Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, Volume: 23, Issue: 2, Published: 2001
  • O Futuro da FEBRASGO Editorial

  • Follow-up of women who sought sterilization reversal at a public infertility clinic Trabalhos Originais

    Fernandes, Arlete Maria dos Santos; Arruda, Maurício De Souza; Palhares, Marco Antônio Rocha; Benetti Junior, Nei Danilo; Moreira, Cristiane Menabo

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: analisar o seguimento de mulheres arrependidas que buscaram reversão da laqueadura tubárea em serviço público. Métodos: foi realizado estudo retrospectivo das causas do arrependimento e dos resultados do tratamento em cima da população de mulheres com laqueadura tubárea atendida em Ambulatório de Esterilidade Conjugal, no período de junho de 1983 a junho de 1998. A análise dos dados foi descritiva. Resultados: entre as 147 mulheres que procuraram o serviço, a maioria tinha idade entre 20 e 30 anos e 60% delas havia sido submetida à laqueadura tubárea antes dos 25 anos de idade. Durante o acompanhamento, 54,4% das mulheres desistiram do tratamento, 15% foram desaconselhadas a seguir a investigação e somente 31 mulheres (21%) foram submetidas à reanastomose tubárea. Quatorze mulheres engravidaram, e destas, nove (6,1%) tiveram gestações a termo. Conclusão: as mulheres que requerem laqueadura devem ser aconselhadas e esclarecidas sobre o caráter definitivo do método, tentando-se diminuir o arrependimento após o procedimento.

    Abstract in English:

    Purpose: to analyze the follow-up of regretful sterilized women who sought sterilization reversal at a public service. Method: a retrospective study was carried out with a population of sterilized women who attended the infertility clinic during the period from June 1983 to July 1998. The analysis of the data was descriptive. Results: among the 147 women who sought the infertility clinic, most were 20 to 30 years old and 60% were sterilized at the age of 25 years. During follow-up, 54.4% of the initial patients gave up treatment, 15% were discouraged to continue the investigation and only 31 (21%) underwent tubal anastomosis. Fourteen women became pregnant and nine (6.1%) of them had term gestation. Conclusion: women who request sterilization should be counseled and instructed about the definitive feature of this method in order to reduce regret after sterilization.
  • Cyclical mastalgias: a nonpharmacological treatment (reassurance) Trabalhos Originais

    Sivini, Flávio Nunes; Molina, Aurélio; Costa, Cícero Ferreira Fernandes; Sivini, Flávio Murilo Pinto

    Abstract in Portuguese:

    Objetivos: avaliar o tratamento não-medicamentoso (orientação verbal) como primeira opção terapêutica para mulheres com mastalgia cíclica e observar se o tempo de existência da sintomatologia dolorosa altera os resultados. Métodos: conduzimos um estudo do tipo experimental não-controlado com uma amostra de 128 mulheres com história clara de mastalgia cíclica, tratadas com orientação verbal. Uma escala analógica visual da dor foi usada antes e após o tratamento, a fim de avaliar a severidade, e classificamos as mastalgias em graus I (leve), II (moderado) e III (severo), de acordo com a intensidade da dor. Usamos também o "Cardiff Breast Score" (CBS) modificado para avaliar a resposta clínica ao tratamento. A análise dos dados foi feita com o teste do chi² (Epi-Info 6.04). Resultados: verificou-se um índice de sucesso de 59,4% com a orientação verbal, mas não houve resposta com diferença estatisticamente significante entre os grupos (p = 0,16) com diferentes graus de mastalgia. A resposta menos satisfatória ao tratamento não-medicamentoso nas pacientes que apresentavam um período de tempo mais longo de sintomatologia foi apenas aparente, pois não houve diferença estatisticamente significante (p = 0.14). Conclusão: a orientação verbal deve ser tentada sempre como a primeira escolha terapêutica para mulheres com mastalgia cíclica, independentemente do grau de intensidade da dor. O curso prolongado da dor não interferiu nos resultados.

