Revista Brasileira de Ortopedia, Volume: 42, Issue: 7, Published: 2007
  • EDITORIAL Editorial

    Giesta, Carlos
  • Nutrients impact on bone health: new trends Atualização

    Morais, Glaucia Queiroz; Burgos, Maria Goretti Pessoa de Araújo

    Abstract in Portuguese:

    A nutrição é fator importante modificável no desenvolvimento/manutenção da massa óssea (MO) e prevenção da osteoporose. Esta é uma doença caracterizada por decréscimo na massa esquelética e elevação da suscetibilidade a fraturas. O desenvolvimento do pico de massa óssea (PMO) é ainda o maior determinante dessa condição. Por isso, alterações com a idade sinalizam a importância da manutenção de nutrição adequada durante o desenvolvimento desse pico. Indivíduos que atingiram elevado PMO terão, na idade adulta, baixo risco de desenvolver doenças osteometabólicas com o envelhecimento. Os efeitos dos nutrientes sobre as estruturas esqueléticas são intensos e amplos; alguns, há anos, são consistentemente relacionados com a saúde óssea, como o cálcio, fósforo e vitamina D. Entretanto, outros nutrientes vêm sendo sugeridos como essenciais para o metabolismo ósseo normal: proteínas, lipídeos, potássio, vitaminas K e A e cloreto de sódio. A influência das interações entre tais fatores nutricionais, meio ambiente, estilo de vida e hereditariedade auxiliarão na compreensão da complexidade do desenvolvimento da osteoporose e subseqüentes fraturas. Em adição, déficit energético pode acarretar redução da MO, em face dos distúrbios endócrino-metabólicos desencadeados pela privação alimentar. Esta revisão objetiva elucidar o impacto dos nutrientes e ingestão calórica sobre o osso, em diferentes estágios da vida, descrevendo possíveis interações entre nutrientes e como estas poderiam afetar a homeostase óssea e mineral.

    Abstract in English:

    Nutrition is an important factor in bone mass development/maintenance and in osteoporosis prevention. This disease is characterized by decreased skeletal mass and increased susceptibility to fractures. The greatest determinant of this condition is the peak bone mass (PBM). Hence, alterations over time indicate the importance of maintaining adequate nutrition during the development of this peak. In adult age, individuals who reached a high PBM will have a low risk of developing bone metabolic diseases when aging. Nutrients exert intense and wide-ranging effects on skeletal structures. Some of them have been consistently related with bone health, such as calcium, phosphorus and vitamin D. However, it has been suggested that other nutrients are essential for normal bone metabolism: proteins, lipids, potassium, vitamins K and A, and sodium chloride. The influence of interactions between these nutritional factors, environment, lifestyle, and heredity will help understand the complex development of osteoporosis and subsequent fractures. In addition, energy deficits can lead to reduced bone mass, in view of endocrine-metabolic disorders caused by food deprivation. This review aims at clarifying the impact of nutrients and of calories intake on the bones during different stages in life, describing possible interactions among nutrients and how these could affect bone and mineral homeostasis.
  • Functional results of arthroscopic treatment of shoulder instability without glenoid labral lesion Artigos Originais

