Relação Entre Tempo e Besouros em Mata de Cocal

Relationship Between Meteorological Conditions and Beetles in Mata de Cocal

Marcos Paulo Gomes Gonçalves Sobre o autor

Resumo

O estudo dos fatores temporais na flutuação populacional dos besouros é de fundamental importância para a compreensão da variação que ocorre em sua população. Assim, analisou-se relação entre tempo e flutuação populacional de coleópteros em Mata de Cocal no município de Teresina-PI no período de agosto de 2011 a julho de 2012. Coletaram-se besouros semanalmente em 12 armadilhas pitfall sem atrativos. Confirma-se correlação canônica entre o conjunto de registro de ocorrência mensal da flutuação populacional das famílias Scarabaeidae, Carabidae, Tenebrionidae, Curculionidae, Bolboceratidae, Histeridae e Chrysomelidae e o conjunto de dados mensais de insolação, de precipitação pluviométrica, da umidade relativa do ar e da temperatura média, com magnitude de 0,99, Qui-Quadrado igual a 66,62, com 28 graus de liberdade e o correspondente p-valor igual a < 0,0001. Significativamente (p < 0,0001), houve correlação canônica positiva entre os dados da insolação (0,81) e da precipitação pluviométrica (0,45), e negativa da umidade (-0,75) e da temperatura (-0,21) ao conjunto dos registros de ocorrência mensal da flutuação populacional de famílias de coleópteros. Deste modo, a flutuação populacional da comunidade de besouros é regida predominantemente pelas variáveis temporais da região em que se encontram e que a sua presença é estacional e condicionada por parâmetros meteorológicos, principalmente insolação e umidade relativa do ar.

Palavras-chave:
biometeorologia; entomologia; ecologia

Sociedade Brasileira de Meteorologia Rua. Do México - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, +55(83)981340757 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sbmet@sbmet.org.br