    Abstract in English:

    Purpose: to evaluate the nonpharmacologic treatment (reassurance) as a first line therapy for women with cyclical mastalgia, and to observe if a prolonged course of pain alters the outcome. Methods: we conducted a noncontrolled experimental study with a sample of 128 eligible women with a clear history of cyclical mastalgia treated with reassurance. A visual linear analogical scale of the pain was used before and after treatment in order to assess its severity and the mastalgias were classified into degrees I (mild), II (moderate) and III (severe) according to the intensity of pain. We also used a modified Cardiff Breast Score (CBS) to assess the clinical response. The data analysis was performed using the chi² test (Epi-Info 6.04 software). Results: we verified a success rate of 59.4% with reassurance, but there was no significant statistical difference between the groups (p = 0.16) with different degrees of mastalgia. The less satisfactory response to the nonpharmacologic treatment in those pacients with a prolonged course of pain was only apparent, since there was no significant statistical difference (p = 0.14). Conclusion: reassurance should be always tried as the first choice treatment for women with cyclical mastalgia, independently of pain intensity. Prolonged course of pain did not alter the outcome.
  • Estrogen and progesterone receptors in peritoneal fluid cell sediment in pelvic endometriosis: immunocytochemical study Trabalhos Originais

    Eleutério Junior, José; Cavalcante, Diane Isabelle Magno; Ferreira, Francisco Valdeci de Almeida; Medeiros, Francisco das Chagas

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: avaliar a expressão de receptores de estrógeno (RE) e progesterona (RP) em esfregaços de sedimento de fluido peritoneal em pacientes com endometriose, comparando-a com a de mulheres sem endometriose. Métodos: foi realizado imunocitoquímica para RE e RP em esfregaços de sedimento de fluido peritoneal em 19 casos de endometriose e 7 sem endometriose (controle). Os dados foram submetidos ao teste t de Student para análise estatística. Resultados: em 84,6% dos casos de pacientes com endometriose, células tipo endometrial expressaram RE, numa média de 4,1%, ao passo que nos casos sem endometriose foi positivo em 42,9%, com uma expressão média de 4,5% (p = 0,1706). RP foi expresso apenas em um caso, com endometriose, com história de rotura de endometrioma. Conclusões: não houve diferença da expressão de RE entre os casos de endometriose e os casos-controle, observando-se um comportamento distinto em tecidos. Um mais aprofundado estudo deve ser feito para melhor avaliar o enigmático mecanismo envolvido na manifestação de receptores hormonais em células esfoliadas.

    Abstract in English:

    Purpose: to evaluate the expression of estrogen (ER) and progesterone (PR) receptors in smears of peritoneal fluid sediment from patients with and without endometriosis. Methods: immunocytochemical study of ER and PR in smears of peritoneal fluid sediment in 19 cases with endometriosis and 7 without (control group), observing their expression. The data were submitted to Student's t-test to evaluate statistical significance. Results: in 84.6% of the cases with endometriosis, endometrial-like cells expressed ER (mean = 4.1%). In cases without endometriosis there was ER expression in 42.9%, with a mean of 4.5% (p = 0.1706). PR was expressed in only one case of endometriosis, with an endometrioma rupture history. Conclusions: there was no difference of ER expression between cases with endometriosis and the control group, in contrast to tissue behavior. Further cases must be studied for a better evaluation of this enigmatic mechanism of hormonal receptors in exfoliated cells.
  • Experimental hypertension and pregnancy in rats: repercussion regarding placental weight and placental index Trabalhos Originais