    Lino Júnior, Waldo; Belangero, William Dias

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Tratar a instabilidade anterior e ântero-inferior do ombro sem lesão do lábio da glenóide por via artroscópica por meio de capsulorrafia térmica e fechamento do espaço rotador e avaliar os resultados quanto à estabilidade e à melhora funcional. MÉTODOS: Entre janeiro de 1998 e junho de 2002, 11 pacientes foram submetidos a esse procedimento, imobilizados por cinco semanas e após tratados por fisioterapia. Todos os pacientes foram avaliados no pré e pós-operatório pelas escalas de Neer, Rower e UCLA e, no pós-operatório, pela escala de ASES. RESULTADOS: Durante o período de seguimento entre 46 e 97 meses média de 75,54 meses todos os ombros permaneceram estáveis. Comparando-se a evolução do pré ao pós-operatório, houve melhora de acordo com a escala de Neer, na qual nenhum paciente apresentou resultado satisfatório no pré-operatório e oito tiveram resultado satisfatório no pós-operatório. Segundo a escala de Rowe, a média pré-operatória foi de 36,8 e, no pós-operatório, de 81,6 pontos. Conforme a escala da UCLA, a média no pré-operatório foi de 23,45 e, no pós-operatório, de 31,18 pontos. De acordo com todas essas escalas houve melhora estatisticamente significativa (p = 0,05). A escala da ASES mostrou média pós-operatória de 77,2 pontos. CONCLUSÃO: O procedimento artroscópico analisado confere estabilidade e melhora funcional.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Anterior and anterior-lower instability of the shoulder without a glenoid labral lesion was arthroscopically treated by thermal capsulorrhaphy and closing of the rotator space, and results were evaluated for stability and functional improvement. METHODS: From January 1998 to June 2002, 11 patients were submitted to this procedure, immobilized for five weeks, and then treated by physiotherapy. All patients were evaluated pre- and post-operatively by the Neer, Rower, and UCLA scale, and in the post-operative period, by the ASES scale. RESULTS: During the follow-up period between 46 and 97 months, mean 75.54 months all shoulders were stable. Comparing the evolution from the pre- to the post-operative period, there was an improvement according to the Neer scale, and no patient displayed satisfactory results in the pre-operative period and eight had satisfactory results in the post-operative period. According to the Rowe scale, the pre-operative mean was 36.8, and the post-operative mean was 81.6 points. The UCLA scale presented a pre-operative mean of 23.45, and a post-operative mean of 31.18 point. According to all scales, there was a statistically significant improvement (p = 0.05). The ASES scale showed a post-operative mean of 77.2 points. CONCLUSION: The arthroscopic procedure being studied provides stability and functional improvement.
  • Evaluating the effects of glucosamine and chondroitin in bone healing: experimental study in rats Artigos Originais

    Guarniero, Roberto; Molin, Éden Dal; Vaz, Carlos Eduardo Sanches; Santana, Paulo José de; Cinagawa, Fernando Takao; Tatibana, William Shimada

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar o efeito da administração da condroitina e da glicosamina na consolidação de fratura em modelo animal. MÉTODOS: Este estudo experimental envolveu a utilização de 40 ratos machos adultos da raça Lewis. Os animais foram randomicamente divididos em quatro grupos de 10 animais cada, assim constituídos: grupo I, com administração de glicosamina; grupo II, com administração de condroitina; grupo III, administração da associação de glicosamina e condroitina; grupo IV, administração de água destilada (grupo controle). Realizou-se uma fratura fechada médio-diafisária da tíbia e fíbula direitas em cada animal, seguida da administração diária das drogas de acordo com o grupo, durante 30 dias. Após esse período, os animais foram sacrificados para estudo dos calos ósseos formados. Os critérios de avaliação foram a avaliação clínica da consolidação óssea, mensuração da densidade mineral do calo ósseo utilizando-se a densitometria óssea e cálculo da área do calo formado por meio de planigrafia. Os dados coletados foram avaliados com a técnica da análise de variância (ANOVA) para verificar diferenças entre as médias nos quatro grupos estudados e com o teste de Tukey para comparação das médias duas a duas. Adotou-se nível de significância de 5% (alfa = 0,05). RESULTADOS: A utilização da condroitina e da glicosamina, tanto de maneira isolada quanto associadas, não resultou em aumento da área do calo ósseo ou da sua densidade mineral óssea, e não havendo melhora clínica da consolidação óssea. CONCLUSÃO: A administração de condroitina e glicosamina, neste estudo, não influenciou - quer de maneira positiva ou negativa - a consolidação de fraturas experimentais em ratos.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate the effects of administering chondroitin and glucosamine for bone healing in an animal model. METHODS: This experimental study involved the use of 50 male adult Lewis rats. The animals were randomically divided into four groups of 10 animals each, as follows: group I, with administration of glucosamine; group II, with administration of chondroitin; group III, with the administration of a combination of glucosamine and chondroitin: group IV, with administration of distilled water (control group). A close fracture was produced in the mid shaft of the right tibia and of the right fibula in each animal, followed by the daily administration of the drugs according to the groups, for 30 days. After such period, the animals were sacrificed to study the bone calluses that formed. Evaluation criteria were a clinical evaluation of bone healing, measurement of the mineral density of the bone callus using bone densitometry and a planigraphic calculation of the callus area that was formed. The data collected were evaluated by the variance analysis technique (ANOVA) to check for differences among the mean values in the four groups of the study, and by the Tukey test to compare the means two by two. A significance level of 5% (alpha = 0,05) was adopted. RESULTS: The use of chondroitin and glucosamine, either alone or in combination, did not yield an increased area of bone callus or of the bone mineral density, and there was no clinical improvement in bone healing. CONCLUSION: The administration of chondroitin and glucosamine in this study did not have any impact - either positive or negative on the healing of experimental fractures in rats.
  • Femoral revision total hip arthroplasties with aseptic loosening and periprosthetic fractures: analysis of 49 cases treated with Wagner stem Artigos Originais

