Accessibility / Report Error

Polifarmácia e tentativas de suicídio no transtorno bipolar

OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi verificar associação entre tentativas de suicídio e uso de múltiplas drogas em pacientes com transtorno do humor bipolar. MÉTODO: Cento e sessenta e nove pacientes ambulatoriais com transtorno do humor bipolar, diagnosticados pela entrevista clínica estruturada do DSM-IV, foram incluídos. Dados demográficos e socioeconômicos, número de medicações em uso, história de tentativas de suicídio, número de anos sem diagnóstico, idade de início e comorbidades psiquiátricas foram avaliados através de um questionário estruturado e pelos critérios do DSM-IV. A principal medida de desfecho foi o número de medicamentos psicotrópicos usados correntemente. RESULTADOS: Cerca de metade dos pacientes (48,5%) apresentou uma história de tentativas de suicídio; 84% estavam usando mais do que uma medicação e 19% estavam usando mais do que três medicações. As combinações de fármacos mais utilizadas por estes pacientes foram: lítio + valproato (17%); lítio + antipsicóticos (10%); lítio + valproato + antipsicóticos (9%); e antidepressivos + outros fármacos (6%). O número de tentativas de suicídio mostrou-se associado ao uso de polifarmácia, na análise ajustada. CONCLUSÕES: Nossos resultados sugerem que a polifarmácia em pacientes bipolares pode estar relacionada a indicadores de gravidade, como número de tentativas de suicídio.

Transtorno bipolar; Suicídio; Polifármacos; Tentativa de suicídio; Transtornos do humor


Associação Brasileira de Psiquiatria Rua Pedro de Toledo, 967 - casa 1, 04039-032 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5081-6799, Fax: +55 11 3384-6799, Fax: +55 11 5579-6210 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: editorial@abp.org.br