Tratamento cognitivo e comportamental para transtornos do controle de impulsos

OBJETIVOS: Este artigo revisa o tratamento da cleptomania, do comprar compulsivo e do jogo patológico. MÉTODO: Realizou-se uma revisão da literatura publicada. RESULTADOS: A pesquisa sobre o tratamento em todas essas áreas é limitada. As técnicas cognitivo-comportamentais utilizadas no tratamento da cleptomania compreendem sensibilização encoberta, dessensibilização imaginal, dessensibilização sistemática, terapia de aversão, treinamento de relaxamento e fontes alternativas de satisfação. Com relação ao comprar compulsivo, não existe amparo empírico para o tratamento, mas as técnicas comuns examinadas foram sensibilização encoberta, exposição e prevenção de resposta, controle do estímulo, reestruturação cognitiva e prevenção de recaída. O tratamento do jogo patológico teve êxito tanto no formato em grupo como no individual, utilizando técnicas tais como terapia aversiva, dessensibilização sistemática, dessensibilização imaginal e terapia comportamental multimodal (incluindo exposição in vivo, controle do estímulo e sensibilização encoberta), juntamente com técnicas cognitivas, tais como psicoeducação, reestruturação cognitiva e prevenção de recaída. CONCLUSÕES: Há um consenso geral na literatura de que as terapias cognitivo-comportamentais oferecem um modelo eficaz de intervenção em todos esses transtornos. Uma formulação de caso individualizada é apresentada com um exemplo de estudo de caso. Sugerem-se diretrizes para a prática clínica de cada transtorno.

Transtornos do controle de impulsos; Jogo patológico; Cleptomania; Comprar compulsivo; Tratamento cognitivo-comportamental


Associação Brasileira de Psiquiatria Rua Pedro de Toledo, 967 - casa 1, 04039-032 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5081-6799, Fax: +55 11 3384-6799, Fax: +55 11 5579-6210 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: editorial@abp.org.br