A terapia cognitivo-comportamental no transtorno obsessivo-compulsivo

Aristides Volpato Cordioli Sobre o autor

OBJETIVO: Descrever a terapia cognitivo-comportamental no tratamento dos sintomas do transtorno obsessivo-compulsivo. MÉTODO: Por meio da revisão de artigos e livros-texto, descrever as origens e os fundamentos da terapia cognitivo-comportamental no tratamento dos sintomas do transtorno obsessivo-compulsivo. Por meio da revisão no Medline de ensaios clínicos randomizados e metanálises, apontar as evidências de eficácia dessa modalidade de tratamento. RESULTADOS E CONCLUSÕES: A terapia cognitivo-comportamental é efetiva na redução dos sintomas obsessivo-compulsivos em aproximadamente 70% dos pacientes que aderem ao tratamento. São desafios futuros esclarecer as razões pelas quais muitos portadores não respondem ao tratamento e desenvolver novas estratégias para aumentar sua efetividade.

Transtorno obsessivo-compulsivo; Psicoterapia; Terapia cognitiva; Terapia comportamental; Terapia comportamental cognitiva


Associação Brasileira de Psiquiatria Rua Pedro de Toledo, 967 - casa 1, 04039-032 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5081-6799, Fax: +55 11 3384-6799, Fax: +55 11 5579-6210 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: editorial@abp.org.br