    Drumond, Sergio Nogueira; Drumond, Fernando Corradi Fonseca; Maranhão, Bruno Kaehler de Albuquerque; Cruz, Leonardo Corradi Rodrigues La

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar 49 quadris em 48 pacientes submetidos a revisão de artroplastia total do quadril usando a haste de Wagner. MÉTODOS: De abril de 1999 a janeiro de 2005, foram tratados 49 quadris em pacientes portadores de afrouxamento femoral (39 quadris) ou fratura periprotética do fêmur (10 quadris) com revisão da artroplastia com a prótese de Wagner. O seguimento médio foi de 35 meses e a média de idade, de 63,4 anos. As revisões do componente femoral foram realizadas em 49 quadris e, simultaneamente, no componente acetabular em 36 quadris. RESULTADOS: A avaliação dos resultados pelo índice de D'Aubignè-Postel-Charnley apresentou melhora estatisticamente significante no pós-operatório em relação ao pré-operatório (p < 0,001). Os problemas mais importantes foram o alto índice de luxações (três quadris) e de luxações associadas a afundamento da haste (dois quadris). Os quatro resultados insatisfatórios deveram-se a afrouxamento (dois quadris), infecção (um quadril) e afrouxamento acetabular (um quadril). Todos os resultados insatisfatórios ocorreram no grupo de afrouxamento asséptico, mas esse achado não foi estatisticamente significante (p = 0,569). A restauração do estoque ósseo (avaliação radiográfica) foi encontrada de modo consistente na maioria dos casos, sem correlação com a idade dos pacientes (p = 0,852). Os resultados clínicos não tiveram também relação com a idade dos pacientes (p = 0,636). CONCLUSÃO: O procedimento da revisão femoral com a prótese de Wagner produz resultados clínicos e radiográficos satisfatórios e, de modo consistente, restaura o estoque ósseo do fêmur.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate 49 hips in 48 patients submitted to revision total hip arthroplasty using Wagner stem. METHODS: From April 1999 to January 2005, 49 hips were treated in patients with femoral loosening (39 hips) or periprosthetic fracture of the femur (10 hips) with revision arthroplasty using the Wagner prosthesis. Mean follow-up lasted 35 months and mean age was 63.4 years. Revisions of the femoral component were performed in 49 hips, with concomitant acetabular component revision in 36 hips. RESULTS: Results evaluation according to the D'Aubignè-Postel-Charnley index presented a statistically significant improvement in the post-operative period in comparison to the pre-operative period (p < 0.001). The most important problems seen were the high rate of dislocations (three hips) and dislocations associated to the deepening of the stem (two hips). The four unsatisfactory results were due to loosening (two hips), infection (one hip), and acetabular loosening (one hip). All of the unsatisfactory results occurred in the group of aseptic loosening, but this finding was not statistically significant (p = 0.569). Restoration of bone stock (radiographic evaluation) was seen consistently in most cases, without correlation with patient age (p = 0.852). Likewise, clinical results were not related to patient ages (p = 0.636). CONCLUSION: The procedure of femoral revision with Wagner prosthesis yields clinical and radiographic satisfactory results and consistently restores femoral bone stock.
  • Functional and radiographic evaluation of the surgically-treated congenital clubfoot Artigos Originais

    Lara, Luiz Carlos Ribeiro; Luciano, Alexandre de Paiva; Barros, Marcos Alexandre; Franco Filho, Nelson; Feroldi, Paulo César