    Dias, Rogério; Rudge, Marilza Vieira Cunha; Trindade, José Carlos Souza

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: estudar as repercussões da hipertensão sobre o peso da placenta e índice placentário. Métodos: foram utilizadas 82 ratas virgens da linhagem Wistar em idade de reprodução. Após a indução da hipertensão arterial experimental (Modelo Goldblatt I -- 1 rim-1 clipe) as ratas foram sorteadas para compor os 4 grandes grupos experimentais (controle, manipulação, nefrectomia e hipertensão). A seguir, as ratas foram distribuídas por sorteio em 8 subgrupos, sendo quatro prenhes (P) e quatro não-prenhes. Após acasalamento, dos quatro grupos prenhes obtivemos com o nascimento dos recém-nascidos (RN) os seguintes grupos: RN-C, RN-M, RN-N e RN-H, respectivamente, controle, manipulação, nefrectomizado e hipertenso. Resultados: quanto ao peso da placenta, o do grupo RN-C (<IMG SRC="http:/img/fbpe/rbgo/v23n2/06151s1.gif"> = 0,58 ± 0,12) foi estatisticamente maior que o de todos os demais grupos. Por outro lado, verifica-se que o peso das placentas provenientes do grupo RN-M (<IMG SRC="http:/img/fbpe/rbgo/v23n2/06151s1.gif"> = 0,51 ± 0,05) foi maior que o dos grupos RN-N (<IMG SRC="http:/img/fbpe/rbgo/v23n2/06151s1.gif"> = 0,45 ± 0,07) e RN-H (<IMG SRC="http:/img/fbpe/rbgo/v23n2/06151s1.gif"> = 0,42 ± 0,04), os quais não diferiram entre si. Os índices placentários dos grupos P-C (Md = 0,1085) e P-M (Md = 0,1110) não diferiram entre si, mas foram menores que os dos grupos P-N (Md = 0,1175) e P-H (Md = 0,1211), os quais também não diferiram entre si. Conclusões: a hipertensão e a nefrectomia unilateral determinaram redução do peso das placentas e aumento do índice placentário, evidenciando repercussões no desenvolvimento placentário e fetal.

    Abstract in English:

    Purpose: to study the repercussion regarding placental weight and placental index determined by induced experimental hypertension in rats. Methods: a total of 82 rats in reproductive age were used. They were randomly assigned to 4 different groups (control, handled, nephrectomy and hypertension) and renal hypertension was produced by a controlled constriction of the main left renal artery, according to the technique described by Goldblatt, and contralateral nephrectomy (Goldblatt I one kidney--one clip model). Furthermore, they were distributed into non-pregnant groups and pregnant (P) groups. From the pregnant groups, the following newborn groups were obtained: RN-C (control -- newborn group from the pregnant rats without surgical treatment), RN-M (manipulation -- newborn group from the pregnant rats with surgical manipulation), RN-N (nephrectomy -- newborn group from the pregnant rats with nephrectomy) and RN-H (hypertension -- newborn group from pregnant rats with hypertension). Results: the RN-C newborn group (<IMG SRC="http:/img/fbpe/rbgo/v23n2/06151s1.gif"> = 0.58 ± 0,12) showed placental weight higher than the other three groups (RN-M: <IMG SRC="http:/img/fbpe/rbgo/v23n2/06151s1.gif" > or = 0.51 ± 0.05; RN-N: <IMG SRC="http:/img/fbpe/rbgo/v23n2/06151s1.gif" > or = 0.45 ± 0.07 and RN-H: <IMG SRC="http:/img/fbpe/rbgo/v23n2/06151s1.gif" > or = 0.42 ± 0.04). On the other hand, it was possible to observe that the placental weight of the RN-M was higher than that of RN-N and RN-H, respectively, but no difference was observed between the RN-N and RN-H groups. The placental index showed no difference between P-C (Md = 0.1085) and P-M (Md = 0.1110), and also between P-N (0.1175) and P-H (0.1211), but it was observed that the placental indexes of P-C and P-M were smaller that those of P-N and P-H. Conclusion: unilateral nephrectomy and hypertension determined a reduction in placental weight and an increase in the placental index, showing a repercussion regarding placental and fetal development.
  • Effects of betamethasone on the fetuses and placentas of female albino rats Trabalhos Originais

    Souza, Eduardo de; Simões, Manuel J.; Camano, Luiz; Kulay Júnior, Luiz

    Abstract in Portuguese:

    Objetivos: analisar os efeitos da betametasona sobre o binômio materno-fetal da rata albina. Métodos: utilizamos 60 ratas albinas prenhes divididas ao acaso em três grupos numericamente iguais. As ratas do grupo I foram tratadas com betametasona na dose de 1 mg/kg de peso em 0,5 ml de água destilada, por via intramuscular no 11º, 12º, 18º e 19º dia de prenhez; as do grupo II receberam 0,5 ml de água destilada, por via intramuscular no 11º, 12º, 18º e 19º dia de prenhez, e as do grupo III não receberam qualquer fármaco ou veículo. O ganho de peso das matrizes foi avaliado nos dias 0, 7, 14 e 20 de prenhez, sendo que no 20º dia todos os animais foram sacrificados por decapitação. Foram quantificados o número de implantações, de reabsorções, de fetos, de placentas, de malformações maiores, de mortalidade materna e fetal, assim como o peso dos fetos e das placentas. Resultados: nossos resultados revelaram que as matrizes tratadas com betametasona apresentaram menor ganho de peso. Quanto aos fetos e as placentas do grupo tratado, observamos que os pesos foram inferiores aos dos outros grupos. A média de peso dos fetos foi de 3,20 g contra 3,75 g no grupo controle. A média de peso das placentas foi de 0,36 g no grupo tratado com betametasona contra 0,48 g no grupo controle. Todas estas diferenças foram estatisticamente significantes. Conclusões: a betametasona apresenta efeito negativo sobre o ganho de peso das matrizes, fetos e placentas, quando administrada de forma repetitiva a partir da segunda metade da prenhez.

    Abstract in English:

    Purpose: to analyze the effect of betamethasone on the pregnancy of rats. Methods: thirty pregnant rats were divided into three groups of ten animals each. Group I -- the animals received betamethasone IM (1 mg/kg body weight, in 0.5 ml distilled water) on the 11th, 12th, 18th and 19th day of pregnancy. Group II -- the rats received distilled water (0.5 ml) IM on the 11th, 12th, 18th and 19th day of pregnancy. Group III - the rats did not receive any drug or vehicle. The animals were weighed on days 0, 7, 14 and on the 20th of pregnancy, and on the last day of weighing, the animals were sacrificed. The number of implantations, resorptions, fetuses, placentas, malformations, maternal and fetal mortality as well as the weight of the fetuses and placentas were obtained and analyzed. Results: our results show that the rats treated with betamethasone gained significantly less weight. Their fetuses had an average weight of 3.2 g compared with 3.75 g in the control group. The results regarding placental weight were 0.36 g vs 0.48 g, respectively. All these differences were statistically significant. Conclusions: betamethasone had a negative effect on the gain of weight of matrices, fetuses and placentas when administered repeatedly and continuousy after the second half of pregnancy.
  • Changes in amniotic fluid index estimated by ultrasonography in pregnant patients submitted to subtotal immersion in water Trabalhos Originais

    Aires, Celso Engelberto; Mauad-Filho, Francisco; Uilho, Adilson Cunha Ferreira; Gomes, Antonio; Pinheiro-Filho, Luciano S.

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: estudar as modificações do índice de líquido amniótico (ILA), mensuradas pela ultra-sonografia, da pressão arterial média (PAM) e do pulso em gestantes normais quando submetidas a imersão corporal subtotal em água, por diferentes intervalos de tempo, e padronização da técnica. Métodos: foram estudados os valores do ILA, como descrito por Phelan et al.¹, de um grupo de 52 gestantes, com idade gestacional igual ou superior a 28 semanas, consideradas clinicamente normais, antes e após a sua imersão subtotal em um tanque com água aquecida entre 32ºC e 34ºC, por 30, 45 e 60 minutos. Resultados: as médias da PAM, antes e depois da imersão, mostraram diferenças estatisticamente significantes: 87,8 e 87,1 no grupo de 30 minutos, 76,7 e 66,6 no grupo de 45 minutos e 77,4 e 60,7 no grupo de 60 minutos. As médias de pulso também foram diferentes, com valores 74,9 e 78,7 no grupo de 30 minutos, 83,6 e 85,2 no grupo de 45 minutos e 84,9 e 90,6 no grupo de 60 minutos. Quanto ao grupo que foi submetido a imersão por 30 minutos, o valor médio do ILA foi de 11,7 cm antes e de 16,8 cm após imersão. No grupo de 45 minutos, o valor médio do ILA foi de 9,7 cm antes e de 13,8 cm após a imersão. No grupo de 60 minutos, o valor médio do ILA foi de 9,5 cm antes e de 13,6 cm após a imersão. O tempo de imersão de 30 minutos é tão eficaz e suficiente quanto 45 e 60 minutos. Conclusões: a imersão subtotal de gestantes em água é segura, prática e capaz de imobilizar os fluidos durante a gestação, aumentando o volume de líquido amniótico.

