Avaliação da presença de cuidador familiar de idosos com déficits cognitivo e funcional residentes em Belo Horizonte-MG

Evaluation of the presence of family caregivers of elderly with cognitive and functional deficits living in Belo Horizonte-MG, Brazil

Amanda Cristina de Carvalho Miranda Samanta Rodrigues Sérgio Grazielle Neves Soares Fonseca Silvânia Márcia Candian Coelho Joyce Soares Rodrigues Cláudia Lins Cardoso Janine Gomes Cassiano Sobre os autores

OBJETIVO:

Detectar a população idosa com declínio cognitivo e funcional moradora da região abrangida por uma unidade básica de saúde UBS em Belo Horizonte-MG, descrever seu perfil sociodemográfico e avaliar a presença de cuidador familiar.

MÉTODO:

Estudo transversal a partir de pesquisa do Programa de Educação pelo Trabalho em Saúde PET-Saúde, na Linha de Cuidados de Saúde do Idoso. Do total da amostra, foram selecionados para análise idosos com escore do Miniexame do Estado Mental MEEM menor que 18, totalizando 91 indivíduos. As variáveis sociodemográficas analisadas foram idade, gênero, renda, escolaridade, morar sozinho e ter cuidador familiar. Também foi analisada a força de preensão manual.

RESULTADOS:

25% dos idosos entrevistados apresentaram MEEM menor que 18. Destes, 80% eram mulheres; as idades variaram entre 60 e 96 anos; 12% moravam sozinhos; 85% não tinham cuidador familiar. No geral, apresentaram baixos graus de instrução e renda; 52,31% dos que foram submetidos à medida de força de preensão manual podem ser considerados pré-frágeis.

CONCLUSÃO:

A maioria dos idosos deste estudo não possui cuidador familiar, além disso, há idosos com déficit cognitivo e funcional morando sozinhos.

Idoso; Idoso Fragilizado; Vulnerabilidade em Saúde; Cuidadores; Família


Universidade do Estado do Rio Janeiro Rua São Francisco Xavier, 524 - Bloco F, 20559-900 Rio de Janeiro - RJ Brasil, Tel.: (55 21) 2334-0168 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistabgg@gmail.com