Uma juventude saudável: representações de uma educação física dos jovens em São Paulo e no Rio de Janeiro na década de 1930

Juventud sana: representaciones de la educación físicade los jóvenes en las ciudades de Sao Paulo y Río de Janeiro en la década de 1930

Edivaldo Góis Junior André Dalben Samuel Ribeiro dos Santos Neto Evelise Amgarten Quitzau Sobre os autores

Resumo:

Este estudo objetiva compreender como era representada a educação física da juventude urbana na década de 1930, em um contexto de embates pela reconstituição da identidade nacional. Limita-se à observação de discursos e práticas evidenciadas por periódicos médicos e pela imprensa nas duas maiores cidades brasileiras, São Paulo e Rio de Janeiro. Conclui-se que os discursos tiveram o objetivo de legitimar práticas voltadas aos corpos, as quais deveriam ser baseadas em um conhecimento científico e em uma moral que pregava a moderação. Entretanto, a necessidade de legitimar a educação física também evidenciou tensões geradas pelos silenciamentos e/ou críticas a outras práticas mais identificadas com a capoeira e com diversões desinteressadas, como a popularização de alguns esportes.

Palavras-chave:
história da educação; juventude; educação física; identidade nacional

Sociedade Brasileira de História da Educação Universidade Estadual de Maringá - Av. Colombo, 5790 - Zona 07 - Bloco 40, CEP: 87020-900, Maringá, PR, Brasil, Telefone: (44) 3011-4103 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: rbhe.sbhe@gmail.com