Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, Volume: 20, Issue: 7, Published: 1998
  • Neoplasia Intra-epitelial Vulvar: análise Clinicopatológica Trabalhos Originais

    Verdiani, Luiz Antonio; Juliato, Cássia Raquel Teatin; Derchain, Sophie F. Mauricette; Ferro, Júlio Eduardo

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: investigar alguns aspectos epidemiológicos, clínicos e patológicos dos vários graus de neoplasia intra-epitelial vilvar (NIV) e sua relação com o papilomavírus humano (HPV). Métodos: foram analisados os prontuários de 46 mulheres atendidas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da Universidade Estadual de Campinas de janeiro de 1986 a dezembro de 1997. Para análise estatística foram utilizados os testes do chi2, com correção de Yates quando necessário, e exato de Fisher. Em relação à gravidade da lesão vulvar, seis mulheres apresentavam NIV 1, seis NIV 2 e 34 NIV 3. Resultados: A idade, estado menstrual e idade da atividade sexual não estiveram relacionados com a gravidade da NIV, porém, as mulheres com mais de um parceiro sexual mostraram uma tendência maior a apresentar NIV 3 (p=0,090). O tabagismo esteve significativamente associado à gravidade da lesão vulvar (p= 0,031). O HPV foi mais freqüente nas mulheres com idade inferior a 35 anos (p=0,005) e naquelas com múltiplas lesões (p=0,089). Embora o número não tenha mostrado relação com a gravidade da NIV (p=0,703), lesões maiores que 2 cm estiveram significativamente associadas com NIV 3 (p=0,009). O tratamento mais utilizado para NIV 3 foi cirúrgico, com exérese ou vulvectomia simples. Entre as oito mulheres que apresentaram recidiva, apenas uma era portadora de NIV 2. Conclusões: Entre as mulheres com NIV, as fumantes e com mais de um parceiro sexual apresentaram lesões mais graves. A presença de HPV foi maior nas pacientes jovens com múltiplas lesões. Mulheres com NIV 3 apresentaram lesões maiores que 2 cm e uma alta taxa de recidiva, independentemente do tratamento utilizado.

    Abstract in English:

    The purpose of the present study was to evaluate some epidemiological, clinical and pathological characteristics of the different grades of vulvar intraepithelial neoplasia (VIN), and its relation with the presence of human papillomavirus (HPV). The charts of 46 women with VIN, examined from 1986 through 1997, were reviewed. For statistical analysis the chi² with yates correction when appropriate, and Fisher's exact tests were used. Regarding the grade of VIN, six women presented VIN 1, six others had VIN 2 and the remaining 34 presented VIN 3. All women presented similar characteristics such as age, menstrual status and age at first sexual intercourse. Women with more than one lifetime sexual partner had a tendency to show more VIN 3 (p = 0.090). Cigarette smoking was significantly associated with the severity of the vulvar lesion (p = 0.031). HPV was significantly more frequent in women younger than 35 years of age (p = 0.005) and in women with multiple lesions (p = 0.089). Although the number of lesions were not related to the severity of VIN (p = 0.703), lesions with extensions greater than 2 cm were significantly associated with VIN 3 (p = 0.009). The treatment of choice for VIN 3 was surgery, including local resection and simple vulvectomy. Eight women relapsed, and only one had VIN 2. We concluded that among women with VIN, cigarette smoking and more than one lifetime sexual partner were associated with high-grade lesions. HPV was more frequent among patients younger than 35 years of age presenting multiple lesions. Women with VIN 3 presented lesions bigger than 2 cm and a high relapse rate, despite the type of treatment applied.
  • Condiloma Acuminado em Crianças e Adolescentes Trabalhos Originais

    Rehme, Marta Francis Benevides; Carvalho, Newton Sérgio de; Ihlenfeld, Mauro Fernando Kürten; Chuery, Ana Carolina Silva