    Abstract in English:

    Purpose: to study the changes in amniotic fluid index (AFI) measured by ultrasonography, mean arterial pressure (MAP) and pulse rate in normal pregnant women submitted to subtotal body immersion in water for different periods of time, and to standardize the technique. Methods: AFI values were studied as recommended by Phelan et al.¹ in a group of 52 pregnant women with gestational age of 28 weeks or more considered to be clinically normal, before and after exposure to subtotal immersion in water heated to 32 to 34ºC for 30, 45 and 60 min. The patients were seen at the Ultrasonography and Medical Updating School of Ribeirão Preto and in the Department of Gynecology and Obstetrics of the Faculty of Medicine of Ribeirão Preto, University of São Paulo. Results: before and after immersion, the average of MAP was 87.8 and 87.1 in the group of 30 min, 76.7 and 66.6 in the group of 45 min and 77.4 and 60.7 in the group of 60 min, with statistical significance. Before and after immersion, the means of pulse rates were 74.9 and 78.7 in the group of 30 min, 83.6 and 85.2 in the group of 45 min and 84.9 and 90.6 in the group of 60 min, with statistical significance. The mean of AFI also showed statistical significance. When submitted to 30-min immersion the means of AFI were 11.7 cm before and 16.8 cm after. In the group of 45 min, the averages were 9.7 cm before and 13.8 cm after immersion. In the group of 60 min, the averages were 9.5 cm before and 13.6 cm after immersion. The time of immersion of 30-min was as effective and ample as 45 or 60 min. Conclusions: subtotal immersion in water is a safe and practical procedure that can mobilize fluids during pregnancy, increasing amniotic fluid volume.
  • Rapid test to detect HIV-1 infection among pregnant women Trabalhos Originais

    Duarte, Geraldo; Gonçalves, Carla Vitola; Marcolin, Alessandra Cristina; Paschoini, Marina Carvalho; Quintana, Silvana Maria; Mussi-Pinhata, Marisa M.

    Abstract in Portuguese:

    Objetivos: avaliar os resultados do teste de diagnóstico rápido da infecção pelo HIV-1 disponibilizado pelo Ministério da Saúde, para identificação de gestantes contaminadas por este vírus. Métodos: avaliação prospectiva de 443 gestantes sem teste sorológico para HIV no pré-natal, atendidas no Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP), entre fevereiro e junho de 2000. As amostras destas pacientes foram submetidas ao teste rápido imunocromatográfico, sendo comparadas com ELISA e confirmadas pela aglutinação. Resultados: dentre as 443 gestantes submetidas ao teste rápido (20,1% dos partos no período), 16 apresentaram resultados positivos (3,6%). Nenhuma amostra negativa pelo teste rápido foi positiva pelo ELISA. Entretanto, das 16 amostras positivas pelo teste rápido, duas foram negativas pelos testes confirmatórios. Logo, a sensibilidade do teste rápido foi de 100,0%, especificidade 99,5%, valor preditivo positivo 87,5% e valor preditivo negativo 100,0%. Conclusões: os resultados obtidos na avaliação do teste para o diagnóstico rápido da infecção pelo HIV-1 em gestantes revelaram sensibilidade, especificidade e valores preditivos que o credenciam como recurso extremamente importante na indicação de medidas que reduzem a transmissão perinatal desse vírus.

