Acidentes de transporte terrestre envolvendo pessoas idosas: revisão integrativa

Betise Mery Alencar Sousa Macau Furtado Ana Carolina Bezerra de Lima Ranna Carinny Gonçalves Ferreira Sobre os autores

Resumo

Objetivo:

Conhecer o perfil epidemiológico e sociodemográfico de idosos vítimas de acidentes de transporte terrestre relatados em artigos publicados na literatura científica no período de 2013 a 2018.

Método:

Foram utilizadas as bases de dados eletrônicas Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (PubMed), Literatura Latino Americana em Ciências da Saúde (LILACS), a biblioteca virtual Scientific Electronic Library Online (SciELO) e a plataforma ScienceDirect, com a pergunta norteadora: Qual a produção científica sobre acidentes de transporte terrestre envolvendo pessoas idosas? Encontrados 355 artigos. Após aplicação dos critérios de seleção, 16 artigos foram avaliados, restando nove para análise final.

Resultados:

A faixa de idade mais prevalente foi de 60 a 69 anos, homens, casados, com baixa escolaridade. Os atropelamentos foram os mais frequentes. A largura das vias, e o horário dos acidentes influenciam na frequência, no risco de acontecer os acidentes e na gravidade das lesões.

Conclusão:

Os idosos mais jovens foram os mais afetados, e o atropelamento foi o tipo de acidente mais frequente.

Palavras-chave:
Acidentes de Transporte; Saúde do Idoso; Ferimentos e Lesões; População Idosa

Universidade do Estado do Rio Janeiro Rua São Francisco Xavier, 524 - Bloco F, 20559-900 Rio de Janeiro - RJ Brasil, Tel.: (55 21) 2334-0168 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistabgg@gmail.com
Accessibility / Report Error