Os pacientes emagrecem após artroplastia total de joelho? Trabalho desenvolvido no Servic¸o de Ortopedia e Traumatologia, Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, Porto Alegre, RS, Brasil.

Carlos Roberto Schwartsmann Alexandre Moreira Borges Geraldo Luiz Schuck de Freitas Eduardo Zaniol Migon Gustavo Kaempf de Oliveira Marcos Wainberg Rodrigues Sobre os autores

RESUMO

OBJETIVO:

Diversos estudos demonstram que pacientes submetidos à artroplastia total do joelho (ATJ) tendem a manter ou a ganhar peso corporal após o procedimento, o que acarretaria aumento no desgaste da prótese e novas intervenções cirúrgicas em um tempo inferior àqueles que se mantém em índice de massa corporal (IMC) adequado. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito da cirurgia de ATJ no IMC desses pacientes.

MÉTODOS:

Inicialmente foram analisados os prontuários, escolhidos ao acaso, de 91 pacientes submetidos à ATJ de agosto de 2011 a julho de 2013. Os pacientes foram estratificados pelo IMC como peso normal (IMC entre 20-25), sobrepeso (IMC entre 25-30) e obesidade (IMC > 30) e reavaliados em 18 meses no mínimo.

RESULTADOS:

A média de idade da população amostral foi de 68,1 anos, 69,1 para homens e 67,2 para mulheres. O IMC médio pré-operatório foi de 27,24 kg/m2. Entre os participantes do estudo, no período pré-operatório, 17 pacientes apresentavam peso normal; 65, sobrepeso e nove, obesidade. A análise pós-operatória demonstrou diminuição no peso em 41 pacientes (46%) e ganho ponderal em 50 (54%). O IMC médio pós-operatório foi de 27,16 kg/m2, de forma geral, ocorreu uma ligeira queda do IMC médio em 0,08 kg/m2.

CONCLUSÃO:

Os pacientes submetidos à ATJ não obtiveram redução significativa do IMC após o procedimento cirúrgico.

Palavras-chave:
Artroplastia do joelho; Índice de massa corporal

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Al. Lorena, 427 14º andar, 01424-000 São Paulo - SP - Brasil, Tel.: 55 11 2137-5400 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rbo@sbot.org.br