Comparação de produtos de radiação solar incidente à superfície para a América do Sul

Product comparison of solar radiation incident surface for South America

Para algumas aplicações meteorológicas, o conhecimento da radiação solar incidente à superfície (Sin) é muito importante. Métodos convencionais de medida deste fluxo são pontuais e, portanto, representativos de pequenas áreas. Por outro lado, os satélites meteorológicos possibilitam uma cobertura regular de todo o globo terrestre, proporcionando estimativas de fluxos radiativos sobre grandes áreas com resolução espacial do sensor (apenas alguns quilômetros). Além disso, produtos de reanálise fornecem estimativas alternativas de Sin, que precisam ser adequadamente validadas. Este trabalho compara quatro bancos de dados de radiação solar incidente para a América do Sul: três produtos provenientes de reanálise (NCEP/NCAR, ERA-40 e Eta/CPTEC) e o produto gerado pelo algoritmo GL1.2, que produz estimativas da Sin a partir do conjunto de imagens do satélite GOES. Os resultados mostram que os campos de radiação solar incidente dos produtos de reanálise do NCEP/NCAR, ERA-40 e as estimativas do satélite GOES apresentam valores médios mensais bem próximos para todos os biomas e bacias estudados. Já a reanálise do Eta/CPTEC apresentou valores bem mais elevados para à radiação sobre a América do Sul, tanto para a média anual como nas médias mensais analisadas.

Radiação solar incidente; Reanálise; Série de dados


Sociedade Brasileira de Meteorologia Rua. Do México - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, +55(83)981340757 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sbmet@sbmet.org.br