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: analisar os fatores epidemiológicos, manifestações clínicas e forma de tratamento da infecção pelo papilomavírus. Métodos: todos os casos de condiloma acuminado em crianças e adolescentes atendidas no período de 1990 a 1995 no Ambulatório de Ginecologia Infanto-Puberal foram revisados, tendo sido coletados dados referentes a idade, manifestações clínicas, local das lesões, formas de transmissão e tratamento. Resultados: entre os 18 casos estudados, a média de idade foi de 6 anos e 11 meses (variando de 2 a 15 anos). A manifestação clínica mais comum foi a presença de verrugas (61,1%). As lesões eram localizadas na região vulvoperineal em 44,4% das pacientes, sendo que lesões perianais e vulvares foram observadas em 27,8% e 22,2% dos casos, respectivamente. Não foi possível confirmar a ocorrência de abuso sexual nem de lesões condilomatosas nos pais em 66,7% dos casos. Provável abuso sexual (não-confirmado) foi relatado em 2 casos. A terapêutica básica foi a cauterização química. Conclusões: o abuso sexual em crianças e adolescentes com condiloma acuminado deve ser investigado, apesar da existência de outras formas de transmissão, incluindo auto ou heteroinoculação. As formas de apresentação na idade jovem diferem das do adulto, sendo necessária uma terapêutica adequada a essa população.

    Abstract in English:

    Parpose: to analyze the epidemiologic factors, clinical manifestations and forms of treatment of infection with papiloma virus. Method: all cases of condyloma acuminatum in children and adolescents assisted in the period from 1990 to 1995 in the Service of Children and Adolescent Gynecology were revised. We present the following data: age, diagnosis, clinical manifestations, sites of the lesions, transmission modes and treatment. Results: the average age of the 18 studied cases, was 6 years and 11 months (ranging from 2 to 15 years). The most common clinical manifestation was the presence of warts (61.1%). The lesions were located in the vulvoperineal area in 44.4% of the patients, and perianal and vulvar lesions were observed respectively in 27.8% and 22,2% of the cases. It was not possible to confirm the occurrence of sexual abuse or of condyloma lesions in the parents in 66.7% of the cases. Probable sexual abuse (not confirmed) was reported in 2 cases. The basic therapy was chemical cauterization. Conclusions: sexual abuse in children and adolescents with condyloma acuminatum should be investigated in spite of the existence of other transmission ways including auto- or heteroinoculation. The presentation forms at young age differ from those in adults, and thus an appropriate therapy for this is necessary for this population.
  • Diagnóstico, Conduta Obstétrica e Resultados Perinatais em Fetos com Hidrocefalia Trabalhos Originais

    Passini Júnior, Renato; Nóbrega, Simone Pimenta; Cecatti, José Guilherme; Barini, Ricardo; Silva, João Luiz Pinto e

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: avaliar os métodos para diagnóstico, características da gestação, complicações maternas e resultados perinatais em casos de hidrocefalia congênita, correlacionando-os com variáveis gestacionais e do parto. Método: avaliaram-se 116 gestações com este diagnóstico antes ou após o parto, dos quais 112 ocorridos na Maternidade do CAISM da UNICAMP no período de 1986 a 1995. Para as variáveis perinatais, utilizaram-se os dados completos de 82 recém-nascidos. Para a análise dos dados, calcularam-se as distribuições e médias, usando-se os testes de c² e exato de Fisher. Resultados: geralmente o diagnóstico foi anterior ao parto, confirmado pelo exame ecográfico, e o parto foi por cesárea na maioria dos casos. A cefalocentese foi realizada em 11 casos e as complicações no parto vaginal foram mais freqüentes que na cesárea. O índice de Apgar baixo foi mais freqüente entre os recém-nascidos de parto vaginal. A hidrocefalia congênita esteve também associada a importante morbidade e mortalidade neonatal e perinatal, outras malformações e número muito pequeno de crianças sem seqüelas. Conclusões: a avaliação destes fatores pode ser de grande utilidade para o obstetra acompanhar gestantes com esta malformação fetal, dando maior respaldo às decisões que, além de médicas e éticas, devem levar em conta a relação risco-benefício das medidas a serem tomadas.

