O exame físico no diagnóstico de lesões meniscais: uma correlação com os achados cirúrgicos

Ricardo da Rocha Gobbo Victor de Oliveira Rangel Francisco Consoli Karam Luiz Antônio Simões Pires

OBJETIVO: Foi avaliado o conjunto de cinco manobras para as lesões meniscais (McMurray, Apley, Childress, Steinmann 1 e 2) e calculados a sensibilidade, especificidade, acurácia e likelyhoods do conjunto dessas manobras. Os mesmos cálculos foram aplicados a cada teste individualmente. MÉTODOS: Cento e cinquenta e dois pacientes de ambos os sexos que iriam realizar videoartroscopia do joelho foram examinados por um dos cinco residentes desse hospital de forma cega sem que esse soubesse seus dados clínicos e porque seriam operados. Esse exame era realizado imediatamente antes da videoartroscopia e seus resultados anotados em planilha eletrônica. O conjunto de manobras foi considerado positivo quando uma era positiva. Já na análise individual, bastava o teste ser positivo. RESULTADOS: A análise mostrou que o conjunto dos cinco testes meniscais apresenta 89% de sensibilidade, 42% de especificidade, 75% de acurácia, likelyhood + de 1,53 e um likelyhood - de 0,26. Individualmente os testes apresentaram acurácia entre 48 e 53%. CONCLUSÃO: O conjunto de manobras para as lesões meniscais tem boa acurácia e valor significativo, principalmente para excluir lesões. Os testes isolados têm menor valor diagnóstico, sendo o teste de Apley o de melhor especificidade.

Joelho; Artroscopia; Exame Físico; Cirurgia Vídeo-Assistida; Estudo Comparativo


Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Al. Lorena, 427 14º andar, 01424-000 São Paulo - SP - Brasil, Tel.: 55 11 2137-5400 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rbo@sbot.org.br