Accessibility / Report Error

Prevalência e multiplicidade do papilomavírus humano (HPV) na cérvice uterina de mulheres infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV)

Prevalence and multiplicity of human papillomavirus in cervix uterine of women infected with human immunodeficiency virus (HIV)

RESUMO DE TESE

Autor: Christine Miranda Corrêa

Orientador: Prof. Dr. Victor Hugo Melo

Dissertação apresentada à Área de Concentração em Ciências da Reprodução, Patologia Mamária e Ginecológica e Perinatologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas em 29 de maio de 2007.

OBJETIVO: determinar a prevalência e a multiplicidade do HPV na cérvice uterina de mulheres infectadas pelo HIV.

MÉTODOS: foram avaliadas 288 pacientes atendidas no Centro de Treinamento e Referência de Doenças Infecciosas e Parasitárias (CTR–DIP) Orestes Diniz da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, em convênio com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e no sistema público de saúde de Betim, Barbacena, Conselheiro Lafaiete e Divinópolis. De agosto de 2003 a agosto de 2006, realizaram–se: anamnese, exame ginecológico com coleta de material para detecção do HPV pela PCR, colpocitologia oncótica, colposcopia e biópsia, esta quando indicada. Os dados foram analisados no Epi–Info, versão 3.3.2. Para análise das variáveis categórica, foi empregado o teste do c2. Foram considerados 5% como limiar de significância estatística.

RESULTADOS: a prevalência do HPV foi alta (78,8%). Os genótipos mais prevalentes foram HPV–6 (63,9%) e HPV–16 (48,5%). A taxa de pacientes com HPV detectado, mas não genotipado, variou de 0 a 11,1%. A presença do HPV de alto risco foi observada em 160 (70,5%) casos, do HPV de baixo risco em 162 (71,4%) e do HPV de alto e baixo risco concomitante em 125 (55,1%). A infecção por múltiplos genótipos do HPV manifestou–se em 64,8% das pacientes, com predomínio de dois (23,8%) e três (18,9%) tipos. Não houve associação significante entre a prevalência do HPV e uso de preservativo, número de parceiros sexuais, contagem de linfócitos T CD4 e quantificação da carga viral do HIV.

CONCLUSÕES: a prevalência de HPV em mulheres infectadas pelo HIV é alta. A infecção por múltiplos genótipos foi o padrão predominante de infecção pelo HPV.

Palavras–chave: Papilomavírus humano, Vírus da imunodeficiência humana, Reação em cadeia de polimerase, Cérvice uterina, Infecção múltipla

  • Prevalência e multiplicidade do papilomavírus humano (HPV) na cérvice uterina de mulheres infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV)

    Prevalence and multiplicity of human papillomavirus in cervix uterine of women infected with human immunodeficiency virus (HIV)
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      03 Jun 2008
    • Data do Fascículo
      Fev 2008
    Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Av. Brigadeiro Luís Antônio, 3421, sala 903 - Jardim Paulista, 01401-001 São Paulo SP - Brasil, Tel. (55 11) 5573-4919 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
    E-mail: editorial.office@febrasgo.org.br