Uso pesado de álcool por estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas centrais e periféricas de Campinas (SP): prevalência e fatores associados

O conhecimento de fatores associados ao uso de álcool na adolescência é de grande relevância, pois permite intervenções visando reduzir comportamentos de risco e o possível início de um uso de álcool progressivamente deletério. OBJETIVOS: Determinar a prevalência do uso pesado de álcool e verificar se variáveis sociodemográficas, culturais e psicopatológicas podem estar influenciando este uso por estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e particulares da cidade de Campinas (SP). MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal com uma técnica de amostragem do tipo intencional. Foi utilizado um questionário anônimo, de autopreenchimento, baseado no questionário do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID). A amostra foi constituída por 2.287 estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e particulares da cidade de Campinas (SP), no ano de 1998. Considerou-se uso pesado, de acordo com a World Health Organization (WHO) (1981), o uso de álcool em 20 dias ou mais nos 30 dias que antecederam a pesquisa. Para identificar os fatores que influenciam o uso de drogas, utilizou-se a "Análise de Regressão Logística Politômica - Modelo de Logitos Generalizados". RESULTADOS: O uso pesado de álcool foi de 11,9%, tendo sido maior nos estudantes da escola pública central, do período vespertino, que trabalhavam, de nível socioeconômico A e B, que se sentiam pouco apoiados e compreendidos pela família e que apresentavam maior defasagem escolar. CONCLUSÕES: Os dados deste estudo indicam que fatores como disponibilidade de dinheiro, trabalho, situações pessoais e familiares desfavoráveis e mau desempenho escolar estão associados ao uso pesado de álcool em estudantes.

Alcoolismo; Estudantes; Estudos transversais; Inquéritos de morbidade


Associação Brasileira de Psiquiatria Rua Pedro de Toledo, 967 - casa 1, 04039-032 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5081-6799, Fax: +55 11 3384-6799, Fax: +55 11 5579-6210 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: editorial@abp.org.br