Reação em cadeia da polimerase em embriões bovinos para treinamento

RESUMO DE TESE

Reação em cadeia da polimerase em embriões bovinos para treinamento

Autor: Carlos Gilberto Almodin

Orientador: Prof. Dr. Antonio Fernandes Moron

Co-orientador: Prof. Dr. Luiz Kulay Júnior

Apresentada ao Departamento de Obstetrícia da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina para obtenção do Título de Doutor em Medicina, em 29 de julho de 2002.

OBJETIVOS: Desenvolvimento de um protocolo animal para aprimoramento técnico do pessoal interessado em adquirir conhecimentos em reação em cadeia da polimerase (PCR).

MÉTODOS: Ovários de vaca obtidos em abatedouro eram puncionados e os ovócitos encontrados eram maturados e submetidos à fertilização in vitro. No dia 3 pós-fertilização, os embriões eram biopsiados, com abertura mecânica da zona pelúcida, sendo 1 a 2 blastômeros removidos. Os blastômeros removidos ou o restante do embrião eram submetidos ao PCR para determinação do sexo. Para a amplificação, 2 pares de "primers" foram usados, um externo e outro interno (PCR "nested"). O produto do PCR "nested" foi submetido à ação da enzima de restrição PstI, que "corta" regiões específicas para sexagem.

RESULTADOS: Foram analisados 50 embriões e 50 blastômeros biopsiados destes embriões, submetidos à amplificação de DNA para sexagem. Dos 50 embriões avaliados, 41 (82%) amplificaram o DNA e 9 (18%) não amplificaram. Das 50 biópsias realizadas, 31 (62%) amostras amplificaram e 19 (38%) não amplificaram. Dos 41 embriões que amplificaram, 27 (65,9%) eram fêmeas e 14 (34,1%) machos. Em 40 (80%) dos casos, tantos os embriões como as amostras amplificaram e foi possível identificar o sexo e sempre foi concordante.

CONCLUSÃO: O menor numero de amplificação nas biopsias ocorreu devido à dificuldade no manuseio das amostras, provavelmente houve perda de algumas não tornando possível sua amplificação. A concordância dos resultados em 80% dos casos mostra que não houve contaminação com DNA estranho. Através desta técnica podem-se encontrar os erros e aprimorar o desempenho.

Palavras-chave: Reação em cadeia da polimerase. Embriões bovinos. Treinamento.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    12 Dez 2003
  • Data do Fascículo
    Set 2003
Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Av. Brigadeiro Luís Antônio, 3421, sala 903 - Jardim Paulista, 01401-001 São Paulo SP - Brasil, Tel. (55 11) 5573-4919 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: editorial.office@febrasgo.org.br