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Analisar aspectos radiográficos de pés tortos congênitos idiopáticos operados e confrontá-los com os resultados cirúrgicos obtidos. MÉTODOS:A amostra constitui-se de 68 pés tortos congênitos operados por liberações póstero-média e/ou lateral das partes moles. A idade no momento da cirurgia variou de seis a 24 meses e o tempo de seguimento do pós-operatório foi de um ano a 16 anos, com média de 4,87 anos. No momento da avaliação dos resultados foram realizadas radiografias dos pés em ântero-posterior e perfil com carga e traçados os ângulos talocalcaneano, talo-1º metatarsal e calcâneo-5º metatarsal. Analisou-se também a relação percentual de posteriorização da fíbula sobre a tíbia e a posição do navicular em relação ao tálus nos dois planos radiográficos. RESULTADOS: Houve 90,8% de resultados satisfatórios e 9,2% insatisfatórios. A média do ângulo talocalcaneano na incidência em ântero-posterior foi de 23,20º e, no perfil, de 23,26º, sem significância estatística com os resultados. O ângulo talo-1º metatarsal teve média de 4,84º e o calcâneo-5º metatarsal, média de 7,70º; ambos correlacionaram-se com os resultados (P = 0,003). O percentual de posteriorização da fíbula sobre a tíbia teve valor médio de 60,67% (P = 0,007). CONCLUSÕES: 1ª) os ângulos talo-1º metatarsal e calcâneo-5º metatarsal nas radiografias em ântero-posterior, quando maiores do que 10º e 12º, respectivamente, mostraram significância com os pés tortos que apresentaram resultados insatisfatórios; 2ª) quanto melhor o alinhamento do navicular em relação ao tálus, nas radiografias em ântero-posterior e no perfil, melhor foi o resultado; 3ª) a relação percentual de posteriorização da fíbula sobre a tíbia foi maior nos pés com resultados insatisfatórios; 4ª) o ângulo talocalcaneano na incidência em ântero-posterior e no perfil não se mostrou como bom parâmetro na avaliação dos resultados do tratamento do pé torto congênito idiopático.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To review radiographic aspects of idiopathic congenital clubfeet operated on and compare them to the surgical results achieved. METHODS: The sample include 68 congenital clubfeet that were operated on with posteromedial, and/or lateral release of the soft parts. The age at the time of surgery varied from 6 to 24 months, and post-operative follow-up lasted from 1 to 16 years, with a mean of 4.87 years. At the time of evaluating results, anteroposterior and profile X-rays with charge were made of the feet, and the talus-calcaneus, talus-first metatarsus, and calcaneus-fifth metatarsus angles were plotted. A review was also made of the percentage movement backwards of the fibula onto the tibia, and the relation of the tibia and the navicular position in relation to the talus in both radiographic plans. RESULTS: 90.8% satisfactory results and 9.2% unsatisfactory results were obtained. The mean talus-calcaneus angle in the anteroposterior X-ray was 23.20º, and it was 23.20º in the profile X-ray, with no statistical significance. The talus-first metatarsus angle presented a mean of 4.84º, and the calcaneus-fifth metatarsus angle had a mean of 7.70º, both correlating to the results (P = 0.003). The percentage movement backwards of the fibula onto the tibia had a mean value of 60.67% (P = 0.007). CONCLUSIONS: 1º) When they were wider than 10º and 12º, the respective angles of the talus-first metatarsus in the anteroposterior X-rays, and of the calcaneus-fifth metatarsus in anteroposterior X-rays were significant for those clubfeet that had unsatisfactory results; 2º) the better the navicular alignment in relation to the talus in anteroposterior X-rays and in profile X-rays, the better the results; 3º) the percent relation of the backwards movement of the fibula onto the tibial was higher in those feet with unsatisfactory results; 4º) in anteroposterior and in profile X-rays, the talus-calcaneus angle did not show to be a good parameter to evaluate the results of idiopathic congenital clubfoot treatment.
  • Mechanical essay of impact resistance of acrylic bone cement used singly or the cement in combination with two local anesthetic drugs Artigos Originais

