Correlação entre o resultado da reconstrução artroscópica do ligamento cruzado anterior do joelho e o retorno à atividade esportiva

Alexandre Almeida Márcio Rangel Valin Ramon Ferreira Nayvaldo Couto de Almeida Ana Paula Agostini Sobre os autores

OBJETIVO:

avaliar o retorno à atividade esportiva pré-lesional num grupo de pacientes submetidos à reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA) com relação à idade, ao sexo, ao IMC e à associação com fratura no MI.

MÉTODOS:

foi analisado um grupo de 265 pacientes submetidos à reconstrução do LCA com enxerto ipsilateral dos tendões flexores da coxa entre julho de 2000 e novembro de 2007.

RESULTADOS:

foram avaliados 176 pacientes com uma média de 34,95 ± 18,8 meses (mediana 31) (IIQ: 20-48 meses). A avaliação mínima foi aos 12 meses e a máxima aos 87 meses. O número de pacientes que retornaram à atividade esportiva prévia à ruptura do LCA foi de 121/176 (68,8%). O retorno mais frequente à atividade esportiva entre os pacientes até 30 anos foi considerado significativo (p = 0,016) [OR = 0,44 (95% IC 0,22-0,86)]. Não foi considerado significativo o retorno mais frequente à atividade esportiva prévia para o sexo masculino (p = 0,273) para os indivíduos com IMC < 25 (p = 0,280) e para pacientes com a lesão do LCA não relacionada a um episódio inicial traumático com fratura no MI (p = 0,353).

CONCLUSÕES:

o índice de retorno à atividade esportiva prévia à lesão do LCA foi de 68,8%. Foi verificado de forma significativa que pacientes com idade até 30 anos têm um maior índice de retorno à atividade esportiva após a cirurgia. Com relação ao sexo, IMC e à associação com um episódio inicial traumático de fratura no MI não houve diferença estatística para o retorno à atividade esportiva.

Ligamento cruzado anterior; Joelho; Atividade motora


Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Al. Lorena, 427 14º andar, 01424-000 São Paulo - SP - Brasil, Tel.: 55 11 2137-5400 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rbo@sbot.org.br