    Abstract in English:

    Objective: to evaluate the diagnosis, characteristics of pregnancy, maternal complications and perinatal outcome in cases of congenital hydrocephalus, and to associate them with pregnancy and delivery variables. Methods: 116 pregnancies with this diagnosis were evaluated before or after delivery, 112 of them occurring at the Maternity ward of CAISM/UNICAMP during the period between 1986 and 1995. For perinatal variables, complete data of 82 newborns were used. For data analysis, distributions and means were calculated and c² and Fisher exact tests were applied. Results: generally the diagnosis was made before delivery, confirmed by ultrasound and the delivery was through a cesarean section in cases. Cephalocentesis was performed in 11 cases and complications were more frequent in vaginal delivery than cesarean section. Low Apgar scores were more frequent among newborn babies delivered vaginally. Congenital hydrocephalus was also associated with important neonatal and perinatal morbidity and mortality, with other malformations, and a very low number of children without sequelae. Conclusions: the evaluation of these factors may be of great value for the obstetrician who is following pregnant women with this fetal malformation. This could better support the decisions that, although medical and ethical, should take into account the risk-benefit ratio of measures to be taken.
  • O Impacto da Idade Materna Avançada sobre os Resultados da Gravidez Trabalhos Originais

    Cecatti, José G.; Faúndes, Aníbal; Surita, Fernanda G. C.; Aquino, Márcia M. A.

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: identificar o efeito da idade sobre os resultados maternos e perinatais das gestações ocorridas em mulheres com 40 anos ou mais. Métodos: comparamos 494 gestantes com mais de 40 anos, com 988 gestantes com idade entre 20 e 29 anos, pareando-as por paridade. Após controlar possíveis variáveis confundidoras pela análise multivariada, a idade materna avançada manteve associação com a maior prevalência de hipertensão arterial, apresentação anômala, parto por cesária, hemorragia puerperal, índice de Apgar baixo, morte perinatal, natimortalidade e sofrimento fetal intraparto. Resultados: a idade materna avançada esteve isoladamente associada à hipertensão arterial, apresentação anômala, diagnóstico de sofrimento fetal intraparto, parto por cesária e hemorragia puerperal. Com relação aos resultados neonatais, a idade materna avançada estava associada independentemente apenas ao baixo índice de Apgar, morte perinatal e óbito fetal. Conclusões: esses achados mostram a necessidade de assistência obstétrica adequada com atenção especial a esses fatores para procurar melhorar os resultados maternos e perinatais das gestantes com idade avançada.

    Abstract in English:

    Most authors agree on the negative impact of pregnancy in women with advanced maternal age on maternal and perinatal outcome. However, it is not usual to evaluate if some considered risk factors are only confounders because they are present in women over forty years. In order to identify the isolated effect of age on maternal and perinatal outcome of pregnancies in women over forty, 494 pregnancies from this age group were compared to 988 pregnancies among women aged 20 to 29 years, matched by parity. After controlling possible confounding variables through multivariate analysis, advanced maternal age maintained its association with a higher prevalence of hypertension, malpresentation, cesarean section, postpartum hemorrhage, low Apgar score, perinatal death, late fetal death and intrapartum fetal distress. These findings show the need for adequate obstetrical care with special attention to those factors in order to improve maternal and perinatal outcome of pregnancies in women with advanced age.
  • Estudo da Mortalidade Materna no Município de São Paulo durante o Ano de 1996 Trabalhos Originais

    Pazero, Luis Carlos; Marcus, Paulo Afonso Ferrigno; Vega, Carlos Eduardo Pereira; Boyaciyan, Krikor; Barbosa, Sônia Antonini

    Abstract in Portuguese:

    Objetivos: estabelecer uma lista das doenças que provocaram óbito materno por ordem de freqüência. Métodos: no ano de 1996 foram registrados 65.406 óbitos no Município de São Paulo, sendo que 26.778 foram mulheres. Destas, 4.591 se encontravam na faixa entre 10 e 49 anos. Realizamos uma análise deste último grupo, tendo por crivo o campo "Causa da Morte" da Declaração de Óbito, onde tentamos estabelecer alguma correlação entre a patologia ali descrita e o ciclo gravídico-puerperal. Separamos para um estudo mais aprofundado 293 Declarações de Óbito, das quais selecionamos, após pesquisa hospitalar e/ou visita domiciliar, um total de 119 casos positivos para morte materna. Os casos positivos para morte materna foram então tabulados, agrupados e analisados por idade e patologia, utilizando-se os grandes grupos de assistência. Resultados: dos 119 casos positivos para morte materna não havia referência ao estado gravídico-puerperal em 53 deles, ou seja, 40,54% de subnotificação. Os casos foram agrupados por patologia, sendo que encontramos um predomínio de casos de eclâmpsia/pré-eclâmpsia (18,02%), seguidos pelos casos decorrentes de complicações hemorrágicas de terceiro trimestre e puerpério (12,61%), complicações de aborto (12,61%), infecção puerperal (9,91%) e cardiopatias (9,91%). Conclusões: pela primeira vez estamos divulgando o Coeficiente de Mortalidade Materna Tardio para o Município de São Paulo, que foi de 51,33/100.000 nascidos vivos. Utilizamos para divulgação oficial, porém, o Coeficiente de Mortalidade Materna para óbitos até 42 dias de puerpério, que para o Município de São Paulo foi de 48,03/100.000 nascidos vivos. Lembramos que a este valor não se deve aplicar nenhum fator de correção, tendo em vista termos feito uma busca ativa de casos.

    Abstract in English:

    Purpose: to establish a list of diseases promoting maternal death according to frequency. Methods: In 1996, 65,406 deaths were recorded in the City of São Paulo, 26,778 of which were of women. Of these, 4591 were within the 10-49 year age bracket. We analyzed the latter group, regarding at the field "Cause of Death" in the Death Certificate, trying to establish some correlation between the described pathology, and the pregnancy-puerperium cycle. We separated for a further study 293 Death Certificates, from which we selected, after hospital survey and/or home visits, a total of 119 positive cases for maternal death. The positive cases for maternal death were then tabulated, grouped and analyzed according to age and pathology, using the great medical care groups. Results: as regards the 119 positive cases for maternal death, we did not find any reference to the pregnancy-puerperium state in 53 of them (that is, 40.54% subnotifying). The cases were grouped according to pathology, where we found a predominance of eclampsia/pre-eclampsia cases (18.02%), followed by cases resulting from hemorrhagic complications in the third quarter and puerperium (12.61%), abortion complications (12.61%), puerperal infection (9.91%) and cardiopathies (9.91%). Conclusions: for the first time, we are publishing the Late Maternal Mortality Coefficient for the City of São Paulo, which was 51.33/100,000 born alive. However, we used for the official publication the Maternal Mortality Coefficient for death within up to 42 days of puerperium, which was, 48.03/100,000 born alive for the city of São Paulo. We should bear in mind that no correction factor should be applied to these figures since we have made an active search of cases.
  • Redução Endometrial por Vídeo-Histeroscopia: experiência em um Hospital de Ensino Equipamentos e Métodos

    Barbosa, Caio Parente; Santos, Marcelo Ettruri; Napolitano, Ana Cristina; Tamanaka, Paula Harue; Cordts, Emerson Barchi

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: demonstrar a efetividade da redução endometrial vídeo-histeroscópica no tratamento do sangramento uterino anormal. Métodos: foram analisados os prontuários de 60 pacientes com sangramento uterino anormal não-controlado clinicamente. Resultados: oitenta e oito por cento das pacientes tiveram resposta adequada ao tratamento (53,3% oligomenorréia e 35% amenorréia). Foi encontrado um índice de 8,3% de complicações (5 perfurações uterinas). Conclusão: a redução endometrial vídeo-histeroscópica é uma técnica eficaz no tratamento do sangramento uterino anormal não-controlado clinicamente, com baixos índices de complicações intra e pós-operatórias.

