-bjpt.org.br