SOMATÓTIPO E IMAGEM CORPORAL EM PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS

SOMATOTYPE AND BODY IMAGE IN PEOPLE LIVING WITH HIV/AIDS

SOMATOTIPO E IMAGEN CORPORAL EN PERSONAS QUE VIVEN CON VIH/SIDA

Danielle Coutinho de Medeiros Hunaway Albuquerque Galvão José Pereira de Melo Rafaela Catherine da Silva Cunha de Medeiros Tatiane Andreza Lima da Silva Jason Azevedo de Medeiros Carla Glenda Souza Silva Elys Costa de Sousa Paulo Moreira Silva Dantas Sobre os autores

RESUMO

Introdução:

A terapia antirretroviral de alta atividade (HAART) está associada ao surgimento de diversos efeitos adversos na população com HIV/Aids, dentre as quais, a lipodistrofia. Caracterizada pela reorganização anormal de gordura pelo corpo, é um dos efeitos mais relevantes, envolvendo riscos cardiometabólicos e prejuízos na imagem corporal.

Objetivo:

Analisar a somatotipia e a imagem corporal em pessoas vivendo com HIV/AIDS.

Métodos:

A amostra foi composta por cinco mulheres (47,8 ± 6,53 anos) em uso da HAART e fisicamente ativas. Foi realizada uma intervenção com o treinamento concorrente e aconselhamento dietético e avaliou-se a conformação corporal pelo somatótipo e a imagem corporal pela escala de silhuetas.

Resultados:

Não houve diferença na classificação do somatótipo, entretanto, os resultados apontaram diferença significativa para a análise da distância de dispersão entre somatótipos (DDS) na 1ª semana (DDS = 2,63) e 16ª semana de intervenção (DDS = 2,96), quando avaliado pelas médias; e quando avaliado individualmente, verificou-se diferença significativa tanto na DDS quanto na distância espacial entre somatótipos (DES) nos casos 1, na 8ª semana (DDS = 3,20 e DES = 1,01) e 16.a semana (DDS = 2,73); e caso 3, na 1ª semana (DDS = 9,25 e DES = 1,44) e 16ª semana (DDS = 8,06 e DES = 1,37). Quanto à imagem corporal, observou-se a aproximação da imagem atual à imagem ideal (imagem atual inicial = 6; imagem atual final = 5; e imagem ideal inicial e final = 3).

Conclusão:

O programa de treinamento concorrente associado à orientação nutricional produziu resultados positivos tanto no somatótipo quanto na percepção da imagem corporal das participantes, comprovando sua eficácia no controle da lipodistrofia e na satisfação da imagem corporal do grupo avaliado.

Descritores:
HIV; síndrome de imunodeficiência adquirida; somatótipos; imagem corporal

Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Av. Brigadeiro Luís Antônio, 278, 6º and., 01318-901 São Paulo SP, Tel.: +55 11 3106-7544, Fax: +55 11 3106-8611 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: atharbme@uol.com.br