    Abstract in English:

    Purpose: to evaluate the results of a rapid diagnostic test for HIV-1 infection made available by the Health Ministry for the identification of pregnant women contaminated by this virus. Methods: we evaluated prospectively 443 pregnant women with no prenatal serologic anti-HIV test seen at the Department of Gynecology and Obstetrics of the Faculty of Medicine of Ribeirão Preto, University of São Paulo, from February to June, 2000. Samples from these patients were submitted to the rapid immunochromatographic test, which was compared with ELISA and submitted to a confirmatory agglutination test. Results: among the 443 pregnant women submitted to the rapid test (20.1% of the deliveries performed during the study period), 16 showed positive results (3.6%). No sample with a negative result by the rapid test was positive by ELISA. However, of the 16 samples that were positive by the rapid test, two were negative by the confirmatory tests. Thus, the rapid test showed 100.0% sensitivity, 99.5% specificity, 87.5% positive predictive value, and 100.0% negative predictive value. Conclusions: the results obtained by evaluation of the test for a rapid diagnosis of HIV-1 infection in pregnant women revealed sensitivity, specificity and predictive values that qualify it as an extremely important resource for the indication of measures that will reduce perinatal transmission of this virus.
  • Effects of chronic use of tramadol on pregnant albino rats Trabalhos Originais

    Santos, Alexandra Silva; Azevedo, Eliel Nina de; Oliveira-Filho, Ricardo Martins; Simões, Manuel de Jesus; Kulay Júnior, Luiz

    Abstract in Portuguese:

    Objetivos: analisar os efeitos do cloridrato de tramadol sobre o binômio materno-fetal da rata albina. Métodos: foram constituídos 5 grupos de 10 ratas prenhes tratadas, desde o 1º até o 20º dia de prenhez, da seguinte forma: GI = controles intactas; GII = controles que receberam 0,5 ml de água destilada (veículo do fármaco), 1 vez ao dia, por gavagem; GIII, GIV e GV = grupos que receberam respectivamente 6,7, 20,1 e 45,6 mg/kg por dia de cloridrato de tramadol dissolvidos em água destilada, uma vez ao dia, por gavagem, sempre em volume de 0,5 ml. O ganho de peso durante a gestação foi acompanhado por pesagens no dia 0 e nos dias 7º, 14º e 20º da prenhez. Após sacrifício por depressão respiratória com éter anestésico, quantificou-se o número de implantações, de reabsorções, de fetos, de placentas, de malformações maiores, de mortalidade materna e fetal e os pesos dos fetos e das placentas. Resultados: O ganho de peso corporal materno durante a gestação foi significativamente afetado pelo tramadol, e o efeito foi mais evidente nos grupos IV e V (reduções médias de 41 e 56% no ganho de peso, respectivamente). No grupo III, o ganho foi mais afetado aos 7 e 14 dias (33% em média) do que aos 20 dias de gestação (19%). O tratamento com o fármaco afetou significativamente, e de forma dose-dependente, os seguintes parâmetros: peso individual dos fetos (GV = -39,2%), peso da ninhada (GIV = -51,7%; GV = -44,2%), número de placentas (GIV = -28,4%; GV = --11,6%), peso individual das placentas (GV = -10%) e peso do conjunto das placentas (GIV = -28,4%; GV = -16,8%). Apesar de ter havido aumento do número de reabsorções e de natimortos nos grupos tratados, os dados não foram significativamente diferentes dos controles. Conclusões: O tramadol tem definidos efeitos deletérios sobre a prenhez da rata albina, afetando não só a matriz como também o concepto. Os efeitos foram, de modo geral, mais expressivos aos 14 do que aos 20 dias de prenhez, sugerindo a fase organogênica do concepto como mais susceptível à ação do tramadol do que as fases inicial (embriogênica) e final (termo). Os resultados chamam ainda a atenção para os cuidados a serem observados quanto ao uso deste opióide na gravidez.

    Abstract in English:

    Purpose: to examine the effects of tramadol hydrochloride on rat pregnancy. Methods: five groups of 10 pregnant albino rats each were treated from the 1st up to the 20th day of pregnancy as follows: GI = intact controls; GII = controls which received 0.5 ml of distilled water (drug vehicle) once a day by gavage; GIII, GIV and GV = groups treated respectively with 6.7, 20.1 or 45.6 mg/kg of tramadol hydrochloride once a day by gavage in a final volume of 0.5 mL. Body weight gain was monitored by weighing at the beginning and on the 7th, 14th and 20th day of pregnancy. At term the animals were killed under deep ether anesthesia and the following parameters were evaluated: number of implantations, of resorptions, of viable fetuses and of placentae; presence of major malformations; maternal and fetal mortality and weights of fetuses and placentae. Results: tramadol significantly affected maternal body weight gain, this effect being more apparent in groups IV and V (mean reductions of weight gain of 41 and 56%, respectively). In group III the weight gain was affected more at days 7 and 14 (33% mean gain reductions) than at day 20 (19%). Drug treatment affected significantly and in a dose-dependent fashion the following parameters: individual weight of fetuses (GV = -39.2%), offspring weight (GIV = -51.7%; GV = -44.2%), number of placentae (GIV = -28.4%; GV = -11.6%), individual weight of placentae (GV = -10%) and the total weight of placentae (GIV = -28.4%; GV = -16.8%). Though among the treated animals there was an increase in resorptions and deaths at birth, these events were not significantly different from those found in controls. Conclusions: Tramadol showed definite deleterious effects on albino rat pregnancy, and these effects were exerted not only on the maternal but also the on fetal organisms. Overall, the effects were more pronounced at the 14th than at the 20th day of pregnancy, thus suggesting that the organogenic phase of the fetus is more susceptible than its initial (embryogenic) or final (term) phases. The results call attention to the care which is to be taken when the use of this opioid is considered during pregnancy.
  • Endometrial osseous metaplasia and primary infertility Relato De Caso

    Reggiani, Celeste P. Demeterco; Murata, Marcelo K.; Cequinel, Marcelo G.; Cornel, César A.; Cruz, Jorjan; Francisco, Jean F.; Beduschi, Augusto F.

    Abstract in Portuguese:

    A metaplasia óssea do endométrio é uma condição rara e pode ser explicada por uma neoformação no endométrio, com deposição de sais de cálcio. Entretanto, a situação mais comum é a história prévia de abortamento com permanência de ossículos na cavidade uterina. Foi relatado um caso de ossificação endometrial em uma mulher de 31 anos, sem gravidez prévia ou história de aborto, apresentando dismenorréia e infertilidade. A ultra-sonografia pélvica mostrou área hiperecóica no fundo da cavidade uterina. A histeroscopia foi realizada e uma imagem sugestiva de tecido ósseo foi encontrada. Este tecido foi retirado e a histopatologia confirmou a ossificação endometrial.

    Abstract in English:

    Endometrial metaplastic ossification is a rare condition and can be partially explained by a neoformation in the endometrium, with calcium deposition. However, a common situation is the previous history of abortion with persistence of ossicles in the uterine cavity. The endometrial ossification was reported in a 31-year-old woman, without previous pregnancy or history of abortion. This patient presented dysmenorrhea and infertility. Pelvic ultrasonography showed a hyperechoic area in the uterine fundus. Histeroscopy was performed and an image suggestive of bone was seen. This tissue was removed by histeroscopy and the histopathological analysis confirmed endometrial ossification.
  • Estudo ultra-sonográfico, histerossonográfico, histeroscópico e anatomopatológico da cavidade uterina de mulheres na pós-menopausa Resumos De Teses

    Accorsi Neto, Alfeu Cornélio
  • Tratamento da síndrome dos ovários policísticos com metformina: avaliação de resultados clínicos e laboratoriais Resumos De Teses

    Maciel, Gustavo Arantes Rosa
  • Sexualidade na adolescência: conhecimentos, atitudes e práticas dos adolescentes estudantes do município de Maceió Resumos De Teses

    Leite, Alessandra Plácido Lima
  • Concentração sérica de leptina na síndrome dos ovários policísticos: correlação com resistência à insulina e parâmetros metabólicos Resumos De Teses

    Mendonça, Hérica Cristina
  • Tratamento de ratas diabéticas prenhes com extrato de Bauhinia forficata (pata-de-vaca): repercussões materno-fetais Resumos De Teses

    Damasceno, Débora Cristina
  • Correlação entre os achados mamográficos, ultrassonográficos e histopatológicos de lesões não-palpáveis de mama Resumos De Teses

    Spina, Luciano Antonio Ribeiro
Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Av. Brigadeiro Luís Antônio, 3421, sala 903 - Jardim Paulista, 01401-001 São Paulo SP - Brasil, Tel. (55 11) 5573-4919 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: editorial.office@febrasgo.org.br