    Abstract in English:

    Objective: to demonstrate the effectiveness of video-hysteroscopic endometrial resection in the treatment of abnormal uterine bleeding. Patients and method: The authors studied 60 records of patients with abnormal uterine bleeding who did not respond to clinical treatment. Results: eighty-eight percent of the patients had adequate response to the treatment (53% oligomenorrhea and 35% amenorrhea). The complication rate was 8.3% (5 uterine perforations). Conclusion: video-hysteroscopic endometrial resection is an effective technique to treat abnormal uterine bleeding which failed to respond to clinical management. The intra and postoperative complication rates are low.
  • Adenocarcinoma de Células Claras de Endocérvice em Menina de 7 anos Relato de Caso

    Rehme, Marta Francis Benevides; Ihlenfeld, Mauro Fernando Kürten; Chuery, Ana Carolina Silva

    Abstract in Portuguese:

    O adenocarcinoma de células claras de colo e vagina em adolescentes é uma doença rara e na maioria das vezes associada com o uso do dietilestilbestrol (DES) durante a gestação. A queixa mais freqüente é o sangramento vaginal irregular que pode ser incorretamente interpretado como vaginite nas crianças e como alterações do eixo hipotálamo-hipófise nas adolescentes. Relatamos o caso de adenocarcinoma de células claras de endocérvice em uma menina de 7 anos de idade atendida no Ambulatório de Ginecologia da Infância e Adolescência, e chamamos a atenção para o diagnóstico de câncer genital que, embora raro nesta faixa etária, deve ser cogitado quando deparamos com sangramento genital em crianças.

    Abstract in English:

    Clear cell adenocarcinoma of the vagina and cervix is a rare disease associated commonly with the use of diethylstilbestrol (DES) during pregnancy. The most commom complaint is irregular vaginal bleeding, which could be confused with vaginitis in children and abnormalities in the hypothalamic-pituitary axis in adolescents. We report a case of clear cell adenocarcinoma of the endocervix in a 7-year-old child who was attended at the Children and Adolescent Gynecology Sector, and we call attention to the diagnosis of genital cancer which, in spite of its rarity at this age, must be considered in children with genital bleeding.
  • Mola Completa em Gravidez Gemelar: relato de Caso Relato de Caso

    Maestá, Izildinha; Calderon, Iracema M.P.; Rudge, Marilza V.C.; Sales, Magaly M.; Saggioro, Fabiano P.; Peraçoli, José Carlos

    Abstract in Portuguese:

    A gravidez gemelar na qual coexistem um feto normal e uma mola completa é um evento raro. Complicações clínicas e aumento de risco de malignização são de importância nesta patologia. Este trabalho descreve um caso de diagnóstico tardio em decorrência da presença do feto. Este diagnóstico foi feito no momento da resolução da gestação e confirmado por estudo histopatológico e citometria de fluxo. A resolução da gestação foi por via transpélvica em decorrência de hemorragia uterina maciça. O seguimento pós-molar evidenciou a persistência de níveis elevados de bhCG, obtendo-se remissão completa da doença com o uso do metotrexato. À luz deste caso, discutem-se o diagnóstico, a história natural e a conduta desta rara intercorrência na clínica obstétrica.

    Abstract in English:

    Twin pregnancy in which a normal fetus and a complete mole develop at the same time is a rare event. Clinical complications and malignancy are frequent in this type of disease.This report is about a case of a late diagnosis due to the presence of the fetus. The diagnosis was made when the pregnancy was interrupted and then confirmed by histopathological study and flow cytometry. The pregnancy was terminated transpelvically due to massive uterine hemorrhage. The post-molar follow-up showed the persistence of high levels of bhCG. The patient's complete recovery was achieved after the administration of methotrexate. The diagnosis, natural history, and procedures for this rare disease are discussed in view of this case.
  • Estudo Morfológico e Morfométrico do Endométrio de Mulheres na Pós-Menopausa Durante Terapêutica Estrogênica Contínua, Associada ao Acetato de Medroxiprogesterona a Cada Dois, Três e Quatro Meses Resumos de Teses

    Bortoletto, Cláudia de Carvalho Ramos
  • Sangramento e Endometrite em Pacientes Portadoras de DIU Pós-Placentário na Maternidade de Encruzilhada - Recife (PE) Resumos de Teses

    Stefan, Welkovic
  • Estudo Controlado e Randomizado para Prevenção de Infecção Pós-Cesárea com Penicilina e Cefalotina Resumos de Teses

    Mendonça Neto, Moisés
Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Av. Brigadeiro Luís Antônio, 3421, sala 903 - Jardim Paulista, 01401-001 São Paulo SP - Brasil, Tel. (55 11) 5573-4919 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: editorial.office@febrasgo.org.br