Accessibility / Report Error

Desenvolvimento e validação do Inventário de Religiosidade Intrínseca (IRI)

OBJETIVO: O papel da religiosidade em saúde mental vem sendo objeto de intensa investigação. Estudos devem ser executados em diferentes locais e culturas. O presente estudo objetiva desenvolver e validar um instrumento breve para mensurar religiosidade intrínseca (Inventário de Religiosidade Intrínseca - IRI) em duas amostras brasileiras. MÉTODO: A versão inicial foi baseada na revisão de literatura e em sugestões de especialistas. Estudantes universitários (amostra 1; n = 323) e pacientes psiquiátricos (amostra 2; n = 102) preencheram o Índice de Religiosidade de Duke (DUREL), o IRI, uma medida de espiritualidade (WHOQOL-SRPB), bem como medidas de sintomas ansiosos e depressivos. RESULTADOS: O IRI apresentou consistência interna adequada nas amostras 1 (α de Cronbach = 0,96; IC 95%; 0,95-0,97) e 2 (α = 0,96; IC 95%; 0,95-0,97). Análises de componentes principais indicaram um único fator que explicou 73,7% e 74,9% da variância nas amostras 1 e 2, respectivamente. Foram observadas fortes correlações entre o IRI e a subescala de religiosidade intrínseca da DUREL (r de Spearman de 0,87 a 0,73 nas amostras 1 e 2, respectivamente, p < 0,001). O IRI apresentou boa validade teste-reteste (coeficientes de correlação intraclasse > 0,70). CONCLUSÃO: Os dados indicam que o IRI é um instrumento válido e pode contribuir para estudar religiosidade intrínseca em amostras brasileiras.

Religião; Estudo de validação; Instrumento; Saúde mental


Associação Brasileira de Psiquiatria Rua Pedro de Toledo, 967 - casa 1, 04039-032 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5081-6799, Fax: +55 11 3384-6799, Fax: +55 11 5579-6210 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: editorial@abp.org.br