Embolia do líquido amniótico. Será uma nova gestação possível? Relato de caso

Ana Filipa Cabrita Caeiro Irina Dulce Tapadinhas Matos Ramilo Ana Paula Santos Elizabeth Ferreira Isabel Santos Batalha Sobre os autores

Resumo

A embolia do liquido amniótico (ELA) é uma situação clínica rara, mas potencialmente catastrófica, que se caracteriza por uma combinação de sinais e sintomas clínicos que refletem insuficiência respiratória aguda, colapso cardiovascular e coagulação intravascular disseminada (CID). A sua patogênese ainda não é totalmente compreendida. Mais recentemente, a visão tradicional de obstrução dos capilares pulmonares por êmbolo de líquido amniótico, como explicação principal para a etiologia desta síndrome, tem sido desconsiderada, assumindo os fatores imunológicos e a ativação das cascatas de resposta inflamatória um papel importante. A embolia do líquido amniótico tem um carácter imprevisível, e o seu diagnóstico é exclusivamente clínico, sendo o tratamento sobretudo de suporte respiratório e cardiovascular, com a concomitante administração de derivados do sangue para corrigir a CID. Nenhum teste de diagnóstico é recomendado até o momento, embora vários marcadores do sangue periférico se encontrem em estudo. Os autores apresentam um caso clínico de uma mulher que sobreviveu a um quadro de embolia de líquido amniótico na sua gravidez prévia, e que teve uma gravidez subsequente sem recorrência do quadro, contribuindo com mais um testemunho clínico do baixo risco na gravidez pós-ELA.

Palavras-chave:
embolia do líquido amniótico; colapso cardiovascular; coagulação intravascular disseminada; morte materna

Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Av. Brigadeiro Luís Antônio, 3421, sala 903 - Jardim Paulista, 01401-001 São Paulo SP - Brasil, Tel. (55 11) 5573-4919 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: editorial.office@febrasgo.org.br