    Giordano, Vincenzo; Rios, Henrique; Moreirão, Marcos; Giordano, Marcos; Amaral, Ney Pecegueiro do; Pallottino, Alexandre; Oliveira, Silvio de

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Investigar o comportamento mecânico da combinação de anestésico local e cimento ósseo in vitro. MÉTODOS: Foram comparados dois cimentos ortopédicos (Simplex® e Biomecânica®) e duas drogas anestésicas locais de largo uso na clínica anestesiológica (lidocaína e bupivacaína). Os anestésicos utilizados estavam em pó. Elaboraram-se seis grupos de investigação, baseados na combinação ou não das drogas. Nos grupos em que o polímero foi combinado à medicação, a mistura consistiu de 40g de polimetilmetacrilato com 2g de anestésico local. Foram confeccionados 60 corpos de prova prismáticos, medindo 5 x 120 x 30mm (n = 30) e 5 x 60 x 30mm (n = 30). Os corpos de prova foram testados mecanicamente em máquina universal. Foram realizados ensaios mecânicos de resistência ao impacto direto. Foi realizada análise estatística para verificar o efeito do cimento (Simplex® e Biomecânica®) e da medicação (lidocaína e bupivacaína) na resistência do corpo de prova, com alfa = 5%. RESULTADOS: Observou-se que existe influência significativa da medicação na resistência do corpo de prova (p = 0,0001). Pelo teste de comparações múltiplas de Tukey, identificou-se, ao nível de 5%, que a mistura com bupivacaína apresentou resistência significativamente maior do que com a lidocaína e com o polímero puro. Não existe diferença significativa na resistência entre a lidocaína e o polímero puro. Existe influência significativa do cimento na resistência do corpo de prova (p = 0,015). Mostrou-se que o cimento Simplex® apresentou resistência significativamente maior do que o Biomecânica®. Existe influência significativa da interação cimento-medicação na resistência do corpo de prova (p = 0,035). A análise dos contrastes mostrou que o cimento Simplex® apresentou resistência significativamente maior do que o Biomecânica® apenas quando sem adição da medicação (p = 0,002). Não existe diferença significativa na resistência entre os cimentos Simplex® e Biomecânica® para as medicações lidocaína (p = 0,13) e bupivacaína (p = 0,63). No cimento Simplex®, a associação com a bupivacaína apresentou resistência significativamente maior do que com a lidocaína e o polímero puro (p = 0,001 e p = 0,012, respectivamente). Não existe diferença significativa na resistência entre a lidocaína e o polímero puro para o cimento Simplex® (p = 0,39). No cimento Biomecânica®, a associação com a bupivacaína apresentou resistência significativamente maior do que com a lidocaína e o polímero puro (p = 0,0001 e p = 0,0001, respectivamente). Não existe diferença significativa na resistência entre a lidocaína e o polímero puro para o cimento Biomecânica® (p = 0,37). CONCLUSÃO: Nas condições estudadas, não há redução significativa da resistência ao impacto na combinação de cimento ortopédico com anestésicos locais.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To investigate the mechanical behavior of cement-local anesthetic combinations in vitro. METHODS: Two bone cements were tested (Simplex® and Biomecânica®) with two anesthetic drugs (lidocaine and bupivacaine). Anesthetic drugs were added in powder form. The authors compared six groups based on the association between the cement and the drugs. Two grams of anesthetic were mixed with 40 g of acrylic cement powder. 60 prismatic molds were made, measuring 5 x 120 x 30 mm (n = 30) and 5 x 60 x 30 mm (n = 30). The molds were tested on a pendulum impact resistance apparatus. Statistical analysis was performed to verify the effect of bone cement (Simplex® and Biomecânica®) and the medication (lidocaine, bupivacaine, and no combination) on the strength of the molds, with a level of significance alpha = 5%. RESULTS: Statistical comparison showed a significant influence of the medication on bone strength (p = 0.0001). Tukey multiple comparison test demonstrated better strength with bupivacaine. CONCLUSION: Cement-bone combination does not harm the strength of the cement itself.
Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Al. Lorena, 427 14º andar, 01424-000 São Paulo - SP - Brasil, Tel.: 55 11 2137-5400 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rbo@sbot.org.br