Compras compulsivas: uma revisão e um relato de caso

OBJETIVO: O transtorno do comprar compulsivo foi descrito pela primeira vez como uma síndrome psiquiátrica no começo do século XX. Sua classificação permanece incerta e os investigadores têm debatido uma correlação potencial com transtornos do humor, transtorno obsessivo-compulsivo e transtornos do impulso. O objetivo deste estudo é apresentar uma revisão de transtorno do comprar compulsivo e um relato de caso. MÉTODO: Duas bases de dados foram investigadas (Medline e PsycINFO) em busca de artigos publicados nos últimos 40 anos. Os unitermos selecionados foram "oniomania" e "compras compulsivas". Outros artigos relevantes também foram identificados por meio das listas de referências. RESULTADOS: O transtorno do comprar compulsivo é uma condição crônica e prevalente encontrada ao redor do mundo, que divide características comuns com transtornos do controle do impulso. Em amostras clínicas, mulheres perfazem mais de 80% dos sujeitos. Sua etiologia é desconhecida, mas mecanismos neurobiológicos e genéticos têm sido propostos. O transtorno apresenta altas taxas de comorbidade com transtornos do humor, abuso de substâncias, transtornos alimentares e transtornos do controle do impulso. CONCLUSÃO: As recomendações terapêuticas derivadas da literatura e da experiência clínica sugerem que compradores compulsivos podem se beneficiar de intervenções psicossociais. Modelos de intervenção cognitivo-comportamental de grupo parecem promissores. Ensaios farmacológicos relatam resultados conflitantes. A identificação e o tratamento das comorbidades psiquiátricas são também um aspecto chave do tratamento. Para determinar a validade do transtorno do comprar compulsivo, os futuros trabalhos devem enfocar os achados psicopatológicos e neurobiológicos específicos à síndrome.

Oniomania; Compras compulsivas; Personalidade; Tratamento; Transtornos do controle do impulso


Associação Brasileira de Psiquiatria Rua Pedro de Toledo, 967 - casa 1, 04039-032 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5081-6799, Fax: +55 11 3384-6799, Fax: +55 11 5579-6210 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: editorial@abp.org.br